A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Controle da Administração Pública (Direito Administrativo)

Pré-visualização | Página 1 de 1

CONTROLE
*Ver e adicionar coisas do resumo “Poder Legislativo - Fiscalização” de Direito Constitucional.
CLASSIFICAÇÕES
	Origem / Alcance
	• Externo
• Interno
	Órgão
	• Legislativo
• Judiciário
• Executivo
	Natureza / Aspecto
	• Legalidade
• Mérito
	Momento
	• Prévio
• Concomitante
• Posterior
	Amplitude
	• Hierárquico
• Finalístico
EXTERNO E INTERNO
Ler rapidamente a parte da CF sobre isso
(aspectos abrangidos pelo Externo e pelo Interno)
“A administração pública, no exercício de suas funções,
controla seus próprios atos e se sujeita ao controle dos Poderes Judiciário, Legislativo e Executivo (interno)”
 Externo
	Um poder sobre o outro
		• Legislativo
			Poder Legislativo
			com auxílio do Tribunal de Contas (fiscalização)
			Espécies de Controle Legislativo ou Parlamentar
				Direto (Político) = Órgãos Internos do CN (Casas: SF + CD)
					ex: sustar atos, julgar contas
				Indireto (Técnico-Financeiro) = CN + TCU
					ex: emitir parecer prévio sobre as contas
			
			TCM/CE foi extinto = atividades ficaram pro TCE/CE
			CCV/Chiavenato = O controle exercido pelo legislativo sobre o executivo tem-se revelado 			cada vez mais eficiente em virtude da autonomia crescente dos parlamentares e de seu 			acesso irrestrito às informações necessárias ao exame crítico das decisões governamentais.
		• Judicial / Jurisdicional
			Poder Judiciário
			(só quando provocado)
				Precisa de:
				- interesse = possibilidade de haver benefício ou prejuízo devido aquilo
				- legitimidade = de acordo com a lei
			 Controla Legalidade e também Moralidade (mas não Mérito)
			*Diferente da Função Jurisdicional (que pode ser exercido por outros poderes)
			o Controle Jurisdicional é exclusivo do P.Judiciário
 Interno
Dentro de cada poder
Exclusivamente atos de natureza administrativa (CESPE)
Órgãos superiores controlando os inferiores
Autotutela (anulação e revogação)
Tutela (tbm é considerado interno – pois é dentro do mesmo poder - *há divergências)
		• Administrativo
			Dentro de cada poder na sua função administrativa (auto-tutela)
			Revisão ex-offício = espontânea
			Revisão provocada = mediante recurso, representação, reclamação...
			*aspectos:
			cumprimento de metas
			legalidade
			eficiência e eficácia
			aplicação de recursos
			operações de crédito, avais, garantias, direitos e haveres
			*direito de petição é instrumento de controle administrativo
	Temos então que controle interno é aquele controle exercido pela entidade ou órgão responsável pela 		atividade controlada, na esfera da própria Administração, assim, qualquer controle efetivo realizado pelo 	Poder Executivo sobre os seus serviços ou agentes é considerado interno, assim como o controle do Poder 	Legislativo ou do Poder Judiciário, por seus órgãos de Administração, sobre seus agentes e também sobre 	os atos administrativos praticados.
	CGU (Controladoria-Geral da União – órgão de controle interno) foi criada em 2003
 Atuação integrada entre eles
- Integrante do Controle Interno que não denunciar irregularidade = responsabilidade solidária
LEGALIDADE E MÉRITO
• Legalidade
	Análise de acordo com a lei
• Mérito
	Análise de conveniência e oportunidade
	(só a própria Administração pode fazer = Judiciário não pode)
	*Cuidado, pois o LEGISLATIVO pode avaliar MÉRITO
	quando avalia o aspecto da ECONOMICIDADE
“O controle financeiro realizado pelo Poder Legislativo em face da administração pública
envolve o denominado controle de economicidade, de modo a permitir o exame do mérito, 
com a finalidade de verificar se o órgão procedeu da forma mais econômica
na aplicação da despesa pública, atendendo à relação custo-benefício.”
	Análise de MÉRITO
	Própria Administração
	Judiciário
	Legislativo
	Só ela, em regra
	Nunca
	Excepcionalmente
(aspecto Economicidade)
• Legitimidade
	Análise de acordo com os princípios
PRÉVIO, CONCOMITANTE E POSTERIOR
• Prévio = antes (a priori) = preventivos
	antes da conduta administrativa se efetivar
	caráter preventivo e orientador
	visa evitar a ocorrência de irregularidades
	ex: autorizações e aprovações
• Concomitante = durante = sucessivos
	no momento que que a conduta administrativa está sendo praticada
	também possui caráter preventivo, pois permite coibir irregularidades tempestivamente
	ex: auditorias sobre atos que ainda estão sendo consumados
• Posterior = depois (a posteriori) = corretivos
	após o ato administrativo ter sido praticado
	caráter corretivo e, eventualmente, sancionador
	é a forma mais utilizado de controle
	ex: homologação, julgamento de contas, auditorias de atos já consumados
HIERÁRQUICO E FINALÍSTICO
• Hierárquico
	Hierarquia (típico do Executivo)
	Vertical
	Autotutela
	 Pleno e Ilimitado
	*controle não-hierárquico = um poder sobre o outro
• Finalístico
	Vinculação (típico da Adm. Indireta)
	Tutela
	Supervisão ministerial
	
	 Restrito e Limitado a aspectos legais
OUTROS ASSUNTOS SOBRE CONTROLE
CONTROLE ENTRE ESTADO, MERCADO E SOCIEDADE
Tipos de controle que se estabelecem a partir da relação entre Estado, Mercado e Sociedade:
 Estado = Controle Hierárquico ou Administrativo
 Mercado = Controle Econômico
 Sociedade = Controle Social
CONTROLE POPULAR
• Popular (cidadão e sociedade)
	Ação Popular
	Representação ao TC
	Exame das contas do Municípios
*Vi uma questão dizendo que as CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito)
é uma forma de controle social (não sei se é igual a controle popular)