A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Proteínas - NNR

Pré-visualização | Página 1 de 1

Digerido
Absorvido 
Depositado ( encaminhado de acordo com a
necessidade celular )
 Degradado 
1.
2.
3.
4.
Precisa ser fornecido na dieta 
Nutriente caro pois custa 25% do preço da ração 
Disponibilizado de acordo com a necessidade da célula 
Ex: Crescimento celular 
 Estrutural 
Ex: Composição dos tecidos
Contração e movimentação dos músculos 
Fonte alternativa de energia 
Transporta gorduras, vitaminas e alguns minerais 
Fonte de nutrientes e de reserva em determinadas 
 situações 
- Ovoalbumina= Quando o embrião está no ovo perde o
contato com a mãe então essa proteína fornece
nutrientes 
- Caseína= Leite materno 
Receptor da parede celular
Depende do aminoácido 
Deaminação 
Retira o N que se torna tóxico para o animal e é
excretado ( levando acontaminação do ambiente) 
Cadeia carbonada é encaminhada para produção de
energia 
O que acontece com o que sobra?
Composto por 20 AA unidos por ligações covalente,
sua ordem, número, arranjo e tipo caracterizam a
proteína 
Cadeia Lateral ( Individualidade química)
Cadeia lateral
Designa a proteína 
Proteicas = 20 a 23 AA essenciais 
Não protéica= Não compõem a proteína 
Ex: Creatina, Betalanina, citrulina e ornitina 
1 AA - Livre 
2 AA- dipeptídio 
3 AA- tripeptídio 
Até 20 AA- Oligopeptídio
Acima de 20 AA- Polipeptídio 
@zootecnialife
As proteínas são compostas por C, H, O, N, S, P 
Como amenizar essa contaminação ?
Formecer a dosagem correta de proteínas ao animal para
ter sobras, se fornecer em excesso aumento o gasto e
aumenta a excreção. 
ligações peptídicas-
ocorre entre AA (
Carboxila - Amino) 
PROTEÍNA 
AA essencial = Não produz, tem que ingerir na dieta 
AA limitante= são aminoácidos que limitam a sintetase
de proteína na sua ausência, ou seja, se ele não estiver
presente a síntese para de acontecer e o que foi feito será
oxidado e fornece energia ou desamina. 
Deficiência= deficiência na sequência e o
polipeptídeov vai desmanchar 
Solução : Suplementação 
Antagonismo= Competição entre AAs pelo mesmo
sítio de absorção, competem por transportadores 
Ex: Lisina e aginina 
Solução: Corrigir o AA que está sendo antagonizado
Toxidez= 1 AA que pode gerar resposta tóxica ao
animal
Fibras 
Presença de inibidores enzimáticos, impedindo a
digestão da proteína 
Ex: Soja crua (inibi a tripsina)
Reação de Mailard 
Pepsina
@zootecnialife
Estômago 
HCl 
Sintetizados pelas células parietais, localizado na
parede do estômago. Produção feita a partir de
estímulos como cheiro da alimentação. 
Desnatura a proteína, desmontando sua forma 3D 
Ativa pepsinogênio ( forma desativada da pepsina) 
Produzido na forma desativada ( caso contrário faria
autodigestão) 
Endopeptidase: Atua distante das extremidades 
Específicamente ligações peptidicas entre AAs
aromáticos e dicarboxilicos 
Só quebra até oligopeptídeo 
Células G Gastrina Células ECL Histamina
HCl
SomastotinaCélulas D 
Somastotina age nas
células G para parar a
produção de HCL 
Como o HCl é
sintetizado por
estímulos para
intensificar a
produção tem a
Histamina 
Tripsina
Quimotripsina
Elastase 
Carboxipeptídase A
Carboxipeptídase B
Aminopeptídase 
Quebra distantes das
extremidades
(Endopeptídase)
Quebra proximo ao terminal 
 carboxílico (Exopeptídase) 
Quebra próximo ao terminal
amino 
Intestino Delgado 
Entram polipeptídeos e saem como AA livres 
A quebra tem que acontecer da forma mais rápida
possível ou são transportados em forma de
oligopeptídeos e quebrados por peptídases
citoplasmáticas , pois quanto mais demora no ID pode
ser levado para IG e ser perdido. 
Digestão feita por enzimas pancreáticas