A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Membrana celular

Pré-visualização | Página 1 de 1

Membrana 
CELULARcélular
 A membrana celular é uma bicamada lipídica, com proteínas, glicoproteínas,
glicolipídos e proteoglicanas inseridas. Esse arranjo recebeu o nome de modelo
mosaico fluido.
Composição
 Vamos iniciar com a sua composição estrutural principal, que são os
fosfolipídeos, já entrando um pouco em bioquímica, são anfipáticos, ou seja, contêm
uma porção polar (hidrofílica), a cabeça, e uma porção apolar (hidrofóbica), a
cauda, que corresponde a duas cadeias de ácidos graxos, sendo uma delas
geralmente insaturada, o que provoca uma pequena dobra na cauda. 
Proteínas integrais: são 100% anfipáticas e estão inseridas na bicamada
lipídica.
Proteínas periféricas: estão ligadas não covalentemente a outras proteínas ou
à superfície lipídica.
Proteínas ancoradas: à membrana são ligadas covalentemente aos
fosfolipídios, exigindo métodos drásticos para sua extração. 
Proteínas semi-inseridas: estão posicionadas na parte hidrofóbica da
membrana e na parte hidrofílica do citosol. 
 Já o colesterol é responsável pela estabilidade mecânica da bicamada, devido à
interação do seu anel esteroide com as regiões hidrocarbonadas da cauda dos
outros lipídios. Essa interação diminui a permeabilidade da bicamada a pequenas
moléculas solúveis em água.
 Quanto as proteínas estão arranjadas assimetricamente na membrana. As proteínas
de membrana podem servir como proteínas estruturais, enzimas, ligantes, canais,
carreadores e receptores. Podem ser classificadas em: integrais, periféricas,
ancoradas à membrana e semi-inseridas. 
 O glicocálix tem carga negativa por causa dos grupos sulfato e carboxila das
cadeias glicídicas. Devido a essa carga elétrica, ele atrai cátions, como os íons Na+ ,
aumentando a sua disponibilidade para o uso da célula e criando um ambiente
hidratado pela atração de água. Glicoproteínas e proteoglicanas secretadas são
adsorvidas pelo glicocálix e contribuem para a sua constituição.
Transportes de membrana