A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Princípios gerais do tratamento antimicrobiano

Pré-visualização | Página 1 de 1

1	
Princípios gerais do 
tratamento antimicrobiano 
 
® Mecanismos de ação (compromete um 
mecanismo vital p/ o microrganismo): 
à Inibição da síntese da parede celular. 
à Inibição da síntese de membranas celulares e 
subunidades ribossômicas. 
à Inibição do metabolismo de ácidos nucleicos. 
 
® Aumento da quantidade do fármaco = 
aumento da taxa de excreção e metabolização 
(até atingir uma taxa constante). 
® O fármaco sai do sangue p/ os tecidos, mas 
quando começa a ser excretado sai dos tecidos 
e volta p/ a corrente sanguínea. 
® Tratamento profilático: busca evitar uma 
infecção. Ex.: uso de antimicrobianos antes de 
cirurgia. 
® Tratamento preventivo: paciente não tem 
nenhuma manifestação clinica, mas o exame 
laboratorial já é alterado. Busca evitar que a 
infecção se desenvolva. 
® Tratamento empírico: paciente já apresenta 
sintomas, tratamento é iniciado antes de 
aguardar os exames laboratoriais (baseado em 
dados epidemiológicos). 
® Tratamento definitivo: inicio do tratamento já 
conhecendo o microrganismo e com o 
antimicrobiano correto. 
® Tratamento supressor: aumento no tempo de 
tratamento p/ garantir a eficácia. 
Principalmente, em casos de pacientes com 
recidivas. 
® Mecanismos de resistência à antibióticos (por 
mutação ou transferência de plasmídeos): 
à Capacidade de produzir enzimas que 
quebram antibióticos. 
à Alteração da proteína alvo. 
à Mecanismo de efluxo. 
à Rota metabólica alternativa.