A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
126 pág.
3368_203304431-Manutencao-de-Computadores

Pré-visualização | Página 17 de 22

er
st
oc
k 
(2
01
2)
Figura 54 - Placa de som
 reCAPiTUlAndo
Neste capítulo você conheceu um pouco mais sobre as placas de expansão. 
Aprendeu um pouco mais sobre hardware, pois foi apresentado às unida-
des ópticas. Descobriu que nelas, o processo de leitura e gravação é feito 
por meio de raios laser, pois não há processos magnéticos como nos dis-
quetes e HDs. Viu também que a evolução marcou essas mídias, que inicia-
ram com o simples CD-ROM, passando pelos DVDs, tendo chegado hoje às 
mídias Blu-Ray. Para agregar ainda mais conhecimento, o capítulo também 
foi dedicado ao estudo dos discos rígidos. Você conheceu os modelos, suas 
características físicas e descobriu como funciona a gravação de dados. 
Outro tema interessante foram as memórias do computador. Você viu que 
elas são divididas em dois grandes grupos: as ROM, memórias só de leitura, 
não voláteis e que normalmente são utilizadas para armazenar o firmware 
básico da placa-mãe – o BIOS; e também as RAM, memórias de acesso ale-
atório, voláteis (ou seja, que perdem seus dados quando o micro é desliga-
do) e que são utilizadas como memória principal do computador, aquela 
que fica constantemente trocando informações com o processador. Por 
fim, este conteúdo ainda proporcionou o conhecimento do padrão mais 
utilizado para gabinetes fontes e placas-mãe, o padrão ATX, e descobriu 
que existe uma série de características nele. Além disso, você viu que o fator 
que mais influenciou a evolução dos modelos foi a temperatura, ou seja, 
à medida que os processadores foram evoluindo, houve um aumento da 
temperatura interna do gabinete, gerando a necessidade de redistribuir os 
componentes do computador, com o objetivo de facilitar a ventilação. 
3 ArquiteturA de ComputAdores 79
Por fim, e muito importante, vocie aprendeu que nesta área a evolução é 
constante. Por isso, continue estudando para ficar preparado!
4
Procedimento de Montagem 
de Computadores
Neste capítulo que inicia você conhecerá as etapas da montagem de um computador. O 
procedimento é de grande importância para o profissional de manutenção de microcompu-
tadores e, quanto mais computadores forem montados, mais habilidade técnica você adquire.
A montagem de microcomputadores é uma atividade que requer alguns cuidados, entre 
eles a atenção quanto às peças a serem utilizadas. É necessário conhecer e estar atento aos 
componentes internos, para que não sejam instalados de forma incorreta e que não sejam da-
nificados quando manuseados. Antes de iniciar, conheça os objetivos de aprendizagem:
a) identificar os cuidados a serem tomados com componentes internos do computador;
b) conhecer o processo de montagem de um microcomputador;
c) verificar os procedimentos de teste de hardware.
Após estudar sobre os componentes internos de um computador e conhecer o procedimen-
to de montagem, você será capaz de realizar essa tarefa na prática e do começo ao fim. Fique 
atento a cada etapa desse estudo e aproveite para realizar anotações ao longo do seu aprendi-
zado, como forma de enfatizar o que você aprende. 
Manutenção de CoMputadores82
4.1 Cuidados CoM CoMPonentes internos
Antes de iniciar o procedimento de montagem de microcomputadores, é ne-
cessário conhecer alguns componentes internos: as placas eletrônicas.
As placas eletrônicas são peças feitas de fibra de vidro. Possuem trilhas me-
tálicas que interconectam os componentes eletrônicos, tais como transistores, 
resistores, circuitos integrados (CI), entre outros. A maioria desses componentes 
trabalha com voltagens de 3 V a 5 V. 
No mundo da eletrônica, há um efeito físico que pode trazer problemas para 
os componentes eletrônicos, caso não seja controlado. Trata-se da eletricidade 
estática ou, no inglês, Electro Static Discharge (ESD). Conheça, a seguir, como ocor-
re esse efeito e quais consequências pode trazer. 
