A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Id, Ego e Superego

Pré-visualização | Página 1 de 1

ID, EGO E SUPEREGO
Id, Ego e Superego são conceitos criados por Freud para uma explicação de como seria o funcionamento da mente humana, considerando sempre o aspecto consciente e o inconsciente. Seriam três “partes” da nossa mente que atuando juntas, determinam e conduzem o comportamento humano.
O Id é comandado pelo “princípio do prazer”. Profundamente ligado a libido, está relacionado a ação de impulsos e é considerado inato. Está localizado no inconsciente, desconhece o consciente e a ética, agindo portanto apenas a partir de estímulos instintivos, o que socialmente consideramos como amoral.
O ego é a parte consciente da mente, sendo responsável por funções como, por exemplo: percepção, memória, sentimentos e pensamentos. É comandado pelo “princípio da realidade”, sendo importante na interação entre sujeito e o ambiente externo. É um componente moral, que leva em conta as normas éticas existentes, atua como mediador entre id e superego.
O superego é o componente inibidor da mente, atuando de forma contrária ao id. Considerado por ser hipermoral, segue o “princípio do dever” e faz o julgamento das intenções do sujeito sempre agindo de acordo com a cultura relacionada a valores morais e regras de conduta. O superego é, então, componente moral e social da personalidade