A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
Uninter - APOL Objetiva 2 (Regular) - Redação para Web

Pré-visualização | Página 1 de 2

Questão 1/10 - Redação para Web
De acordo com Leonardo Moura, autor do livro “Como escrever na rede – Manual de Conteúdo e Redação
para a Internet”, ser conciso é característica essencial do jornalismo em qualquer veículo. “Na Internet, poupa
o leitor de se cansar de estar com os olhos muito tempo grudados numa matéria e desistir de ler o restante do
site” (MOURA, 2002, p. 64).
Assim como Moura, o Manual de Estilo da Editora Abril orienta quanto à escrita: “Só use palavras
necessárias, precisas, específicas, com concisão e simples”. Neste sentido o que quer dizer concisão?
I – Utilização de palavras repetidas para reforçar a comunicação
II – Concisão é dizer o máximo com o mínimo de palavras;
III – É um adjetivo que qualifica algo que está resumido ao essencial;
IV – Algo que consegue transmitir o seu conteúdo de modo simples e rápido.
Nota: 10.0
A Somente as alternativas I e III e IV estão corretas.
B Somente a alternativa III e IV estão corretas.
C Somente as alternativas II e IV estão corretas.
Você acertou!
Rota 1- Redação para web - Tema 01 da Rota: O texto na web
Um texto conciso é aquele no qual o autor observa o meio termo e busca o equilíbrio: não deve ser prolixo
(muito extenso); o ideal é dizer o máximo com o mínimo de palavras, por isso não é recomendável a
repetição de palavras, mas também não pode ser muito resumido a ponto de prejudicar a compreensão.
Não é todo mundo que tem essa facilidade de resumir o essencial na hora de comunicar, mas nada que a
prática não aperfeiçoe esse dom, que é adquirido com muito treino. Junto à concisão, está a clareza textual.
D Todas as alternativas estão corretas.
E Somente as alternativas II, III e IV estão corretas.
Questão 2/10 - Redação para Web
Além do comportamento do leitor, o título na web é um dos itens que mais influencia o posicionamento no
Google, se não for o mais importante. É preciso ser estratégico e usar palavras-chaves no título e no lead. De
preferência que essas palavras-chaves sejam a busca que as pessoas fazem no Google.
Portanto, levar em consideração o Google e o comportamento de leitura do internauta nos aponta o quanto é
importante ter uma atenção maior na hora de fazer a redação de chamadas. Se um título segue todas as
regras de SEO, mas não é atrativo, mesmo que bem posicionado, receberá poucos cliques. Para ajudar a
fazer título para a redação na web, há algumas recomendações básicas. Sendo elas:
1. Desperte a curiosidade do leitor – Seja criativo! Um bom título chamará a atenção do leitor para ler seu
texto.
2. Tamanho do título – Menos é mais. Seja objetivo.
3. Uso de palavras-chaves – Procure utilizar palavras-chaves no título e no lead, principalmente.
Após a análise assinale a alternativa correta:
Nota: 10.0
A Somente a afirmação 1 está correta.
B Somente a afirmação 2 está correta.
C Somente a afirmação 3 está correta.
D Estão corretas as afirmações 1, 2 e 3
Você acertou!
Comentário: letra D, estão corretas as afirmações 1, 2 e 3, conforme aula 6, página 5.
E Estão corretas as afirmações 2 e 3 apenas.
Questão 3/10 - Redação para Web
A autora do livro Jornalismo Digital, Pollyana Ferrari, diz que o jornalismo digital passou a ser basicamente
receber um material pronto produzido, na maioria das vezes, por uma agência de notícia conveniada, em que
o jornalista se dá ao trabalho apenas de mudar o título, a abertura e transformar alguns parágrafos em outra
matéria para ser usada como link correlato, adicionando foto ou vídeo, e por aí afora.
De acordo com os conteúdos abordados nas aulas e no texto-base, a essa prática comum no jornalismo
online, foi denominada por Pollyana Ferrari de:
Nota: 10.0
A Copyright
B “Cruzamento” de informações
C Barriga
D Jabaculê ou jabá.
E “Empacotamento” da notícia
Você acertou!
Rota 2- Produção da Reportagem Multimídia - Tema 1 – Preparação da Pauta
Letra E
Ferrari (2006) denominou essa prática de “empacotamento” da notícia. Segundo ela, para um redator que faz
