A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
RESUMO_Outsiders: Estudos de Sociologia do Desvio

Pré-visualização | Página 1 de 1

Outsiders: Estudos de 
Sociologia do Desvio 
 
Resumo do texto “OUTSIDERS: ESTUDO DE SOCIOLOGIA DO DESVIO” do autor 
Howard S. Becker 
 
I. A CULTURA DE UM GRUPO DESVIANTE: O MÚSICO DE CASA NOTURNA 
 
OUTSIDERS - é produto de momentos críticos da conjuntura política, que faz com 
que estes se destaquem por uma característica de personalidade ou estilo político 
diferente do que é tradicionalmente predominante 
 > o comportamento desviante é frequentemente associado ao 
comportamento criminoso 
 
• No caso dos músicos de casa noturna, o comportamento é formalmente 
dentro da lei 
 > o modo de vida em si é extravagante e não convencional 
(motivo de serem considerados outsiders) 
 > representam um grupo desviante estável e duradouro 
 
• Grupos estáveis desenvolvem modos de vida característicos 
 
• Hughes observa que a concepção antropológica da cultura é adequada 
para a análise de sociedades homogêneas 
 > se refere ao entendimento de sociedade macro como 
também pode ser aplicável a grupos menores que fazem marte de 
sociedades modernas complexas 
 
CULTURA - um grupo de pessoas que tem parcialmente uma vida 
comum com um pequeno grau de isolamento 
 
• A cultura surge essencialmente em resposta a um problema enfrentado 
em comum por um grupo 
 
• Pessoas que se envolvem em atividades desviantes atravessam o 
problema de que sua concepção de mundo não é partilhada por outros 
membros da sociedade 
 
• Culturas desviantes são chamadas de subculturas 
 
• A perspectivas acerca dos Outsiders possui duas vertentes: 
 
1. Visão que os outsiders têm de si mesmos e de suas 
atividades desviantes 
2. Visão que os não-outsiders tem de outsiders e suas 
atividades desviantes 
 
II. O MÚSICO E O “QUADRADO” 
 
• Os termos "músico" e "quadrado" [square] se referem a conceitos que 
separam aqueles que são músicos e aqueles que são público 
 
• O termo "quadrado" se refere a um tipo de pessoa ou a qualidades de 
comportamentos e objetos 
 > o termo é utilizado pelos músicos para se referir ao oposto 
do modo como um músico deveria pensar, sentir e se comportar 
 
• Os músicos acreditam que não tem a obrigação de imitar o 
comportamento convencional dos quadrados 
 
• O quadrado é visto como uma pessoa sem dom especial, considerado 
ignorante e intolerante 
 > o quadrado transforma tudo em algo errado, risível e 
ridículo 
 
III. REAÇÕES AO CONFLITO 
 
• O conflito de dá a partir da dualidade entre os jazzman e os músicos 
comerciais 
 
• Os Jazzman enfatizam o desejo de auto-expressão de acordo com as 
crenças do grupo do musico 
 > acredita que deve fazer a audiência com intensidade, mas 
não se submete a ela 
 
• Os músicos comerciais reconhecem que pressões externas podem forçar 
o músico a se privar de satisfazer seu desejo como músico 
> considera o publico quadrado, mas prefere sacrificar o 
autorrespeito e o respeito de outros músicos por conta das 
recompensas substanciais do trabalho estável como renda maior e 
prestígio 
 
IV. ISOLAMENTO E AUTOSSEGREGAÇÃO 
 
• Os músicos são hostis a seus públicos e temerosos de ter que sacrificar 
seus padrões artísticos aos quadrados 
 
• A função do comportamento de isolamento é proteger o músico da 
interferência do publico quadrado e da sociedade convencional 
 
• A manifestação desse comportamento serve como forma de intensificar 
o status do músico como outsider 
 
• Uso de linguagem comum e terminologia adequada 
 
• Uso de expressões simbólicas

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.