A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Sistema Cardiovascular - Resumo (Cão)

Pré-visualização | Página 1 de 1

SISTEMA CARDIOVASCULAR 
 
@VeterinariaAndressa – Andressa Galvão 
 
O Sistema Circulatório é responsável pela 
circulação de substâncias para células e 
tecidos, e entre eles levar os nutrientes, 
gases sanguíneos, enzimas, eletrólitos, 
vitaminas, hormônios. Produtos 
metabólicos, calor, componentes do sistema 
imune, água e células sanguíneas. 
O sangue é responsável por realizar todo o 
transporte de tudo no organismo. 
 
→Tempo de Circulação: 
30 segundos nos animais de grande porte 
15 segundos nos animais de porte médio 
7 segundos nos gatos 
 
→Organização do Sistema 
Circulatório: 
Coração 
Artérias: transporte de sangue a partir do 
coração 
Arteríolas: artérias menores 
Capilares: paredes extremamente finas, faz 
trocas com tecidos circundantes 
Vênulas: veias pequenas 
Veias: transporte de sangue em direção ao 
coração 
Sistema Linfático 
→Sistema Linfático: 
Sistema Linfático: os vasos transportam 
linfa ao invés de sangue. Transporta 
substâncias para os linfonodos locais que 
necessitam de filtração antes de ir para a 
corrente sanguínea. 
Transporta também gorduras absorvidas 
pelo intestino. 
Linfa: composta de proteínas, com 
composição semelhante ao plasma 
sanguíneo. Células linfáticas recolhidas do 
linfonodo. A linfa proveniente do intestino é 
mais leitosa devido ao ter elevado de 
gordura. 
 
→Coração: 
O coração é o órgão central do sistema 
circulatório. 
É composto de músculo estriado cardíaco, o 
miocárdio, que forma uma bolsa dividia em 
4 câmaras: 
SISTEMA CARDIOVASCULAR 
 
@VeterinariaAndressa – Andressa Galvão 
 
Átrio Direito 
Átrio Esquerdo 
Ventrículo direito 
Ventrículo esquerdo. 
 
O coração é envolvido pelo pericárdio e 
forma parte do mediastino, que divide as 
cavidades pleurais. 
→Pericárdio: 
É a cobertura fibrosserosa do coração 
A cavidade pericárdica abriga o coração, 
nela contém, o líquido pericárdico. 
A camada visceral (mais próxima das 
vísceras do corpo) do pericárdio é chamada 
de Epicárdio. 
Camada parietal do pericárdio é a face 
externa do pericárdio. 
O ligamento esternopericárdico une o 
pericárdio ao esterno.
 
→Topografia do coração: 
O coração se situa no mediastino. Se 
prolonga entre a terceira e a 6 costela (até a 
sétima no cão e no gato). 
 
O coração se assemelha a um cone. 
A base é voltada dorsalmente e o ápice 
voltado ventralmente.
 
Na base do coração temos o local onde 
grandes artérias deixam o coração e veias 
penetram o órgão. 
SISTEMA CARDIOVASCULAR 
 
@VeterinariaAndressa – Andressa Galvão 
 
O coração possuí face lateral direita e face 
lateral esquerde. 
O coração é dividido em lado direito e 
esquerdo pelo septo interventricular. 
Existe também a divisão por septos 
transversos incompletos entre átrio e 
ventrículos. 
 
 
Raio X de um cão, vista ventral.
 
Raio X de um cão, vista lateral. 
→Átrios: 
Átrio direito: forma a parte direta, 
dorsocranial da base do coração. 
Recebe sangue da veia cava cranial, caudal e 
seio coronário. 
Se divide em seio das veias cavas e uma 
parte cega, a aurícula do átrio direito. 
Se separa do átrio esquerdo pelo septo 
interatrial. 
Átrio esquerdo: forma a parte esquerda, 
dorsocaudal da base do coração. 
Recebe sangue oxigenado das veias 
pulmonares. 
Existem várias aberturas que marcam a 
entrada das veias pulmonares no átrio 
esquerdo. 
 
→Ventrículos: 
Ventrículo Direito: possuí formato de meia 
lua em secção transversal. 
Não se prolonga até o ápice do coração, que 
é ocupado pelo ventrículo esquerdo. 
Recebe sangue desoxigenado do átrio 
direito e bombeia através do cone arterial 
para o tronco pulmonar, que transporta o 
sangue para o pulmão. 
Se separa do átrio direito pela valva 
tricúspide. 
Durante a diástole, o refluxo do sangue do 
tronco pulmonar para o VD é impedido pela 
valva pulmonar. A valva pulmonar se situa 
SISTEMA CARDIOVASCULAR 
 
@VeterinariaAndressa – Andressa Galvão 
 
na raiz do tronco pulmonar e compõem-se 
de três válvulas semilunares. 
 
Ventrículo Esquerdo: possui formato cônico 
e seu ápice forma o ápice do coração. 
O VE recebe sangue oxigenado dos pulmões 
através das veias pulmonares e do átrio 
esquerdo. 
O VE bombeia o sangue para o corpo todo 
através da Aorta. 
A parede muscular do VE é mais espessa, 
mas os volumes internos dos dois ventrículos 
são o mesmo. 
O VE é separado do AE pela valva mitral (ou 
bicúspide), que possui dois folhetos fibrosos, 
que se ligam às cordoalhas tendíneas. 
Durante a diástole, o óstio da aorta sofre 
oclusão pea valva aórtica. 
A valva aórtica assemelha-se a pulmonar, 
sendo composta de folhetos valvulares 
semilunares. 
 
 
 
→Camadas do Coração: 
A parede cardíaca é dividida em 3 camadas, 
são elas: 
- Endocárdio 
- Miocárdio 
- Epicárdio 
O endocárdio é a camada lisa e delgada que 
reveste as câmaras cardíacas, cobre as 
aurículas dos átrios e é contínuo com o 
revestimento dos vasos sanguíneos. 
O epicárdio é composto no pericárdio. 
O miocárdio é composto de fibras de 
músculo estriado modificado, pode sofrer 
dilatação ou hipertrofia por doenças.
 
 
→Sistema Condutor do 
Coração: 
O sistema condutor do coração são miócitos 
modificados. O aspecto mais característico 
do tecido condutor é sua capacidade para 
atividade elétrica espontânea que se espalha 
para o músculo adjacente, resultante de 
despolarização e contração, o que garante 
autonomia cardíaca essencial para o ritmo 
SISTEMA CARDIOVASCULAR 
 
@VeterinariaAndressa – Andressa Galvão 
 
do coração, embora seja influenciado pelo 
sistema nervoso autônomo. 
 
O sistema condutor do coração é composto 
por: 
- Nó sinoatrial 
- Nó atrioventricular 
- Feixe de His (ramo direito e ramo 
esquerdo) 
- Fibras de purkinje 
 
→Inervação do Coração: 
Sistema nervoso autônomo. 
As fibras simpáticas – fornecidas pelos 
nervos cardíacos cervicais e pelos nervos 
torácicos caudais. 
Fibras parassimpáticas emergem como 
ramos do nervo vago diretamente ou 
através do nervo laríngeo recorrente. 
O funcionamento cardíaco independe dos 
nervos aferentes, mas eles influenciam em 
força e frequência das contrações, 
dependendo da demanda de oxigênio do 
corpo.