A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
Economia

Pré-visualização | Página 2 de 3

Uma queda no preço do arroz faz com que uma família
não o consuma mais, pois já estavam saturados desses
produtos e darão preferencia a outro.
Bem normal 
 
É aquele que a quantidade demandada aumenta quando
aumenta a renda. Dentre os bens normais, cabe
distinguir:
 Bem de primeira necessidade: é aquele que quando
aumenta à renda a demanda aumenta em MENOR
proporção. (o consumo esta saciado)
Ex: Arroz e feijão 
 Bem de luxo: é aquele que quando aumenta à renda,
a demanda aumenta em MAIOR proporção;
Ex: celular Bem inferior 
 É aquele cuja quantidade demanda diminui quandoaumenta a renda (há alternativas de melhor qualidade).
Ex: Consumia carne de segunda e a renda aumenta então
o consumo de carne de primeira aumenta 
Fatores que afetam a oferta de um bem ou serviço:
. Preço fatores de produção 
. Preço outros bens 
.Alterações tecnológicas 
. Objetivos da empresa 
. Concorrência 
A oferta de um bem depende do preço dos fatores de
produção, dessa forma os bens que empregam grandes
quantidades de um fator sofrerão aumentos significativos,
enquanto aqueles que empregam pouco sofrerão menos. 
Melhorias tecnológicas promovem melhorias de
produtividade no uso dos fatores de produção, e, portanto,
podem proporcionar uma redução de custos e um aumento
da oferta
Equilíbrio de mercado
 
Ação simultânea da oferta de bens e serviços e da demanda
por esses bens e serviços ira determinar um preço e uma
quantidade de equilíbrio numa economia de mercado.
 
 
 
 
 
 
 
• Se a quantidade ofertada se encontrar abaixo daquela de
equilíbrio, teremos uma situação de escassez do produto
(QO<QD).
• Se a quantidade ofertada for maior que a demanda, acima
do ponto equilíbrio haverá um excesso ou excedente de
produção (QO>QD).
• A situação de equilíbrio harmoniza os interesses dos
produtores e consumidores.
 
Bem substituto 
 
Trata se de 2 bens que, se ocorrer um aumento( ou redução)
no preço de um deles, vai ocasionar um aumento (ou
redução) na quantidade de demanda do outro, são rivais de
consumo.
Ex: carne de boi e carne de frango 
Oferta
 Define se como a quantidade de um bem ou serviço que osprodutores vendem por unidade de tempo. O
comportamento típico dos produtores é o de aumentarem as
quantidades ofertadas caso os preços aumentem.
PRINCIPIO DA OFERTA: quanto maior o preço de um bem
ou serviço, maior a sua oferta.
 @zootecnialife
Hipótese de movimento de
preços 
 1 
2
3
4
Estrutura de mercado 
 
Concorrência perfeita: Tipo de mercado em que há grande
número de vendedores (empresas).
• Mercado atomizado: a decisão dos vendedores exerce
pouca influencia no mercado global. 
• Homogeneidade dos produtos: produto de diferentes
empresas não são diferentes.
• Transparência do mercado: todos tem plena informação do
mercado, como lucros e preços. 
• Não existem barreiras: todos podem entrar ou sair de
forma imediata do mercado 
Elasticidade 
 
A elasticidade reflete o grau de reação ou sensibilidade de
uma variável quando ocorrem alterações em outra variável,
coeteris paribus. 
Elasticidade – preço da demanda: alterações no preço de
alguns produtos provocam alterações acentuadas nas
quantidades procuradas, ou pode ocorrer o contrario sem
alterar a procura. Ainda podem ser alterações
proporcionais em ambos
Cálculo de elasticidade
 
