A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
50 pág.
GESTAO DE RECURSOS HÍDRICOS E BACIAS HIDROGRÁFICAS unidade 4

Pré-visualização | Página 1 de 6

21/04/2021 Ead.br
https://fmu.blackboard.com/webapps/late-course_content_soap-BBLEARN/Controller?ACTION=OPEN_PLAYER&COURSE_ID=_666653_1&PARENT_ID=_16462231_1&CONTENT_ID=_16462257_1 1/50
GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS EGESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS E
BACIAS HIDROGRÁFICASBACIAS HIDROGRÁFICAS
LEGISLAÇÃO HÍDRICA (LEI NºLEGISLAÇÃO HÍDRICA (LEI Nº
9.433 DE 1997) E ATIVIDADES9.433 DE 1997) E ATIVIDADES
QUE NECESSITAM DE OUTORGAQUE NECESSITAM DE OUTORGA
DE ÁGUADE ÁGUA
Autor: Me. Ronei Tiago Stein
Revisor : E l isangela Ronconi Rodr igues
I N I C I A R
21/04/2021 Ead.br
https://fmu.blackboard.com/webapps/late-course_content_soap-BBLEARN/Controller?ACTION=OPEN_PLAYER&COURSE_ID=_666653_1&PARENT_ID=_16462231_1&CONTENT_ID=_16462257_1 2/50
introduçãoIntrodução
Quando falamos de recursos hídricos e bacias hidrográ�cas, não podemos deixar de falar da Lei nº
9.433/1997, a qual é conhecida popularmente como Lei das Águas. Essa legislação foi um marco na
preservação das águas que correm em Território Nacional, pois de�niu, dentre outros instrumentos,
o que é outorga e cobrança pelo uso da água. Desta forma, a Unidade iniciará apresentando a
importância da Lei nº 9.433/de 1997, seus objetivos e quais os principais instrumentos que ela criou.
Na sequência, iremos entender a classi�cação dos corpos d’água e quais são os usos permitidos
para cada tipo de classe. Infelizmente, o desenvolvimento econômico e social acaba resultando em
contaminação e poluição dos recursos hídricos (principalmente os super�ciais), logo, é importante
essa classi�cação, principalmente para evitar patologias na população.
Em seguida, iremos entender o que é outorga e cobrança pelo uso da água. De modo geral, a
outorga refere-se a um “ato administrativo mediante o qual o Poder Público outorgante concede o
direito de uso dos recursos hídricos nos termos e nas condições estabelecidas no referido ato
administrativo” (ANA, 2013). As atividades que diretamente fazem uso da água doce devem informar
21/04/2021 Ead.br
https://fmu.blackboard.com/webapps/late-course_content_soap-BBLEARN/Controller?ACTION=OPEN_PLAYER&COURSE_ID=_666653_1&PARENT_ID=_16462231_1&CONTENT_ID=_16462257_1 3/50
ao governo (Federal e Estadual) quais são as reais atividades desenvolvidas, a vazão de água
consumida, se há ou não poluição dos recursos hídricos, dentre outras informações. Pelo fato de a
água ser um recurso público, é cobrado um valor �nanceiro pelo seu uso.
Por �m, iremos entender o que são os Comitês de Bacias Hidrográ�cas, suas funções e objetivos. Os
comitês são representantes de diferentes “setores”, como do órgão público, representantes de
empresas, especialistas (biólogos, geólogos, engenheiros, dentre outros), estudiosos e grupos de
pesquisas e membros da sociedade, que juntos irão discutir a qualidade da água esperada para uma
determinada bacia hidrográ�ca e os usos pretendidos nela.
21/04/2021 Ead.br
https://fmu.blackboard.com/webapps/late-course_content_soap-BBLEARN/Controller?ACTION=OPEN_PLAYER&COURSE_ID=_666653_1&PARENT_ID=_16462231_1&CONTENT_ID=_16462257_1 4/50
O Código de Águas, criado em 10 de julho de 1934, é considerado a primeira legislação que trata
sobre esse direito, disciplinando o elemento água presente na natureza no que concerne aos seus
diversos usos. Antes da criação desse código, “vigorava o Alvará de 1804, que estabelecia a livre de- 
rivação das águas dos rios e ribeiros, que podia ser feita por particulares, fundamentando-se o
direito ao uso da água pela pré-ocupação” (REIS et al, 2012, p. 123).
Lei nº 9.433/1997 (Lei dasLei nº 9.433/1997 (Lei das
Águas)Águas)
21/04/2021 Ead.br
https://fmu.blackboard.com/webapps/late-course_content_soap-BBLEARN/Controller?ACTION=OPEN_PLAYER&COURSE_ID=_666653_1&PARENT_ID=_16462231_1&CONTENT_ID=_16462257_1 5/50
Porém, o grande marco norteador das ações referentes ao uso, planejamento, gestão e
gerenciamento dos recursos hídricos no Brasil decorreu da instituição da Lei Federal 9.433, de 8 de
