A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
ANEMIAS NA CRIANÇA

Pré-visualização | Página 1 de 1

ANEMIAS NA CRIANÇA
DEFINIÇÃO:
· É definida como sendo a diminuição dos glóbulos vermelhos no sangue, estando diretamente relacionada à diminuição dos teores de hemoglobina. 
· É sinal; é doença.
HEMATOPOIESE/ERITROPOIESE:
· Papel da eritropoietina: é um hormônio fabricado no rim, o qual estimula a formação de hemácias; forma pró-eritoblasto, eritroblastobasofilico, eritroblastopolicromatico, reticulócitos, hemáceas.
RETICULÓCITOS:
· reticulo basofilico (ribossomos permanecem no citoplasma.)
FORMAÇÃO DA HEMOGLOBINA:
· A Hb é transpotadora do O2
· Ela é composta por: heme (protoporfirina=4 cadeias aromáticas)+ globina
· Ciclo vital das hemácias: o reticulocito cai no sangue-> nos dias em que a hemácia vai ficar no sangue, as hemácias transportam O2 para todos os tecidos -> em seguida, são eliminadas pela urina, fezes, menstruacao...
OS NÍVEIS DE HB E HEMATÓCRITO VARIAM: 
· De acordo com a:
· Fase do desenvolvimento
· Estimulação hormonal
· Tensão de O2 do ambiente
· Idade
· Sexo
CLASSIFICAÇÃO: 
· Fisiologia: 
-diminuição da produção
-destruição
-perdas hemorrágicas
· Morfologia: (VCM)
-microcítica
-normocítica
-macrocítica
DEFICIÊNCIA DE PRODUÇÃO DE HEMÁCIAS:
· Falta de tecido eritropoético:
-destruição 
-estimulantes (EPO) – diminuídos
-congênita
· Invasão da MO por elementos malignos
· Diminuição de elementos essenciais a eritropoiese
-ferro; vit b12; b6; C.
EXCESSO DE DESTRUIÇÃO DE HEMÁCIAS (HEMÓLISE):
· Agressão ao eritrócito:
-toxinas
-parasitas
-imunológica 
· Defeito do eritrócito:
-arquitetura da membrana
-enzimático
-hemoglobina
· Hiperesplenismo
PERDAS HEMORRÁGICAS: 
· Agudas:
-traumas
-cirurgias
-hemorragia do TGI (ex: alergia ao leite da vaca) e genital
· Crônicas:
-úlceras/ tumores intestinais
-parasitas intestinais
-menstruações abundantes
ANEMIA FERROPRIVA
· Mais do que uma doença, é uma urgência pediátrica
· INTRODUÇÃO:
-faixa etária de maior risco: lactentes
-profilaxia e identificação da anemia ferropriva; OMS define como uma condição na qual a concentração da Hb no sangue se encontra abaixo dos valores esperados (inferior a -2DP)
· -Ferro não hemínico: vegetais inorgânicos
-ferro hemínico: carne/ovos
· Metabolismo do ferro: síntese protéica, sistemas respiratórios; oxidativo e antiinfeccioso.
ESTÁGIOS
1) Depleção do ferro
· Macrófagos (fígado, baço, MO), mucosa intestinal
· Ferritina baixa: abaixo de 5 anos – menor que 12
5-12 anos – menor que 15
2) Deficiência de ferro
· Ferritina baixa
· Ferro sérico baixo (abaixo de 30)
· Capacidade total de ligação da transferrina alta (acima de 250-390)
· Saturação de transferrina baixa (abaixo de 16%)
3) Anemia propriamente dita
· Ferritina baixa
· Saturação de transferrina baixa
· Hemoglobina baixa
· Hematócrito baixo
· VCM baixo
VALORES DE REFERÊNCIA:
· Hemoglobina:
-criancas de 6-14 anos: > ou = a 11,5-12g/dl
-criancas de 6 meses a 6 anos: > ou = a 11g/dl
· Hematócrito:
-6 meses-6 anos: 33%
-6-11 anos: 34%
Na anemia ferropriva:::::
· Dos 6-24 meses é o período mais propenso a anemia: 
· 1) momento do pico de crescimento = necessidade de mais ferro
2) esgotamento dos estoques do nascimento
3) desmame sem suplemento de ferro e sem fórmulas ou alimentos enriquecidos.
