Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
Relatório APS SSP - LDP

Pré-visualização | Página 1 de 3

UNIP 
INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO – ICSC 
CURSO: ADMINISTRAÇÃO 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
RELATÓRIO DA EMPRESA 
EQUIPE 11 
APS_GOP - 2020/2 - SPP 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SÃO PAULO 
2020 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
TÍTULO: EQUIPE 11 
 
 
 
 
 
 
 
ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS - 
APS - RELATÓRIO APRESENTADO COMO 
EXIGÊNCIA PARA A AVALIAÇÃO DOS 6º/5º 
SEMESTRES, DO CURSO DE 
ADMINISTRAÇÃO 
PAULISTA. 
DA UNIVERSIDADE 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SÃO PAULO 
2020 
INTRODUÇÃO 
 
Após realização das APS – Atividades Práticas Supervisionadas, que se vincula à disciplina-
âncora Gestão de Operações Produtivas do curso de Administração da UNIP, apresenta-se este 
relatório final. 
 
O relatório final tem o propósito de apresentar a empresa, campo da atividade prática realizada e 
aspectos relativos às habilidades e conhecimentos desenvolvidos. 
 
Desenvolve-se uma análise dos resultados obtidos pela empresa e elabora-se um parecer sobre 
o desempenho da equipe a partir das avaliações qualitativa e quantitativa fornecidas pelo próprio 
simulador SPP, indicando as ações que possam ser empreendidas pela equipe dirigente para que 
a empresa alcance melhores resultados em termos de Lucro Líquido Final. 
 
Ao final, apresentam-se considerações sobre a experiência realizada na simulação, bem como 
suas contribuições mais amplas à formação profissional. 
 
1 APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 
 
Esta empresa foi o campo do trabalho prático simulado e seu perfil será apresentado em duas 
dimensões: caracterização geral e ambiente operacional. 
 
1.1 Caracterização geral da empresa simulada 
 
A empresa Alenia S/A caracteriza-se pela atividade industrial, tem porte médio e natureza 
privada. Está sendo constituída pelos empreendedores Talita Dessunte, Giulia Macedo, David 
Sanches e Carlos Eduardo Rodrigues como uma Sociedade por Cotas Limitada. A origem do 
empreendimento está associada a necessidade exclusiva de um cliente internacional e o ramo de 
atividade específico da empresa é o metal mecânico. 
 
1.2 Processo produtivo 
 
O produto produzido pela Alenia S/A é o Veripex onde a demanda é atender todo o Brasil 
solicitações de embarques trimestrais e embarcar, todo período, a quantidade solicitada pelo 
cliente, conforme condições do contrato. O embarque ocorre no último dia do trimestre, 
condicionado ao estoque de Veripex disponível no depósito. 
O processo de produção é realizado com uma única tecnologia disponível, ou seja, os 
fornecedores entregam no almoxarifado os insumos Kit 1 e Embalagem. Esses insumos são 
requisitados automaticamente pelos processos de fabricação conforme o planejamento da 
produção. Se utiliza 3 unidades do Kit 1 e 1 de Embalagem a cada Veripex depois é enviado ao 
depósito para posterior embarque. 
A capacidade é dimensionada em H/M e deverá ser suficiente para atender o planejamento de 
produção de 4 (quatro) trimestres. Os operários eram compostos em um total de 108 no primeiro 
período, 112 no segundo período e 138 no terceiro e quarto período para poder atender a 
necessidade de produção e de compra de hora máquina nos primeiros trimestres para que nesse 
caso o valor da compra corresponderá ao valor contábil das Horas Máquinas, já no último período 
vendemos horas maquinas a terceiros, reduzindo, assim, o investimento acumulado anterior e a 
correspondente depreciação. Já os supervisores foram ajustados para um quantidade de 09 
(nove) funcionários que no último trimestre pudessem acompanhar as horas maquina da 
produção. 
 
1.3 Ambiente externo 
 
Externamente, a empresa estabelece relacionamento com cliente exclusivo com base em 
contrato cujo objeto é o atendimento a solicitações de embarque trimestrais. 
 
