A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
Estudo dirigido II PDF

Pré-visualização | Página 1 de 4

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO 
UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS 
FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE – FCS 
CURSO DE NUTRIÇÃO 
DISCIPLINA DE BIOQUÍMICA II 
Prof. Virginia Demarchi Kappel Trichez 
Estudo dirigido II 
 
Aula 7 – Metabolismo dos lipídeos* 
1. Explique as várias etapas da mobilização dos triacilgliceróis armazenados no tecido 
adiposo. 
Todos os tecidos do corpo têm acesso às reservas energéticas de lipídeos que estão 
armazenadas no tecido adiposo, mas para que isto ocorra, é necessário que haja a 
mobilização destes lipídeos, que acontecerá através da degradação dos triacilgliceróis 
a ácidos graxos e glicerol. Para que os lipídeos possam ser usados como fonte de 
energia, os triacilgliceróis precisam ser hidrolisados para produzir ácidos graxos 
isolados. Esses triacilgliceróis serão hidrolisados em resposta a sinais hormonais. Na 
membrana dos adipócitos, existe um receptor para glucagon e epinefrina, chamado 
7TM (receptor serpenteante que atravessa a membrana 7 vezes), que após se ligar a 
estes hormônios, tem a capacidade de ativar a enzima adenilato ciclase, pela quebra de 
GTP, que faz com que o nível aumentado de AMP cíclico (AMPc) estimule a proteína 
quinase A (PKA) a fosforilar a proteína perilipina, que irá reestruturar a gotícula de 
gordura, para que o triacilglicerol fique mais acessível à mobilização. A fosforilação 
da pirilipina também propicia a liberação de um coativador da triglicerídeo lipase do 
tecido adiposo (ATGL). ATGL iniciará a mobilização dos triacilgliceróis, liberando 
um ácido graxo do triacilglicerol, formando diacilglicerol. O diacilglicerol será 
convertido em um ácido graxo livre e monoacilglicerol pela enzima lípase hormônio-
sensível (HS lipase). E para completar a mobilização, a enzima monoacilglicerol 
lipase age sobre o monoacilglecerol, produzindo ácido graxo livre e glicerol. O 
glicerol formado será absorvido pelo fígado, e poderá ser direcionado tanto para a via 
glicolítica ou gliconeogênica. Os ácidos graxos que foram liberados não são solúveis 
no sangue, sendo assim, se ligam a albumina, que será responsável por transportar os 
ácidos graxos aos tecidos. O ácidos graxos são oxidados nas mitocôndrias. Mas para 
sua entrada, necessitam ser ativados. 
 
2. Como os ácidos graxos são ativados e transportados para dentro das mitocôndrias? 
Os ácidos graxos são ativados na membrana externa das mitocôndrias, enquanto a 
oxidação ocorrerá na matriz mitocondrial. A ativação dos ácidos graxos é feita pela 
enzima acil-CoA sintetase, esta enzima faz com que o ácido graxo reaja com ATP, 
formando acil adenilato e liberando PPi (pirofosfato), logo em seguida, a coenzima A 
(CoA) se liga a acil adenilato, liberando AMP e formando acil-CoA. 
 
Para que o ácido graxo ativado seja levado à matriz mitocondrial, ele necessita ser 
conjugado à carnitina. Na membrana externa da mitocôndria, se encontra a enzima 
carnitina aciltransferase I (CAT I), que irá conjugar a carnitina á Acil-CoA, formando 
acil-carnitina e liberando CoA. A acil-carnitina é então transportada por uma 
translocase para a matriz da mitocôndria, chegando até a matriz, por ação da carnitina 
aciltransferase II (CAT II), o grupo acil é transferido novamente a Coa, formando 
novamente acil-CoA, que agora segue para a degradação. A carnitina é devolvida para 
o lado externo da membrana da mitocôndria em troca outra acil-carnitina que entra. 
 
3. Explique os 3 estágios da oxidação mitocondrial dos ácidos graxos 
a. Estágio 1: β-oxidação 
b. Estágio 2: oxidação de acetil-CoA 
c. Estágio 3: Transferência de elétrons e fosforilação oxidativa 
A ß oxidação é um processo catabólico de ácidos graxos que consiste na 
sua oxidação mitocondrial. Eles sofrem remoção, por oxidação, de sucessivas unidades de 
dois átomos de carbono na forma de acetil-CoA. A ß oxidação é dividida em quatro reações 
sequenciais: (Ciclo de 4 reações que resulta no encurtamento da cadeia em 2 carbonos). 
 Oxidação, na qual o acil-CoA é oxidado a enoil-CoA, com redução de FAD a FADH2 
 Hidratação, na qual uma dupla ligação é hidratada e ocorre a formação de 3-
hidroxiacil-CoA 
 Oxidação de um grupo hidroxila a carbonila, tendo como resultado uma beta-cetoacil-
CoA e NADH 
 Cisão, em que o ß-cetoacil-CoA reage com uma molécula de CoA formando um 
acetil-CoA e um acil-CoA que continua no ciclo até ser convertido a acetil-CoA 
(irreversível) 
 
