A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
Membro superior

Pré-visualização | Página 2 de 3

posterior e são todos 
supridos pelo Nervo Radial. 
✓ Músculos Flexores- Pronadores do Antebraço: 
- Os músculos Flexores são organizados em três camadas ou grupos: 
1. Uma camada ou grupo Superficial de 4 músculos (pronador redondo, flexor radial do carpo, palmar longo 
(é um músculo inconstante) e flexor ulnar do carpo). 
2. Uma camada intermédia, formada por 1 músculo (Flexor superficial dos dedos). 
3. Uma camada ou grupo profundo com 3 Músculos (Flexor profundo dos dedos, flexor longo do polegar e 
pronador quadrado). 
✓ Músculos Extensores do Antebraço: 
- Esses músculos podem ser organizados fisiologicamente em três grupos funcionais: 
1. Músculos que estendem e abduzem ou aduzem a mão na articulação do punho (extensor dos dedos, 
extensor radial curto do carpo e extensor ulnar do carpo). 
2. Músculos que estendem os quatro dedos mediais (extensor dos dedos, extensor do indicador e 
extensor do dedo mínimo). 
3. Músculos que estendem ou abduzem o polegar (abdutor longo do polegar, extensor curto do polegar 
e extensor longo do polegar) 
OBS: Também podem ser considerados músculos do compartimento posterior os músculos Supinador e o 
Braquiorradial (Posterolateralmente). 
OBS: QUIASMA DE CAMPER: 
- É um orifício no qual os tendões do músculo flexor superficial dos dedos se abrem para a passagem dos 
tendões do músculo flexor profundo dos dedos. 
Fabiana A. Getulino – ATM2023 
→ MÚSCULOS DA MÃO: 
- A mão pode é dividida em duas “regiões”: Tenar (Lateral) e Hipotenar (Medial). 
- Os músculos intrínsecos da mão estão localizados em cinco compartimentos: 
1. Compartimento Tenar: Músculos tenares – abdutor curto do polegar, flexor curto do polegar e oponente 
do polegar. 
2. Compartimento Hipotenar: Músculos hipotenares – abdutor do dedo mínimo, flexor curto do dedo 
mínimo e oponente do dedo mínimo. 
3. Compartimento Adutor: Músculo adutor do polegar. 
4. Compartimento Central: Músculos curtos da mão – lumbricais. 
5. Compartimentos Interósseos: Músculos interósseos dorsais/palmares (separados entre os metacarpais). 
 
