A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
299 pág.
Apostila Inglês - Eleva - IME,ITA

Pré-visualização | Página 1 de 50

2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_1_cap_1
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_1_cap_2
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_1_cap_3
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_1_cap_4
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_1_cap_5
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_1_cap_6
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_2_cap_7
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_2_cap_8
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_2_cap_9
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_2_cap_10
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_2_cap_11
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_2_cap_12
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_3_cap_13
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_3_cap_14
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_3_cap_15
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_3_cap_16
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_3_cap_17
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_3_cap_18
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_4_cap_19
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_4_cap_20
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_4_cap_21
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_4_cap_22
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_4_cap_23
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_4_cap_24
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_5_cap_25
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_5_cap_26
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_5_cap_27
2020_ime_ita_livro_aluno_ingles_vol_5_cap_28
A expansão da língua inglesa e sua confirmação como língua 
internacional mudou a concepção a seu respeito e sobre seu estudo. 
O mercado mundial dos dias de hoje é dominado por falantes de inglês 
como segunda língua e língua estrangeira, ultrapassando o número total 
de nativos.
Apesar disso, ainda há a necessidade de entender como se deu 
todo esse processo, para que o aprendizado seja mais contextualizado, 
relacionando a língua e a sua evolução até, por ser tão estudada, ser 
conhecida como “língua franca” – ou língua de contato.
1. Construção da língua inglesa
Embora os primeiros habitantes das Ilhas Britânicas tenham ajudado 
a iniciar um caminho para os novos colonizadores, eles não tiveram tanta 
participação na história específica da língua inglesa. A primeira marca 
deixada na língua foi trazida pelos Celtas.
1.1 The Celts
Por volta de 700 a.C., os Celtas começaram a migrar para a ilha, 
provavelmente vindos da Europa central ou da região mais a leste, parte 
sul da Rússia. O povo celta continuou sua migração pelos setecentos 
anos seguintes.
Apesar de o conhecimento sobre o povo celta não ser extenso, sua 
importância é tamanha, principalmente para povos nas Highlands da 
Escócia, País de Gales e Irlanda, que ainda mantêm a língua celta como 
viva (Gaelic, Welsh e Irish, respectivamente).
Além dessa herança, a língua inglesa recebeu certos presentes dos 
celtas, como alguns verbos regulares e palavras como loch, whisky, 
trousers e penguin.
1.2 The Romans
Júlio César chegou à Britannia – nome então do atual Reino Unido – em 
55 a.C., mas o exército romano ocupou a ilha somente um século depois, 
aproximadamente em 43 a.C. Eles estavam determinados a controlar o 
território e encontraram pouca resistência vinda dos celtas, cujas tribos 
brigavam entre si e se enfraqueciam, além de não serem fortes como o 
bem treinado exército romano.
Estiveram na Grã-Bretanha por quase 500 anos, retirando seus últimos 
soldados em 409 d.C. Entretanto, as mudanças e o desenvolvimento nas 
terras permaneceram, representando o berço de muitas cidades de hoje 
em dia. Dentre as muitas influências romanas, o latim foi sua marca mais 
importante. Graças a ele, temos muitas palavras similares (cognatos) 
entre português e inglês – drama, animal, doctor, triangle –, assim como 
verbos regulares.
1.3 The Saxon Invasion
A riqueza da Grã-Bretanha, resultado de seu clima ameno e séculos 
de paz, eram uma tentação para a ganância. Em um primeiro momento, 
as tribos germânicas somente pilharam (saquearam) a ilha, mas, após 
430 d.C., elas começaram a se estabelecer. As invasões foram feitas pelas 
três maiores tribos germânicas: Jutos, Saxões e Anglos.
areas of Britain the
settlers occupied
Angles
Jutes
Saxons
Northumbria
Mercia
East
Anglia
Wessex
A presença da cultura anglo-saxã ainda é evidente hoje em dia. 