4.1.1 ElEtricidadE Estática
A eletricidade estática pode ser criada de diversas formas. Basicamente, são 
cargas elétricas que estão paradas em um objeto ou pessoa. Essa eletricidade se 
forma principalmente em locais secos ou com atrito de materiais sintéticos, como 
por exemplo com sapatos, ao entrarem em contato com o piso sintético, ou em 
roupas como as de lã.
 VOCÊ 
 SABIA?
O ato de vestir ou despir uma peça de lã é um dos pro-
cedimentos mais comuns de manifestação da eletricida-
de estática. Quando ocorre, é possível visualizar peque-
nas fagulhas ou ouvir estalos que comprovam tal feito. 
O que poucas pessoas sabem é que esse tipo de eletricidade, quando se ma-
nifesta no nosso corpo, é capaz de danificar componentes de uma placa de com-
putador. Nesse caso, tende a sair de um corpo com mais carga elétrica para outro 
com menor carga. 
Na situação a seguir, você acompanhará uma experiência de manifestação da 
eletricidade estática, bastante comum entre as pessoas, e que representa muito 
bem a situação de eletricidade estática entre dois corpos.
4 Procedimento de montagem de comPutadores 83
 Casos e reLatos
Descarga elétrica
Numa manhã de segunda-feira, Luiz se preparou para chegar mais cedo ao 
trabalho. A cidade de Brasília estava por receber um grande evento e, por 
esse motivo, haveria muitos visitantes.
Ao colocar uma das mãos sobre o carro, Luiz se assustou e deu um passo 
para trás. Você saberia dizer o que aconteceu naquele momento?
Em regiões mais secas do país, é relativamente comum as pessoas sentirem 
choque ao tocar em um automóvel. Isso acontece porque um dos corpos 
está mais carregado eletricamente que o outro. Sendo assim, ao tocar a 
carroceria, Luiz e o carro entraram em equilíbrio elétrico, ou seja, os dois 
corpos ficaram com a mesma carga elétrica. 
Em um acontecimento como esse é comum ocorrer um simples susto, mas 
por vezes é possível que circuitos eletrônicos causem prejuízos como queima de 
componentes ou problemas intermitentes. 
A seguir, saiba como lidar com as consequências da eletricidade estática. 
CoMo evitar ProbLeMas CoM eLetriCidade estátiCa (esd)
Para diminuirmos a possibilidade de problemas causados pela eletricidade es-
tática é necessário que sejam tomados alguns cuidados, como o armazenamento 
dos componentes eletrônicos em invólucros apropriados.
PuLseira antiestátiCa
A pulseira antiestática tem a função de retirar a eletricidade estática de nosso 
corpo, mas por si só ela não faz essa tarefa. Em uma das extremidades da pulseira 
há uma espécie de garra, que deve estar conectada a um local aterrado, e a outra 
extremidade deve ser colocada no pulso do técnico.
É importante salientar que a pulseira antiestática deve ser utilizada no braço 
menos utilizado durante o procedimento, ou seja: o técnico que trabalha mais 
com o braço esquerdo deve colocar a pulseira no braço direito, e aquele que 
trabalha com o lado direito deverá colocar a pulseira no lado esquerdo. Essa é 
uma forma de evitar problemas no manuseio de componentes do computador.
Manutenção de CoMputadores84
 Dre
am
st
im
e 
(2
01
2)
Figura 55 - Pulseira antiestática
4.2 Manuseando as Peças
Para um técnico em manutenção de microcomputadores, é extremamente 
importante saber que se deve evitar o contato direto com componentes eletrôni-
cos, especialmente se não estiver usando uma pulseira antiestática. Todas as pla-
cas devem ser manuseadas pelas extremidades, evitando, assim, o contato direto 
da mão do técnico com os componentes e trilhas. 
4.2.1 ManusEio dos coMponEntEs dE hardwarE
O manuseio das placas se dá sempre pelas bordas, para evitar que haja conta-
to das mãos, pois podem ter eletricidade estática e, consequentemente, danificar 
a placa. Outro fator que requer atenção quanto a essa peça é o fato de ela sofrer 
oxidação. 
É comum algumas pessoas transpirarem nas mãos, e essa umidade pode oxidar 
os contatos dos componentes, causando maus contatos.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.