o trabalho de vários profissionais não fica difícil imaginar como é comum o “empacotamento” da notícia. Por
isso, a autora faz uma segunda análise quando diz que: Embora o caminho mais prático e rápido seja o de
‘empacotar’ textos prontos, muitos especialistas defendem a importância do conteúdo original.
Questão 4/10 - Redação para Web
Leia o fragmento a seguir:
E é esse mundo digital que está mudando a forma de o jornalista fazer jornalismo. Temos novas
possibilidades, diferentes de tudo o que tínhamos em mãos. Nossas mãos agora alcançam a nuvem. Quando
se combina o tradicional com as novas ferramentas tecnológicas que temos em mãos, há uma escala
crescente de alcance absoluto da informação digital, agora disponível. Mas, para fazer o jornalismo de dados,
é preciso seguir quatro passos, segundo Paul Bradshaw.
De acordo com o jornalista de referência citado no Manual de Jornalismo de Dados (Gray, 2017), apresente a
ordem correta dos quatro passos:
Nota: 10.0
A 1. Encontrar os dados; 2. Interrogar os dados; 3. Combinar os dados 4. Visualizar os
dados
Você acertou!
Comentário: 1. Encontrar os dados; 2. Interrogar os dados; 3. Combinar os dados 4. Visualizar os dados, de
acordo com a aula 5, p. 7.
B 1. Visualizar os dados; 2. Encontrar os dados; 3. Combinar os dados 4. Interrogar os dados
C 1. Visualizar os dados; 2. Interrogar os dados; 3. Combinar os dados; 4. Visualizar os dado
D 1Encontrar os dados; 2. Combinar os dados; 3. Interrogar os dados; 4. Visualizar os dados
E 1. Visualizar os dados; 2. Interrogar os dados; 3. Combinar os dados 4. Encontrar os dados
Questão 5/10 - Redação para Web
Narrativas hipertextuais existem muito antes de a tecnologia permitir a sua organização, como concebida
hoje. Além disso, as mídias tradicionais sempre tiveram algum tipo de interatividade (nas seções de cartas de
jornais e TVs, nos telefonemas para programas de rádio). No entanto, na organização viabilizada pela
internet, o hipertexto "sugere" caminhos em formato e dinâmica diferentes, possibilitando ao hiperleitor o
acesso a informações de maneira não hierárquica, o que representa um processo digital; mais informatizado
do que nas mídias de suporte impresso.
(Fonte: NASCIMENTO, Emanuel Angelo. Metáforas da crise: entre o discurso e a hipertextualidade no
jornalismo on-line. Ling. (dis)curso, Tubarão , v. 16, n. 2, Aug. 2016).
Com base no texto acima, analise as sentenças a seguir, assinalando V para as afirmativas verdadeiras e F
para as afirmativas falsas sobre a linguagem hipertextual, de acordo com os conteúdos abordados nas aulas
e no livro-base:
I. Hipertexto são blocos de diferentes informações digitais interconectadas que, ao utilizar links, permite que o
leitor decida e avance sua leitura do modo que quiser, sem ser obrigado a seguir uma ordem linear.
II. A ideia de hipertexto não nasceu com a Internet. As primeiras manifestações hipertextuais ocorreram nos
séculos XVI e XVII por meio dos manuscritos.
III. Livros impressos só permitem que sejam lidos em sequência, sem a possibilidade de uma leitura aleatória,
por esse motivo ele não permitem uma leitura hipertextual.
IV. Todo o percurso que o leitor na web faz, navegando pelo hipertexto, pode ser monitorado. Por isso, a
linguagem hipertextual permite conhecer quem é o nosso leitor.
Nota: 10.0
A F, V, F, V.
B V, V, F, F.
C V, V, F, V.
Você acertou!
Rota 2- Produção da Reportagem - Tema 01 da Rota: O uso do hipertexto –
Letra C
I. Correta: A linguagem hipertextual tem como sua principal característica a leitura não linear, cujo acesso na
web se dá por meio de referências específicas denominadas hiperlinks, ou simplesmente links.
II. Correta: As primeiras manifestações hipertextuais ocorreram nos séculos XVI e XVII por meio de
manuscritos e marginalia. Os primeiros sofriam alterações quando eram transcritos pelos copistas e assim
caracterizavam uma espécie de escrita coletiva. Os segundos eram anotações realizadas pelos leitores nas
margens das páginas dos livros antigos, permitindo assim uma leitura não-linear

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.