❖ “Regiões” do Membro Superior: (Áreas de transição do M.S) 
→ AXILA 
* A axila é um espaço piramidal inferior à articulação do ombro e superior à fáscia axilar na junção entre o 
braço e o tórax. É “centro de distribuição” das estruturas neurovasculares que servem ao membro superior. 
✓ Limites: a axila tem um ápice, uma base e quatro paredes (três das quais são musculares). 
• Ápice: é o canal cervicoaxilar, a passagem entre o pescoço e a axila, limitada pela primeira costela, 
clavícula e margem superior da escápula. 
• Base: consiste em pele côncava. 
• Parede Anterior: é formada pelos músculos peitoral maior e menor e pela fáscia clavipeitoral 
associada a eles. 
• Parede Posterior: é formada, principalmente, pela escápula, músculos subescapular, latíssimo do 
dorso e redondo maior. 
• Parede Lateral: é uma parede óssea estreita, formada pelo sulco intertubercular do úmero. 
• Parede Medial: é formada pela parede torácica (primeira à quarta costelas e músculos intercostais) e o 
músculo serrátil anterior. 
✓ Conteúdo: Veia e artéria axilar, linfáticos, músculo bíceps braquial e coracobraquial (+ estruturas 
nervosas que formam o plexo braquial). 
→ FOSSA CUBITAL 
* É observada superficialmente como uma depressão na face articular do cotovelo. 
- É uma área de transição entre o braço e antebraço. 
✓ Limites: Os três limites da fossa cubital triangular são: 
1. Superiormente, uma linha imaginária entre os epicôndilos Lateral e medial. 
2. Medialmente, músculo pronador redondo 
3. Lateralmente, músculo braquiorradial 
• Assoalho: músculos braquial e supinador 
• Teto: formado pela continuidade das fáscias do braço e do antebraço (muscular) reforçadas pela 
aponeurose do músculo bíceps braquial, tela subcutânea da pele. 
✓ Conteúdo: O conteúdo da fossa consiste em: 
• Parte terminal da artéria braquial e o início de seus ramos terminais, as artérias radial e ulnar. 
• Veias acompanhantes (profundas) das artérias. 
• Tendão do músculo Bíceps Braquial. 
Fabiana A. Getulino – ATM2023 
• Nervo Mediano 
• Nervo Radial (Situado profundamente entre os músculos que formam o limite lateral da fossa; Os 
músculos devem ser afastados para expor o nervo). 
OBS: O nervo ulnar não passa pela fossa cubital. 
→ TÚNEL DO CARPO 
* É formado anteriormente no punho por um arco profundo do qual fazem parte os ossos carpais e o 
retináculo dos flexores (= é um ligamento espesso de tecido conjuntivo que une o espaço entre as faces medial 
e lateral da base do arco, convertendo – o em túnel do carpo). 
• Base do arco: formado medialmente pelo osso pisiforme, pelo hámulo do hamato e, lateralmente, 
pelos tubérculos do escafoide e do trapézio. 
✓ Conteúdo: 
• 4 tendões do músculo flexor profundo dos dedos. 
• 4 tendões do músculo flexor superficial dos dedos. 
• Tendão do músculo flexor longo do polegar 
• Nervo Mediano 
Em resumo, têm – se como conteúdo do túnel do carpo: 9 tendões + Nervo Mediano. 
OBS: Síndrome do Túnel do Carpo = Causada pela compressão do Nervo Mediano. 
OBS: Artéria ulnar, o Nervo Ulnar e o Músculo Palmar Longo NÃO passam pelo túnel do carpo, mas pela Loja 
de Guyon ou Canal de Guyon. 
→ TABAQUEIRA ANATÔMICA 
* Depressão triangular formada na face póstero-lateral do punho e metacarpo I pelos tendões que se dirigem 
ao polegar. A impressão se torna mais aparente quando há a extensão do polegar, pois a extensão puxa os 
tendões para cima, produzido uma cavidade triangular entre eles. 
✓ Limites: 
• Base do “Triângulo”: situa -se no punho. 
• Ápice: direcionado para o polegar. 
• Margem Lateral: Tendões dos Músculos Abdutor longo do polegar e Extensor curto do polegar. 
• Margem Medial: Tendão do Músculo Extensor longo do polegar. 
• Assoalho: Ossos escafoide e trapézio e extremidades distais dos músculos extensor radial longo e 
curto do carpo. 
✓ Conteúdo: 
• Artéria Radial. 
 
❖ Plexo Braquial: 
* A maioria dos nervos no membro superior origina – se no plexo braquial. 
- O plexo braquial é formado habitualmente pelos ramos anteriores dos nervos C5 – C8 e pela maior parte do 
nervo T1. 
- Na parte inferior do pescoço, as raízes do plexo braquial unem – se para formar três troncos: 
1. Tronco Superior: união de C5 e C6. 
2. Tronco Médio: é uma continuação de C7. 
3. Tronco inferior: união de C8 e T1. 
Fabiana A. Getulino – ATM2023 
• Cada tronco do plexo braquial ramifica – se em divisões anterior e posterior. 
- As divisões dos troncos formam três fascículos do plexo braquial: 
1). As divisões anteriores dos troncos superior e médio unem – se para formar o fascículo lateral. 
2). A divisão anterior do tronco inferior continua como fascículo medial. 
3). As divisões posteriores dos três troncos unem – se para formar o fascículo posterior. 
- OBS: Os fascículos têm relação com a artéria axilar (Por exemplo, o fascículo lateral tem esse nome pois se 
posiciona lateralmente à artéria axilar). 
→ PRINCIPAIS NERVOS DO PLEXO BRAQUIAL: 
• N. Musculocutâneo: 
- Ramo terminal do fascículo lateral; 
- Perfura o músculo coracobraquial. 
- Continua como Nervo cutâneo lateral do antebraço. 
- Inerva o compartimento anterior do braço (Coracobraquial, bíceps braquial e braquial). 
• N. Mediano: 
- Origina – se da união dos fascículos lateral e medial. 
- Inerva os músculos do compartimento anterior do, cinco músculos intrínsecos na metade tenar da palma e a 
pele da palma. (Inerva o 1°,2° 3° e metade do 4° dedo). 
• N. Ulnar: 
- Maior ramo terminal do fascículo medial. 
- Desce na região medial do braço. 
- Passa posteriormente ao epicôndilo medial do úmero; depois desce na face ulnar do antebraço até a mão. 
- Inerva o músculo flexor ulnar do carpo e metade do músculo flexor profundo dos dedos, a maioria dos 
músculos intrínsecos da mão. (Inerva metade do 4° dedo e o 5°). 
• N. Radial: 
- Ramo terminal do fascículo posterior. 
- Segue posteriormente ao úmero no sulco radial com a