A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Patologia do Sistema Urinário

Pré-visualização | Página 1 de 3

/
 Si�t��a Ur��ár�o  
Existem diferenças anatômicas entre as  
espécies, por isso devemos ter ótimas  
avaliações para que não se confunda  
com nenhuma patologia.   
 
Sendo um sistema de excreção,  
possuindo função de controle da  
pressão (hormônios), ocorrendo pela  
dinâmica de filtração do sangue.   
O glomérulo é o local que inicia a  
primeira filtração do sangue, iniciando  
o processo de reabsorção ou excreção  
de compostos, após a filtração todo  
filtrado glomerular passa pelos  
túbulos fazendo a troca de íons e  
moléculas.   
Possui funções de produção de urina,  
manutenção do equilíbrio de  
eletrólitos(Na, K, Cl, H), produção de  
hormônios (eritropoietina, renina),  
eliminar substâncias tóxicas e  
eliminação de substâncias exógenas.   
Avaliação Macroscópica   
Pode observar alguns achados que não  
possuem significância clínica (chamado  
de não lesão) e possui relação com a  
caracterização histológica de cada  
espécie.   
Equinos : grande concentração de muco  
na pelve renal e na bexiga, devido a  
abundância de glândulas na pelve.  
Felinos : palidez nos rins, devido a  
concentração de gotículas de lípidos no  
sistema tubular.    
↪ Uretra avermelhada, devido o plexo  
vascular presente na estrutura.  
 Insuficiência Renal    
É a falha do rim. Gerando:   
Função renal : aumento de uréia,  
creatinina e produtos e nitrogenados  
percebendo na mensuração sérica e  
plasmática.   
Azotemia : aumento intravascular de  
produtos nitrogenados.   
Uremia : resultado da insuficiência  
renal, síndrome associada com lesões  
multissistêmicas e sinais clínicos.   
↪ insuficiência renal aguda : é a perda  
de 75% da função renal, avaliado por  
testes bioquímicos através do soro. Os  
fatores são divididos em três:   
 ↪ fatores pré-renais : colapsos  
circulatórios (choque por má  
distribuição por sangue e falta oxigênio  
para o rim).   
 ↪ fatores intra renais : relação de  
doenças ascendentes (doenças  
infecciosas, bactéria do trato urinário  
inferior que ascenderam até o rim e e  
induziram lesões diretas ao  
parênquima renal), metabólitos tóxicos  
intraluminais ou isquemia local  
(doenças primárias).   
 ↪ fatores pós-renais : ocasionados  
pela obstrução do fluxo urinário,  
gerando um fluxo de urina retrógrado  
aumentando o tamanho da pelve  
destruindo o tecido renal adjacente  
gerando uma hidronefrose.   
↪ Insuficiência renal crônica : na  
necropsia observa o rim pálido, firme,  
diminui de tamanho e com superfície  
irregular, devido a perda de tecido  
funcional por tecido reparatório (tecido  
conjuntivo).  
 
FreeText
 @vettstudy.g
 
  
/
Na microscopia observa dilatação de  
túbulos, fibrose do interstício e  
espessamento da cápsula glomerular.   
 
Uremia  
A ureia e creatinina em doses altas e  
algumas manifestações clínicas como:   
Edemas : barbela (bovinos), hidrotórax  
(cães), acúmulo de líquidos nos  
membros, alguns desenvolvem ascite,  
ou seja, perda de líquidos para os  
interstícios, devido o aumento dos  
compostos nitrogenados que induzem  
uma reação inflamatória no vaso  
gerando um aumento da  
permeabilidade.   
 
Podendo possuir um segundo  
mecanismo de formação de edema é a  
perda de proteína na urina, isso ocorre  
devido o glomérulo danificado,  
diminuindo a pressão osmótica do  
sangue, perdendo fluido do plasma  
para o interstício, com maior prejuízo  
na região pulmonar não permitindo as  
trocas gasosas.    
 
Úlceras na cavidade oral e em todo  
sistema gastroentérico : lesão  
inflamatória direta para essas mucosas  
ocasionada pela necrose do vaso  
devido o excesso de compostos  
nitrogenados, podendo manifestar  
diarréia sanguinolenta e na cavidade  
oral a ureia é convertida em amônia  
(tóxica para mucosa oral) por bactéria  
da região.   
 
Gastrenterite ulcerativa Estomatite ulcerativa e   
hemorrágica hemorrágica   
Os achados patológicos como necrose  
vascular pelo aumento de  
nitrogenados no sangue, endocardite  
mural com algumas áreas amareladas  
podendo ter calcificação   
 
O desbalanço entre cálcio e fósforo  
normalmente ocorre quando o paciente  
é insuficiente renal crônico perdendo a  
capacidade de manter a proporção 2  
de cálcio para 1 de fósforo (2:1), devido  
o prejuízo da taxa de filtração  
glomerular permitindo que permaneça  
muito fósforo na corrente sanguínea,  
fazendo com que estimule a  
paratireóide a liberar PTH  
(paratormônio) para remoção de cálcio  
dos ossos na tentativa de restabelecer  
essa proporção, passando a ter  
hipercalcemia. Esse desbalanço faz  
com que o cálcio seja depositado nos  
tecidos moles prejudicando o  
funcionamento dos tecidos moles.   
 
Mineralização do tecido mole - Pulmão   
de pedra pome  
FreeText
 @vettstudy.g
 
  
/
O desbalanço faz com que a matriz  
mineralizada e seja substituída por  
tecido conjuntivo fibroso fazendo com  
que os ossos fiquem moles e frágeis.  
   
 Osteodistrofia fibrosa ou mandíbula   
 de borracha   
Anomalias do Desenvolvimento  
Aplasia : não desenvolve tecido renal  
(unilateral ou unilateral).  
Hipoplasia : desenvolvimento  
insuficiente do tecido renal.   
Displasia renal : o tecido renal se  
desenvolve de maneira errada.   
Rins ectópicos ou fundidos : rins que se  
desenvolvem em local anatômico  
diferente do que era para ele estar.  
Cistos renais : observa dilatações no  
parênquima renal e muitas vezes são  
preenchidos por líquido (urina),  
deixando o túbulo dilatado com  
acúmulo da urina ficando com a  
parede mais fina e não exerce a sua  
função adequada, podendo ser de 2  
formas:    
 ↪ formas congênita : falha na  
organogênese com hiperplasia de  
túbulos levando a obstrução. Os cistos  
podem ser únicos ou vários  
(policísticos), os felinos persas e os cães  
bull terrier são mais dispostos a  
possuírem a doença dos rins  
policísticos.   
 ↪ formas adquirida : obstrução do  
fluxo do tubular, causando  
hidronefrose.   
Alterações Circulatórias  
Hiperemia : o rim fica mais  
avermelhado (vivo e brilhante)  
podendo ficar todo pontilhado, é  
observado nos casos de sepse ou  
toxemias bacterianas    
 
Congestão : insuficiência cardíaca  
presente no lado direito. O  
comprometimento do lado direito do  
coração faz com que o sangue  
permaneça e retorne no sistema  
venoso. Nota um rim vermelho escuro  
devido o sangue pobre em