Considerando as cláusulas do contrato e outras informações disponíveis, seguem algumas 
características do cliente exclusivo e do ambiente de negócios. 
 
a) Característica geral do contrato 
 
A Alenia estabelece relacionamento com cliente exclusivo com base em contrato cujo objeto é o 
atendimento a solicitações de embarque trimestrais do Veripex . O embarque ocorre no último dia 
do trimestre (período), condicionado ao estoque de Veripex disponível no depósito. Pode 
acontecer algumas variabilidade nas solicitações de embarque e prazo, como o câmbio, clima e 
outros aspectos, podem provocar oscilações nas solicitações entre -10% e +10%, em relação à 
previsão de entrega. 
 
b) Preço e condições 
 
O preço de venda unitário, pré-definido, é de R$53,20. O controle de faturamento trimestral será a 
multiplicação do volume embarcado pelo preço unitário. A empresa paga multa de 5% do preço 
de venda contratado porcada unidade não embarcada. 
 
2 ANÁLISE DO DESEMPENHO 
 
Considerando-se a experiência na atividade desenvolvida, relatam-se os seguintes resultados 
observados e apresentam-se as seguintes recomendações. 
2.1 Análise da consistência do planejamento 
 
A empresa deve estabelecer racionalidade e consistência no planejamento agregado da 
produção, seguem análises sobre o desempenho da empresa sob a perspectiva das decisões 
planejadas e do resultado econômico obtido. 
 
a) Consistência das revisões da previsão de solicitações de embarque 
 
As revisões são muito importantes para produção e foram feitas de acordo com as mudanças e 
oscilação no mercado externo. Muitas vezes, variações no clima, no câmbio do dólar, quebra na 
entrega de Kits , renda dos consumidores, novos concorrentes, e tudo isso podia gerar oscilação 
de +10% ou -10% conforme contrato. De acordo com cada período foram feitas analises e 
cálculos para verificar a quantidade que seria enviada que atingiria o método escolhido para que 
atende-se a demanda. 
 
b) Planejamento de capacidade e padrão de operação 
 
A estratégia escolhida era sempre produzir de acordo com a demanda esperada pelo contrato em 
cada período, e conforme ia passando o trimestre ajustava-se. Nessa estratégia os níveis de 
estoque seria pra ficar praticamente zerados, e com isso não ter custo de estoque, relacionando 
com as Horas máquina para a produção que em alguns períodos houve expansão de capacidade. 
No terceiro período necessitamos utilizar a hora extra para conseguir atingir a meta de 
produtividade pra entregarmos o que foi estabelecido. A maior dificuldade foi fazer os cálculos 
para balancear se era mais produtivo fazer a hora extra ou ficar no turno normal contratando 
operários e revisando para os custos não passar do valor de vendas. No final a hora extra foi 
mais benéfica. 
 
c) Dimensionamento dos recursos materiais 
 
A politica que foi adotada foi a Just-in-time para a embalagem e Veripex prontos, e estoque de 
segurança com variação de porcentagem a cada período para o kit 1. 
As escolhas das embalagens na politica just-in-time foram realizadas compras no valor exato a 
ser utilizado e produzido por cada Veripex que ia ser embarcado, sem acumular estocagem pois 
não haviam recursos disponíveis para se manter um estoque de segurança e os custos que esses 
estoques iriam gerar. Já o kit 1 sempre pedíamos um pouco a mais, com risco da quebra que há 
de até 5% na entrega do pedido, com isso tendo algumas vezes sobra do material comprado 
porem utilizado no trimestre seguido, só que houve gasto com o custo da armazenagem. A 
equipe foi afetada com a oscilação da carga estimada conforme contrato que sofriam variações, 
com isso muitas vezes sobrou Veripex prontos pra estocagem, e um período que por erro de 
calculo faltou Veripex a ser embarcado e pagamos multa, mas isso no decorrer dos períodos não 
nos trouxe muito prejuízo. 
 
d) Dimensionamento dos trabalhadores 
 
A carga horaria de cada trabalhador é de 8 horas por dia sendo 5 dias da semana. Os 
trabalhadores que atuam em turno normal não podem atuar no segundo turno devido a 'legislação 
da jornada de trabalho' então no terceiro período optamos pela hora extra, eles trabalhavam
Página123