Algumas palavras somente existem na língua inglesa em decorrência de 
sua influência, como os verbos irregulares, palavras como always, beach, 
drink, teach, milk, kindergarten, horse, assim como os dias da semana – 
homenagem aos deuses germânicos Tig (Tuesday), Wodin (Wednesday), 
Thor (Thursday) e Frei (Friday).
1.4 The Vikings
No século VIII, os vikings chegaram ao território britânico, inicialmente 
em busca de riquezas, somente interessados em pilhagem, mas, depois, 
iniciaram a ocupação. Introduziram o vocabulário nórdico, responsável 
por mais uma leva de verbos irregulares e palavras como cake, ugly, 
husband, awkward e egg.
1.5 The Normans
Por volta do século XI, o território britânico tinha como rei Cnut, 
dinamarquês e viking. Com sua morte, Edward, saxão, subiu ao poder. 
Durante seu breve reinado, voltado para a Igreja, muitos normandos foram 
trazidos da França para fazer parte de sua corte. Essa aliança acabou 
levando William, Duque da Normandia, ao trono, após seu exército derrotar 
Harold, saxão escolhido para assumir o reinado. Com isso, um novo 
período foi instaurado e, com ele, uma nova influência na língua – trazendo 
outros verbos regulares, considerados mais formais, como fragrance, 
attraction, certain, definition.
2. Importância da língua inglesa
Não se pode negar a importância e o poder da língua inglesa na 
atualidade, e vale a pena entender o porquê de seu papel como idioma 
internacional.
Introduction to the English language
INGLÊS UNIT
1
141IME-ITA – Vol. 1
2.1 The United Kingdom
A primeira onda de propagação da língua inglesa aconteceu na 
expansão colonial britânica, com a migração para várias partes do mundo. 
Esse processo histórico acabou criando uma base para a língua, talvez o 
elemento principal para o estabelecimento do inglês como língua franca.
2.2 The United States
No século XX, iniciou-se a segunda onda de expansão do inglês. Nesse 
momento, a relevância do Reino Unido foi superada pelos Estados Unidos, 
o que garantiu e aumentou a influência da língua inglesa, caminhando lado 
a lado com o desenvolvimento econômico e cultural mundial.
2.3 The World
A consolidação da língua inglesa como meio preferido de comunicação 
trouxe diversas consequências – positivas e negativas. Ao mesmo tempo 
em que fornecia uma possibilidade de acesso universal a todos, excluía 
aqueles que possuíam menos recursos. Enquanto sua expansão global 
prometia uma melhora na comunicação pelo mundo, ficou limitada àqueles 
com acesso ao aprendizado do idioma.
Entretanto, como a comunicação ainda se fazia necessária, uma 
mudança na língua aconteceu para que ela se torna a mundial: surgiram 
os Englishes.
3. World Englishes
Hoje em dia, a língua inglesa é falada em mais de cem países. Em cada 
um, foi modificada gradualmente, moldada à cultura e às características 
locais. A cada uma dessas novas “línguas” dá-se o nome de World 
Englishes. Essa é mais uma fase da história da língua inglesa: o momento 
em que uma língua deixa de ser somente o idioma materno de uma nação 
e passa a ser a língua franca para muitos países.
As mudanças que permitiram que essas múltiplas línguas se 
espalhassem são resultado não de imperfeições ou dificuldades no ensino 
e na aprendizagem do inglês, mas na natureza do processo de aquisição 
e mudança de um idioma.
Apesar dessa troca entre o inglês e as línguas maternas dos outros 
países, a base da língua permanece a mesma. Isso se dá para que a 
comunicação continue existindo, mantendo a característica de língua 
franca assumida pelo inglês há alguns anos.
4. English to the core
Como em português, o inglês segue a estrutura SUJEITO – VERBO – 
COMPLEMENTO (ou objeto). Para entender melhor uma frase, é necessário 
saber identificar o seu tópico (do que se fala) e o comentário (o que se fala 
sobre o tópico). Existem cinco padrões simples de orações.
SUJEITO + VERBO