· DIAGNOSTICO CLÍNICO 
-palidez
-irritabilidade	
-debilidade física
-dispneia aos esforços 
-astenia 
-depressao imunologica
-caries dentarias
-unhas quebradiças
-cefaleia
-estomatite angular
-falta de interesse e atenção
-deficit cognitivo
-perversao do apetite ( sabor)
-glossite
· LABORATORIO 
-Hemograma: diminuição da Hb, HT, HCM, CHCM
-esfregaço: microcitose e hipocromia; pode haver poiquilocitose e hemácias em ALVO
-Ferro sérico: abaixo de 30
-Transferrina: aumentada
-Saturacao da transferrina: diminuída (abaixo de 16%)
-Capacidade total de ligação do ferro (TIBC) zincoprotoporfirina eritrocitária
· TRATAMENTO
-deve ser emergencial
-tempo necessário (2 meses para repor as deficiências e 3 meses para repor as reservas) 3-6 mg/kg/dia
-Sais de ferro: sulfato ferroso, fumarato ferrose, gluconato ferroso
-efeitos colaterais: dor abd, constipação, diarréia. 
OUTRAS ANEMIAS CARENCIAIS:
· Anemia megaloblástica:
-carência de acido fólico e vit b12
-eritropoiese ineficaz por comprometimento da biossíntese de DNA.
Resultam em macrocitos de VCM e HCM, aumentados e hipersegmentação do núcleo dos neutrófilos.
ANEMIAS HEMOLÍTICAS:
· Congênitas:
-hemoglobinopatias: doença falciforme, alfa talassemias, beta talassemias, hemoglobinopatia C
-deficiência de membrana: esferocitose, eliptocitose, estomatocitose.
-defeitos enzimáticos: def de G6PD, piruvatoquinase
· Adquiridas:
-imunológicas: isoimunização RH/ABO
-não imunológicas: infecção, drogas.
· ANEMIA HEMOLÍTICA ADQUIRIDA (extravascular)
->HIPERESPLENISMO:
-hemocaterese
-nem toda esplenomegalia causa hiperesplenismo
-associada a: cirrose hepática, esquistossomose hepato-esplênica
-critérios: 
· citopenia de 1 ou + linhagem hematológica; 
· hiperplasia reativa compensatória da MO
· esplenomegalia
OUTRAS ANEMIAS:
· Anemia de doença crônica (ADC):
-def: é o estado anêmico moderado (Ht queda de 5-15 pontos e Hb queda de 2-5 pontos)
-deficiência de produção renal ou resistência a EPO.
-redução da vida das hemácias para 80 dias
-associada a inflamações e neoplasias
-normocítica e normocrômica
-é a principal causa de anemia em pct hospitalizado.
· Valores de referencia: 
-VCM: criança ate 8 anos: 72,9-85,3
-HCM: criança ate 8 anos: 23,2-31,7
· -CHCM: criança ate 8 anos: 32,2-34,1
· -contagem de reticulócitos: 
· 0,5-2,0% (25.000-75.000) 
· -> menor que 0,5- hipoprodução medular
· -> maior que 2,0- hiperprodução medular
CARACTERIZAÇÃO DAS ANEMIAS:
	TIPO DE ANEMIA
	VCM
	CHCM
	Normocítica 
	80-90
	Acima de 30
	Macrocítica
	Acima de 94
	Acima de 30
	Microcítica 
	Abaixo de 80
	Acima de 30
	Hipocromia e microcitose
	Abaixo de 80
	Abaixo de 30