A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Propriocepção - Resumo de Cinesioterapia | por: @eduardareisnafisio

Pré-visualização | Página 1 de 2

♡ Propriocepção ♡ 
 
O que é a propriocepção? 
Percepção corporal (permite identificar se estou em pé, sentado, se meu joelho está dobrado 
ou não, se minha perna está abduzida ou aduzido) etc.; se estou , percepção de espaço 
(permite identificar qual espaço que o meu corpo está usando no ambiente em que me 
encontro). 
 
 
CONCEITO: É uma divisão/especialização/variação do nosso tato 
Mas de onde ela surge e do que é representada? Toda articulação para 
ser saudável depende de estabilizadores, tanto estáticos quanto dinâmicos. Esses 
estabilizadores proporcionam o suporte que a articulação necessita. São eles: 
• ESTABILIZADORES DINAMICOS: os músculos 
• ESTABILIZADORES ESTÁTICOS: ligamentos e capsulas articulares. 
Sendo assim, essas estruturas que estão envolvidas, principalmente nas 
capsulas articulares, funcionam através do FEEDBACK SENSORIAL: 
A todo momento eles estão informando o sistema nervoso sobre o posicionamento 
ou movimento de uma articulação. 
 Estruturas capsulares e ligamentares: 
É o feedback sensorial aferente de vias reflexas e 
corticais que vai mediar a atividade muscular reativa. Ou 
seja, temos ume estímulo externo que é transmitido pelo 
sistema nervoso, depois processado e exige uma 
resposta muscular reativa. 
Por exemplo, para fazer uma extensão de cotovelo, no momento em que começo a fazer 
a extensão os meus receptores musculares/articulares estão informando essa ação para o 
SN e isso gera uma resposta muscular reativa. 
Elas possuem como 
principal função o apoio 
estrutural e estabilização 
da articulação. 
 
Reativa, pois, à medida que estou fazendo a extensão o meu tríceps está sendo 
recrutado para que eu consiga realizar o movimento, ao mesmo tempo em que o 
bíceps precisa relaxar. Esse equilíbrio muscular é feito pela PROPRIOCEPÇÃO. 
 
 
SIGNIFICADO TEÓRICO DE PROPRIOCPÇÃO: É um estímulo de entrada do 
sistema nervoso que vem dos mecanorrecptores das capsulas articulares, 
músculos, tendões, ligamentos e pele. Ou seja, é uma especialização do tato que vem 
dos estímulos mecânicos captados pelos mecanorrecptores (eles captam estímulos 
mecânicos). 
Os mecanorreceptores detectam mudanças bruscas de posição e a velocidade 
delas opondo-se às condições de equilíbrio estacionário. 
Esse estimulo aferente captado pelos mecanorreceptores é analisado pelo sistema 
nervoso central e a resposta dele será quanto à posição articular e ao movimento. 
Sendo assim, as estruturas musculares irão informar o SNC através dos mecanorreceptores 
sobre essas informações. Essas informações que serão processas e avaliadas pelo SNC 
denominam-se propriocepção. A resposta disso no corpo virá em forma ou de atividade 
muscular automática/reflexa, consciência do espaço, vai influenciar no tônus. 
 
A propriocepção depende de três coisas: 
 Consciência da posição articular 
 Resposta reflexa eferente (estimulo de saída) 
 Consciência cinestésica (percepção de movimento) = percepção do 
espaço 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
NOTA: Todo exercício é proprioceptivo! Pois todo o exercício que possui esses três 
fatores (consciência da posição articular, resposta reflexa eferente e consciência 
cinestésica) é um exercício proprioceptivo. Por exemplo, um exercício isométrico com bola, no 
momento em que estarei fazendo a isometria eu estarei ativando os mecanorreceptores; um 
exercício ativo de extensão de quadril eu estarei recrutando a musculatura e eu estarei ativando 
os mecanorreceptores que estarão levando essa informação e a resposta eferente será a 
contração dessa musculatura; quando eu tento levantar uma carga maior que minha 
capacidade, os mecanorreceptores que informarão que eu não consigo carrega-lo. 
 *O FNP é um exemplo de exercício proprioceptivo e precisa de muita colaboração do 
paciente, nisso também entra a atividade voluntária e motora. Mas por exemplo, 
quando o paciente levanta o braço, o braço realizou uma trajetória diferente no 
espaço e a propriocepção vai sendo ajustada a cada instante do movimento. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Para termos um controle motor adequado precisamos de propriocepção e equilíbrio 
→ indicados para restaurar o controle motor de membros inferiores 
 
