A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
QUESTÕES DE INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA

Pré-visualização | Página 1 de 1

1- Homem de 75 anos de idade com miocardiopatia isquêmica, refere há 2 dias fraqueza, adinamia, mal-estar e extremidades frias. Ao exame: regular estado geral, corado, cianótico, taquipneico, ausculta pulmonar = sem congestão, ausculta cardíaca = ritmo cardíaco regular em 2 tempos com bulhas normofonéticas, frequência cardíaca = 100bpm, pressão arterial = 70/50mmHg, saturação de oxigênio = 94%. Qual a medida terapêutica inicial para esse paciente?
A Noradrenalina.
B 250ml de solução fisiológica 0,9%.
C Nitroglicemina.
D Dobutatamina.
E Nitroprussiato de sódio.
2- Com relação à insuficiência cardíaca congestiva aguda, é correto afirmar que:
A o uso de ventilação mecânica não invasiva reduz a mortalidade a longo prazo.
B a ultrassonografia pulmonar não ajuda no diagnóstico.
C na ausência de hipotensão, a administração de vasodilatador é recomendada.
D a administração de morfina endovenosa reduz a taxa de internação.
E o fator desencadeador é sempre evidente e deve ser tratado agressivamente.
3- Mulher de 64 anos de idade com história de miocardiopatia não isquêmica é atendida no serviço de emergência com queixa de dispneia e ganho de peso (11 kg em 2 meses). O exame físico revela estertores crepitantes bibasais, turgência jugular patológica, edema de membros inferiores e resposta da pressão arterial em raiz quadrada à manobra de Vasalva. Suas extremidades estão aquecidas, sua pressão arterial é de 110 x 80 mmHg e a frequência cardíaca é de 90 bpm. Qual a próxima conduta?
A Administração de digoxina.
B Administração de betabloqueador.
C Administração de dobutamina.
D Administração de espironolactona.
E Administração de furosemida.
4- Homem de 60 anos portador de miocardiopatia chagásica classe funcional IV melhorou com enalapril 20 mg de 12/12 h, carvedilol 25mg 12/12 h, espironolactona 50 mg/dia, furosemida 40 mg pela manhã e digoxina 0,25 mg/dia. Evoluiu para classe funcional II. Há três semanas parou todas as medicações por quadro depressivo evoluindo com piora da dispneia, agora aos mínimos esforços e edema progressivo de membros inferiores e ortopneia, PA=90 x 60 mmHg, FC=84 bpm. Exames: hemoglobina=12 g/dL, Na=130 mEq/L, K=5,5 mEq/L, ureia=120 g/dL, creatinina=3,0 mg/dL. A(s) medicação(ões) a ser(em) prescrita(s) neste momento é (são):
A Furosemida EV, carvedilol 12,5 mg 12/12 h.
B Furosemida EV, carvedilol 6,25 mg 12/12 h, enalapril 10 mg 12/12 h.
C Furosemida EV.
D Furosemida EV, enalapril 10 mg de 12/12 h.
GABARITO
1-B
2-C 
3-E
4-C