4. Qual destino da acetil-CoA formada no fígado durante a oxidação dos ácidos graxos? 
Formação de corpos cetônicos e em menor proporção direcionados para o ciclo de 
Krebs. 
5. Qual reação catalisa a enzima reação da acetil-CoA-carboxilase e seu papel na síntese 
dos ácidos graxos? 
A ACC é a enzima chave no controle da síntese de ácidos graxos, por catalisar a 
irreversível carboxilação de acetil-CoA gerando malonil-CoA, um substrato da enzima 
ácido graxo sintase (FAS), que é responsável pela síntese de ácidos graxos no 
citoplasma. Além de seu papel como intermediário do metabolismo, o malonil-CoA é 
um inibidor da Carnitina Palmitoil-Transferase I (CPT-I), impedindo a captação e 
oxidação de ácidos graxos de cadeia longa pela mitocôndria. 
 
6. Qual a função do NADPH na síntese de ácidos graxos e como ele é produzido? 
Atua como poder redutor, NADPH é produzido durante a oxidação da glucose-6-P por 
uma via distinta da glicólise, a via das pentoses-fosfato. Esta via é muito ativa em 
https://pt.wikipedia.org/wiki/Catabolismo
https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%81cidos_gordos
https://pt.wikipedia.org/wiki/Oxida%C3%A7%C3%A3o
https://pt.wikipedia.org/wiki/Mitoc%C3%B4ndria
https://pt.wikipedia.org/wiki/Carbono
https://pt.wikipedia.org/wiki/Acetil-CoA
https://pt.wikipedia.org/wiki/Oxida%C3%A7%C3%A3o
https://pt.wikipedia.org/wiki/Acil-CoA:colesterol_aciltransferase
https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Enoil-CoA&action=edit&redlink=1
https://pt.wikipedia.org/wiki/FAD
https://pt.wikipedia.org/wiki/FADH2
https://pt.wikipedia.org/wiki/Hidrata%C3%A7%C3%A3o
https://pt.wikipedia.org/wiki/Hidroxila
https://pt.wikipedia.org/wiki/Carbonila
https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Beta-cetoacil-CoA&action=edit&redlink=1
https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Beta-cetoacil-CoA&action=edit&redlink=1
https://pt.wikipedia.org/wiki/NADH
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cis%C3%A3o
http://homepage.ufp.pt/pedros/bq/glicolise.htm
tecidos envolvidos na biossíntese de colesterol e de ácidos gordos, pois A síntese dos 
ácidos gordos ocorre em compartimentos em que NADPH está disponível para síntese 
redutora. 
 
7. Descreva o processo global da síntese do palmitato. 
O palmitato é um ácido gordo saturado com 16 carbonos e a sua síntese ocorre pela 
adição sucessiva de unidades de 2 carbonos ao grupo acetilo do acetil-CoA. Estas 
unidades de 2 carbonos também têm origem no acetil-CoA mas a sua utilização requer 
a prévia “ativação” a malonil-CoA. A carboxílase de acetil-CoA (ver equação 4) é 
uma lígase que contém como grupo prostético a biotina e que catalisa a formação de 
malonil-CoA. A reação pode ser entendida como a acoplagem de um processo 
exergónico (a hidrólise do ATP) com outro endergónico (a de carboxilação da acetil-
CoA). A síntese de malonil�CoA é o primeiro passo na síntese de palmitato mas, 
mesmo em células onde esta síntese não é um processo relevante ou não existe 
(músculos esquelético e cardíaco), a carboxílase de acetil-CoA tem um papel 
importante pois o malonil-CoA regula (inibe) a oxidação dos ácidos gordos. 
 
8. Descreva a localização subcelular do metabolismo lipídico nas células animais. 
Matriz mitocondrial 
9. Como ocorre a regulação coordenada da síntese e da degradação dos ácidos graxos? 
A oxidação dos ácidos graxos consome um combustível precioso e é regulada de 
forma que ocorra apenas quando houver a necessidade de energia. No fígado, a acil-
graxo-CoA formada no citosol tem duas vias principais abertas: (1) β-oxidação por 
enzimas na mitocôndria ou (2) conversão

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.