 
Equilíbrio = é a capacidade de reagir a perturbações do centro de massa (gravidade 
do meu corpo) com relação a base de apoio estacionária ou móvel. Por exemplo, 
quando faço um movimento, se tenho um desequilíbrio muscular, o movimento será 
prejudicado. 
Propriocepção = é quem ajuda a reajustar o equilíbrio. Por exemplo, meu corpo possui 
uma base para sustentação e ela possui interferência da capacidade que o corpo possui 
de manter-se contra gravidade, caso ocorra alguma perturbação nessa base de apoio, 
o corpo exigirá várias adaptações para que ele se mantenha equilibrado. 
 Só temos um bom equilíbrio se tivermos uma boa propriocepção. 
 Todos os exercícios que fazemos são proprioceptivos pois eles: estimulam os 
receptores, dão informação de posição ao membro através da resposta motora 
reflexa. 
→ 
→ 
→ Todo exercício é proprioceptivo. Todo treino de equilíbrio precisa da 
propriocepção. Porém nem todo exercício proprioceptivo trabalha o equilíbrio.
 
 
 
 
 FUSO MUSCULAR: 
- Presente no interior da fibra muscular e é ativado no alongamento. 
- Detecta alteração no comprimento da fibra. 
 ÓRGÃO TENDINOSO DE GOLGI: 
- Encontra-se na junção entre o músculo e o tendão e é ativado na contração 
muscular. 
- Alteração de tensão muscular 
 
 
EQUILIBRIO é diferente de PROPRIOCEPÇÃO: 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Se contrairmos todo nosso corpo em apenas uma posição, a tendência é que os nossos 
músculos se contraiam tanto que chegará um momento em que não conseguiremos mais 
contrair e a musculatura irá relaxar. Ou seja, se faço algo de forma estática por muito 
tempo, não conseguirei manter essa posição, ela possui um tempo para contrair. 
Por outro lado, quando estamos em uma base móvel. Para o nosso corpo não cair 
precisamos nos movimentar (dinâmico). 
O corpo sempre precisa realizar ajustes para manter o equilíbrio! 
A maior parte do controle postural é baseado em mecanismos estereotipados que são 
ativados através de uma resposta à perturbação antero-posterior: 
1ª: Estratégia de tornozelo 
2ª: Estratégia de quadril; 
3ª Estratégia do passo. 
Por exemplo, se ficarmos em pé posicionando os braços ao lado do tronco e joelho 
estendido, quando inclinarmos o tronco, todo o nosso corpo irá a frente. Isso porque o 
primeiro que irá ser recrutado para o equilíbrio é o tornozelo. Caso a perturbação anterior 
continue, o quadril também irá equilibrar. Se ainda continuar a perturbação de massa, o 
corpo utilizará a estratégia de passo. 
Equilíbrio Estático: O equilíbrio estático é 
a habilidade de uma pessoa manter-se 
em uma posição antigravidade estável 
em repouso, mantendo o centro de massa 
dentro da base (pode ser uma base 
instável por exemplo o chão ou instável, 
como uma cama elástica) de apoio 
disponível. Por exemplo, estou em uma 
base estável e me desequilibro e ao lado 
tenho uma base estável também, 
conseguirei manter a posição. O 
equilíbrio estático tem a ver com 
manter uma posição. 
Equilíbrio Dinâmico: O equilíbrio dinâmico 
são respostas posturais automáticas a 
variação da posição do centro de massa. 
Com isso, são ativadas respostas 
posturais para recuperar a estabilidade 
quando uma força inesperada desloca o 
centro de massa. Por exemplo, se esbarro 
em alguém e me desequilibro e com isso 
mudo de posição para me equilibrar 
novamente. O dinâmico tem a ver com 
mudar de posição nessa perda de 
equilíbrio (e consequentemente não 
cair). 
 
 
O equilíbrio depende de três coisas: 
 
 
 
 
 
 
 
 
Exercício de equilíbrio estático proprioceptivo isométrico em 
cadeia cinética fechada: Percebemos que o bozu é uma base instável, 
pois quando

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.