janeiro de 1997, popularmente denominada de Lei das Águas, que regulamentou o inciso XIX do
Artigo 21 da Constituição Federal, instituiu a Política Nacional de Recursos Hídricos (PNRH) e criou o
Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (SNGREH).
Trata-se de uma legislação com implicação direta no ordenamento territorial, caracterizada, dentre
outros aspectos, pela busca por uma descentralização de ações e enunciando princípios básicos,
hoje praticados em muitos países que avançaram nos processos de gestão de seus recursos
hídricos. Desta forma, tem-se como ferramentas  a “adoção da bacia hidrográ�ca como unidade de
planejamento e intervenção, os usos múltiplos da água, o reconhecimento da água como recurso
natural limitado e dotado de valor econômico e a gestão descentralizada e participativa,
introduzindo novos atores sociais no processo decisório” (TORRES e MACHADO, 2012, p. 167).
Como efeito, esses aspectos acabaram,
determinando a cobrança pelo uso das águas, a divisão do território nacional em bacias
hidrográ�cas, base para a formação dos comitês de bacia, instâncias para a gestão dos
recursos hídricos, além de caracterizar a sociedade civil como componente fundamental
dos processos de gestão (SOUSA JR., 2004, p. 53-54).
A lei também criou o Sistema Nacional de Gerenciamento dos Recursos Hí dricos (Singreh). O
Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH), integra o Singreh e atribui à Secretaria de Recursos
Hídricos do Ministério do Meio Ambiente (MMA) a função de sua Secretaria Executiva. O CNRH tem
21/04/2021 Ead.br
https://fmu.blackboard.com/webapps/late-course_content_soap-BBLEARN/Controller?ACTION=OPEN_PLAYER&COURSE_ID=_666653_1&PARENT_ID=_16462231_1&CONTENT_ID=_16462257_1 6/50
como uma das suas atribuições principais desempenhar a função de agente integrador e articulador
das políticas públicas relacionadas à gestão dos recursos hídricos, particularmente quanto à
harmonização do gerenciamento de águas de diferentes domínios. De acordo com o art. 35º da Lei
9.433/1997 (BRASIL, 1997, on-line), também fazem parte das suas atribuições:
a promoção da articulação do planejamento de recursos hídricos com os planejamentos
nacional, regional, estadual e dos setores usuários;
o acompanhamento da execução e aprovação do plano nacional de recursos hídricos;
o estabelecimento de critérios gerais para a outorga de direito de uso dos recursos
hídricos e para a cobrança pelo seu uso;
a tomada de decisão sobre as grandes questões da área de recursos hídricos;
o arbítrio, em última instância administrativa, dos con�itos existentes entre conselhos
estaduais de recursos hídricos e a decisão sobre a cria ção de comitês de bacias
hidrográ�cas.
O texto da Lei das Águas constitui um avanço considerável na direção dos princípios que regem uma
gestão participativa e racional dos recursos hídricos, já praticada em outros países. Os seguintes
princípios deram origem à Lei:
Alocação da bacia hidrográ�ca como unidade de planejamento. Fa cilita o confronto entre
as disponibilidades e demandas, sendo essen cial para o estabelecimento do balanço
hídrico;
Usos múltiplos da água. Coloca todos as categorias usuárias em igual dade de condições
em termos de acesso à água (quebra a hegemonia do setor elétrico);
21/04/2021 Ead.br
https://fmu.blackboard.com/webapps/late-course_content_soap-BBLEARN/Controller?ACTION=OPEN_PLAYER&COURSE_ID=_666653_1&PARENT_ID=_16462231_1&CONTENT_ID=_16462257_1 7/50
Reconhecimento do valor econômico da água. A atribuição de um valor econômico induz
ao uso racional, servindo como base para a instituição da cobrança pela utilização dos
recursos hídricos;
Gestão participativa e descentralizada. A �loso�a em que se baseia a gestão
descentralizada é a de que tudo quanto pode ser decidido em níveis hierárquicos mais
baixos de governo não será resolvido pelos níveis mais altos. Quanto à gestão
participativa, considera essencial a participação dos usuários, da sociedade civil
organizada, das ONGs e de outros agentes interessados no processo de decisão sobre
investi mentos

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.