A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
17 pág.
Implementação do Planejamento e Controle da Produção (PCP) em Empresas de Serviços Metalúrgicos

Pré-visualização | Página 4 de 4

uma grande quantidade de dados é gerada no sistema de 
processo que precisam ser coletados e analisados para que os dados possam ser 
apresentados de uma maneira que se tornem úteis para o monitoramento adequado 
dos processos, bem como para a tomada de decisões. Em suma, funções de PCP 
muito próximas devem ser realizadas nas empresas metalúrgicas para o 
funcionamento adequado do sistema de produção (PEREIRA et al., 2012). 
Nos processos de fabricação de metal, vários tipos de produtos são 
fabricados a partir de minério de ferro, carvão e outras matérias-primas importadas 
do exterior com base em solicitações de clientes em vários setores (por exemplo, 
automóveis, construção naval, pontes e eletrodomésticos) por meio de processos de 
explosão em forno para conversão, fundição contínua, laminação, recozimento e 
tratamento de superfície. O padrão de produção é flow shop tipo V (ramificação) 
(NAKAGAWA, 2010). 
Além do mais, as especificações do produto incluem vários requisitos com 
base na aplicação de produtos, como qualidade dos materiais (por exemplo, 
resistência e tenacidade), temperatura do interior e da superfície das placas e 
tamanho (por exemplo, espessura e largura) (NOGUEIRA; SANTOS; SILVA, 2015). 
As especificações variam amplamente, embora isso varie dependendo do tipo 
de produto. Além disso, suas condições de fabricação consistem em uma 
combinação de vários fatores, como componentes de metal fundido, tamanho de 
laminação, temperatura de recozimento e tipo de galvanização. A variedade de 
condições de fabricação é equivalente às especificações do produto (ARAÚJO, 
2012). 
Neste contexto, o planejamento e a programação da produção determinam o 
tempo e a sequência do processamento em cada processo de manufatura para cada 
pedido, enquanto as condições de manufatura e a data de entrega em cada 
processo são satisfeitas. Portanto, é necessário um julgamento abrangente em 
consideração à qualidade, custos, datas de entrega e outros vários índices de 
desempenho (PEREIRA et al., 2012). 
14 
 
Nos processos de fabricação de metal, em particular, a produção de grandes 
lotes em que produtos com as mesmas condições de fabricação são continuamente 
fabricados, é vantajosa do ponto de vista de qualidade e custos (incluindo 
lucratividade) e, portanto, tal produção é direcionada. No entanto, conforme 
explicado acima, as condições para a fabricação de produtos variam de processo 
para processo, e as datas de entrega também são diferentes. Portanto, é difícil 
planejar um único cronograma de produção ao longo de todos os processos de 
fabricação enquanto se equilibra qualidade, custos e datas de entrega 
(NAKAGAWA, 2010). 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
15 
 
6. REFERÊNCIAS 
 
ARAÚJO, M. C. B. A reorganização do layout na redução de custos em uma 
empresa metalúrgica: um estudo de caso. XXXII ENCONTRO NACIONAL DE 
ENGENHARIA DE PRODUCAO Desenvolvimento Sustentável e Responsabilidade 
Social: As Contribuições da Engenharia de Produção Bento Gonçalves, RS, Brasil, 
15 a 18 de outubro de 2012. 
 
CORRÊA, H; CORRÊA, C. A. Administração de Produção e Operações: 
manufatura e serviços. 2ª ed. São Paulo: Atlas, 2006. 
 
GAITHER, N; FRAZIER, G. Administração de produção e operações. 8ª ed. São 
Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2012. 
 
KRAJEWSKI, L; RITZMAN, L; MALHOTRA, M. Administração de Produção e 
Operações. 8ª ed. São Paulo; Pearson Prentice Hall, 2009. 
 
LUSTOSA, L; MESQUITA, M. A; QUELHAS, O; OLIVEIRA, R. Planejamento e 
controle da Produção. Rio de Janeiro: Editora Elsevier, 2008. 
 
NAKAGAWA, M. Gestão estratégica de custos - conceito, sistemas e 
implementação. São Paulo: Atlas, 2010. 
 
NEUMANN, C. Apostila de Planejamento e Controle da Produção – PCP. 
Departamento de Engenharia de Produção - UFJF, 2010. 
 
NOGUEIRA, A. A. N; SANTOS, G. E. P. dos; SILVA, J. R. Estudo de caso: 
reorganização do layout da célula de corte de chapas de uma empresa. 
Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia CONTECC’ 2015 
Centro de Eventos do Ceará - Fortaleza - CE 15 a 18 de setembro de 2015. 
 
PEINADO J; GRAEML A. R. Administração da Produção (Operações Industriais 
e de Serviços). UnicenP, 2007. 
 
PEREIRA, K. L. B; CAMARGO, R. C. de; SANTOS, V. P. dos; LOPES, V. P. 
Programa 5S: uma ferramenta para eliminar desperdícios e otimizar os custos 
no processo produtivo. Revista Científica do Unisalesiano – Lins – SP, ano 03, nº 
07, 2012. 
 
RODRIGUES, M. V. Entendendo, Aprendendo e Desenvolvendo Sistemas de 
Produção Lean Manufacturing. 1ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2014. 
 
SABOUNI, M. T. Y; LOGENDRAN, R. Carryover sequence-dependent group 
scheduling with the integration of internal and external setup times. European 
Journal of Operational Research, v. 224, nº 01, 2013. 
 
SANTOS, D. T dos: BATALHA, M. O. Estratégia de produção em arranjos 
produtivos cerâmicos. Revista Produção Online, São Paulo v. 10, nº 03, 99, 2010. 
 
16 
 
TONDATO, R. Manutenção Produtiva Total: estudo de caso na indústria 
Gráfica. Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Escola de Engenharia. 
Trabalho de Conclusão de Curso. Porto Alegre, 2004. 
 
TUBINO, D. F. O Planejamento e Controle da Produção – Teoria e Prática. São 
Paulo: Editora Atlas, 2007. 
 
VOLLMAN, E. T. Sistemas de Planejamento & Controle da Produção para o 
gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. 5ª ed. Porto Alegre: Bookman, 2006. 
 
WERKEMA, C. Ferramentas Estatística Básicas para o Gerenciamento de 
Processos. Belo Horizonte: Werkema, 2006.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.