Epo = Q x 100
 Q
 P x 100
 P 
Onde:
Delta Q = variação quantidade (+ ou -)
Q= Quantidade inicial
Delta P= variação preços (+ ou -)
P = preço inicial 
• Demanda elástica: DeltaQ supera deltaP ou seja, Ep>1,
os consumidores tem grande reação nas quantidades e
deltaP. 
• Demanda inelástica: DeltaQ é inferior a deltaP ou seja,
Ep<1, consumidores reagem pouco.
• Demanda elástica unitária: DeltaQ rigorosamente
proporcional a deltaP, ou seja EP=1, um aumento deltaQ
em 30% gera 30% de deltaP.
• Demanda perfeitamente inelástica (DPI): Elasticidade
O, deltaP não modifica Q
• Demanda perfeitamente elástica (DPE): consumidores
não pagarão mais que um determinado preço para qualquer
que seja o bem @zootecnialife
1 
Demanda aumenta e a curva vai para direita 
Ex: peixes na semana santa 
2
Ex: Dois times jogaram é um perdeu então o que ganhou vai
vender mais camisas e o que perdeu vai permanecer sem
vender.
3
4
Ex: oferta de boi gordo diminui na seca, preço maior 
Uma característica é a inexistência de lucros extras ou
extraordinários.
 @zootecnialife
Fatores que influenciam grau elástico – preço demanda
• Essencialidade do bem: grau de necessidade produto
tende a coeficiente Ep baixos (<1) demanda inelástica.
Ex: gás cozinha, gasolina.
• Disponibilidade de bens substitutos: quanto maior o
numero de produtos que se substituem mutuamente,
maiores os coeficientes EP, não havendo subs. A curva
é + inelástica.
Ex: alta E= manteiga, baixa E= sal
• Periodicidade da aquisição: O intervalo de tempo
entre uma e outra, a deltaP tende a não ser percebida
quando o tempo é longo.
• Importância do orçamento: Gastos com produtos em
relação com produtos em relação ao orcamnto total do
consumidor tende a influenciar a E-P da procura.
- Baixa impor-orçamento= E. baixo (EP <1)
-Alta impor-orçamento = E. alta (EP>1)
 Receita total 
 
A receita total do produtor, que equivale ao gasto total dos
consumidores é igual à quantidade vendida x seu preço
unitário de venda. 
 RT = P x Q 
 Onde: 
 RT= receita total 
 P= preço 
 Q= quantidade vendida
Com a variação no preço podem ocorrer três
possibilidades:
1. A redução do preço aumentara RT. (demanda elástica)
2. Aumento no preço aumentara RT. (demanda
inelástica)
3. Aumento ou redução no P não afetam RT. (demanda
E. unitária)
Redução do P reduz RT. (demanda inelástica)
( )
Elasticidade- renda da
demanda 
 
Mede a variação percentual da quantidade de mercadoria
comprada resultante de uma variação percentual na renda
do consumidor, coeteris paribus.
 
 
 ER= Q R
Onde: é variação percentual qtd.
 é percentual % renda do consumidor
• Se ER for (-) o bem é INFERIOR
• Se ER for (+) é <1 o bem é NORMAL
• Se ER for (+) e >1 o bem é de LUXO
 
Elasticidade- preço da
oferta 
 
O mesmo raciocínio utilizado na demanda.
Epo= Q P
Onde: é variação percentual qtd.
 é percentual % preço do bem
• Se Epo >1 a oferta é elástica
• Se Epo = a oferta é E unitária
• Se Epo <1 a oferta inelástica
 
Fatores determinantes 
• Disponibilidades de fatores de produção: escassez dos
fatores
• Defasagem da resposta: O fator do tempo, intervalados
longos para comprar o produto atrasa a resposta dos
produtores.
Monopólio 
 
Existe um único empresário dominando inteiramente o
mercado, não existe concorrência ou substitutos. Ele
determina o preço de equilíbrio, a demanda tende a ser
inelástica, se a demanda for maior que a oferta o preço
baixa, mas se a demanda for menor que a oferta o preço
sobe.Se o preço for muito alto pesará no orçamento dos
consumidores que consumirão menos( demanda passa para
elástica). 
Barreiras de entrada :
Monopólio puro ou natural Mercado exige alto volume de
capital
Patentes Inventor tem direito de fabricação exclusiva/
tempo
Controle matéria prima Controle exclusivo 1 fator
produtivo 
Monopólio institucional ou estatal Controle estatal de
locais estratégicos ou de segurança 
 @zootecnialife
Alternativas de regulação :
Dividir o monopólio em 2 ou 3 empresas
Impedir que se formem monopólios 
Regular monopólios existentes 
 Estabelecer impostos