Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
Sociedade, Família e Instituição Escolar

Pré-visualização | Página 1 de 6

Questão 1/10 - Sociedade, Família e Instituição Escolar
Atente para a seguinte citação: 
“Demonstrado está que o acesso ao ensino é direito público subjetivo, podendo qualquer cidadão, grupo de cidadãos, associação comunitária, organização sindical, entidade de classe ou outra legalmente constituída, e, ainda, o Ministério Público, acionar o Poder Público para exigi-lo”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: BARUFFI, Ana Cristina. RAUBER, Pedro. Educação: um princípio fundamental e corresponsabilidade social. Revista Jurídica UNIGRAN. Dourados, v. 11, n. 22, p. 45-56, jul./dez. 2009. p. 53. 
Considerando o texto-base Família e escola: parceiras no processo educacional da criança, assinale a alternativa correta a respeito do disposto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA):
Nota: 10.0
	
	A
	A educação, direito de todos e dever somente do Estado, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade.
	
	B
	A educação, direito de todos, mas dever de cada indivíduo, será promovida e incentivada com a colaboração do Estado, sempre que possível.
	
	C
	A educação, direito de todos e dever exclusivo da família, será promovida e incentivada com a colaboração do indivíduo, sempre que possível.
	
	D
	A educação, dever de todos, será promovida pela família e incentivada com a colaboração da sociedade.
	
	E
	A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade.
Você acertou!
“O dever da família com o processo de escolaridade e a importância da sua presença no contexto escolar é publicamente reconhecido na legislação brasileira e nas Diretrizes do Ministério da Educação aprovadas no decorrer dos anos 90. Algumas destas constatações podem ser verificadas em publicações como o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Lei 8.069/90 em seu artigo 205 destaca que: ‘A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho’” (texto-base, p. 10,11).
Questão 2/10 - Sociedade, Família e Instituição Escolar
Considere a declaração a seguir: 
“A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios organizarão, em regime de colaboração, os respectivos sistemas de ensino”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: BRASIL. Ministério da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei número 9.394, 20 de dezembro de 1996. Brasília: MEC, 1996. Art. 8.
Considerando o texto-base O papel do Estado na garantia do direito à educação de qualidade: organização e regulação da educação nacional, relacione as colunas de acordo com as responsabilidades educacionais de cada esfera do governo: 
I. União.
II. Estados.
III. Municípios. 
(   ) Responsável pelo ensino superior.
(   ) Devem atuar na educação infantil e no primeiro ciclo do fundamental.
(   ) Garantir assistência técnica e financeira as duas esferas que lhe são subordinadas.
(   ) Têm como prioridade atuar no ensino fundamental e médio.
Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência correta:
Nota: 10.0
	
	A
	I – II – I – III
	
	B
	III – II – I – II
	
	C
	II – III – I – II
	
	D
	I – III – I – II
Você acertou!
“Assim, ficou estabelecido que a União é responsável pelo ensino superior e outros estabelecimentos federais e por garantir assistência técnica e financeira aos Estados e Municípios. Os Estados têm como prioridade atuar no ensino fundamental e médio. Os municípios devem atuar na educação infantil e no primeiro ciclo do fundamental” (texto-base, p. 5,6).
	
	E
	III – II – I – I
Questão 3/10 - Sociedade, Família e Instituição Escolar
Leia a afirmação a seguir: 
“Os pais são os maiores reforçadores, fontes de afeto e também modelos de aprendizagem para as crianças”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: MONDIN, Elza Maria Canhetti. Práticas educativas parentais e seus efeitos na criação dos filhos. Psicol. Argum. v. 26(54), p. 233-244 jul./set. 2008. p. 234. 
Considerando o texto-base Família e escola: parceiras no processo educacional da criança, pondere a respeito das relações atitudinais por parte da família na educação dos filhos e assinale a alternativa correta:
Nota: 10.0
	
	A
	Os pais permissivos estabelecem regras e limites aos filhos de forma objetiva.
	
	B
	Os pais autoritários são afetuosos e procuram dialogar com os filhos.
	
	C
	Os pais permissivos são controladores e restritivos aos filhos.
	
	D
	Os pais democráticos não demonstram afetividade aos filhos.
	
	E
	Os pais permissivos possuem dificuldades no controle aos limites dos filhos.
Você acertou!
“Combinando as relações atitudinais por parte da família na educação dos filhos, é possível diferenciar três tipos diferentes de pais de acordo com as pesquisas de Aparecida e Rebelo [...], os pais: ‘autoritários, permissivos e democráticos’.
Conforme as autoras, os pais autoritários são aqueles que têm dificuldade de se comunicar com os filhos, além de demonstrarem pouco afeto e serem bastante rígidos, controladores e restritivos quanto ao nível de exigência de seus filhos. [...] Quanto aos pais permissivos, são afetuosos e procuram dialogar com os filhos. Mas possuem dificuldades no controle aos limites, pois são muito tolerantes, chegando até mesmo a serem indulgentes em relação aos desejos e atitudes da criança.
Já os pais democráticos mantêm um equilíbrio no controle das ações, principalmente no que condiz ao amadurecimento, independência, respeito, capacidades e sentimentos de seus filhos. Demonstram afetividade e procuram estimular a criticidade na criança. Além disso, são flexíveis e conseguem fazer com que a criança seja disciplinada estabelecendo regras e limites de forma clara e objetiva” (texto-base, p. 3).
 
Questão 4/10 - Sociedade, Família e Instituição Escolar
Leia a afirmativa a seguir:
“O esforço de reconstrução, melhor dito, de construção da democracia no Brasil ganhou ímpeto após o fim da ditadura militar, em 1985. Uma das marcas desse esforço é a voga que assumiu a palavra cidadania. Políticos, jornalistas, intelectuais, líderes sindicais, dirigentes de associações, simples cidadãos, todos a adotaram. A cidadania, literalmente, caiu na boca do povo. Mais ainda, ela substituiu o próprio povo na retórica política. Não se diz mais ‘o povo quer isto ou aquilo’, diz-se ‘a cidadania quer’. Cidadania virou gente. No auge do entusiasmo cívico, chamamos a Constituição de 1988 de Constituição Cidadã”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: CARVALHO, José Murilo de. Cidadania no Brasil: o longo Caminho. 3ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002. p. 7.
Considerando o texto-base O papel do Estado na garantia do direito à educação de qualidade: organização e regulação da educação nacional, pondere sobre o reflexo do fim do Regime Militar brasileiro (1964-1985) na cidadania e assinale a alternativa correta:
Nota: 10.0
	
	A
	O fim do Regime Militar brasileiro implicou a formação de um cidadão menos participativo socialmente.
	
	B
	A cidadania constituída após o fim do Regime Militar brasileiro corroborava para uma sociedade homogênea.
	
	C
	O fim do Regime Militar brasileiro implicou a formação de cidadãos cientes da importância de suas ações para a construção de uma nação forte.
Você acertou!
“Sendo assim, o fim do Regime Militar e a implantação daquilo que se chamou de Nova República implicou a criação de um novo tipo de cidadão brasileiro. Um cidadão participativo, sabedor de seus direitos e deveres, ciente da importância de suas ações para a construção de uma nação forte e também um sujeito que saiba conviver com a diversidade” (texto-base, p. 1).
	
	D
	Na cidadania brasileira pós-ditadura militar, o cidadão desconhecia seus direitos e deveres.
	
	E
	O fim do Regime Militar brasileiro implicou a criação de um
Página123456