A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Queimaduras

Pré-visualização | Página 2 de 2

com menos resistência: 
osso → gordura → tendão → pele → músculo → 
sangue → nervo 
Esses pacientes precisam de reavaliação constante 
e monitorização contínua, pelo risco de 
Insuficiência renal (pela hipermioglobinúria) e dano 
cardíaco. 
 
Cirurgia Thomás R. Campos 
Plástica Medicina – UFOB 
 
Queimadura das vias aéreas 
Ocorre em até 35% dos grandes queimados. Pode ser térmica, por ação direta da chama (acima de 500ºC) 
ou tóxica, como o monóxido de carbono. Nesses casos, ocorre insuficiência respiratória (por conta do 
edema, diminuição do surfactante e da função ciliar) que não é imediata, podendo ocorrer entre 24h e 72h 
depois do acidente. Então, por mais que o cara esteja bem no momento, 03 dias depois ele pode estar já 
fodido. 
O tempo de ligação do CO com a Hb é de 4h, ou seja, é uma ligação bem estável. Por isso, você tem que 
pegar um cateter de 02 a 100% e enfiar no paciente, isso diminui esse tempo de dissociação de 4h para 
30 min. 
O padrão-ouro para diagnóstico de queimadura de via aérea é a broncoscopia. 
O tratamento envolve nebulização com acetilcisteína 20% 3mL + heparina 5000U, além do cuidado com a 
hidratação, porque pode fazer edema agudo de pulmão. Fora isso, deve ser feita intubação orotraqueal 
precoce, independente dos exames de imagem. Lembrar de não usar succinilcolina porque é um BNM, e 
vai liberar muito cálcio no sangue, sendo que o cara já ta fodido com rabdomiólise e a porra toda. 
Ah, e jamais faça antibiótico! A não ser que haja evidência de algum processo infeccioso. Não pode fazer 
profilaticamente. 
 
E quais as evidências de lesão por inalação? 
▪ Dispneia 
▪ Escarro carbonáceo (enegrecido) 
▪ Pelos nasais queimados, queimaduras ao redor da boca 
▪ Rouquidão ou estridor 
▪ Resgate de incêndios em locais fechados 
 
E quais os sintomas, de acordo com o nível de carboxiemoglobina? 
▪ 20: cefaleia pulsátil, dispneia de esforço 
▪ 30: cefaleia, irritabilidade, diminuição da visão 
▪ 40-50: confusão, inconsciência 
▪ 60-70: convulsões, inconsciência 
▪ 80: fatal rapidamente 
 
Suporte nutricional 
De todas as patologias, os casos de queimadura são os que mais precisam de suporte nutricional. 
Existem várias fórmulas, Curreri, Harris Benedict, Toronto, Davies... isso só precisa saber que existe, quem 
faz é o pessoal da nutrição. 
A ingesta deve ser de 30-35 kcal/kg/dia, sendo que 1,3 a 1,9 g/kg/dia devem ser de proteína. Os níveis 
de proteína precisam estar bons, principalmente a albumina, senão o enxerto não pega. 
A nutrição enteral é indicada para pacientes com SCQ > 20%. 
 
 
 
Cirurgia Thomás R. Campos 
Plástica Medicina – UFOB 
 
Infecção de queimadura 
Por definição, a infecção no queimado é quando tem >100.000 UFC/gr em biópsia cutânea. Dentro de 48h 
toda a superfície da queimadura estará contaminada, ainda assim você não faz antibiótico profilático. 
A infecção do tecido queimado é a 1ª causa de morte nos pacientes com queimaduras graves. 
Agentes mais comuns: Estafilococos MRSA, Serratia marcens, Pseudomonas, Enterobacter, Candida... 
 
Balneoterapia 
A balneoterapia é uma forma de tratamento de doenças por meio 
de banhos. É um dos procedimentos mais importantes no 
tratamento dos queimados. 
É executado sob efeito de analgesia e sedação (propofol, cetamina). 
Aí todo dia vai pegar uma escovinha com clorexidina, degerma, tirar 
o tecido necrótico, depois fazer um curativo com terapia tópica. 
Todo dia tem que fazer isso. 
O agente tópico mais usado nos curativos é a sulfadiazina de prata, 
mas deve ser usada somente na fase aguda, pois num quadro 
crônico a sulfadiazina de prata macera o tecido. A sulfadiazina de 
prata também pode causar leucopenia. 
Existem outras alternativas como o nitrato de prata (pode causar metahemoglobinemia rara) e o mafenide 
(pode causar acidose metabólica). 
 
Enxerto 
▪ Cultivo de queratinócitos: você pega 1cm de pele aí com métodos enzimáticos induz a proliferação. 
Depois de 20 dias, aquele 1cm vai ter virado 10 cm. Não tem em todo lugar no Brasil. 
▪ Banco de pele: peles doadas por mortos, são conservadas em glicerol para digerir os materiais 
necróticos. Essa pele aqui não vai integrar, o objetivo aqui é servir como um curativo biológico 
temporário (dura de 05 a 10 dias). Só de cobrir ali já é de grande ajuda para causar menos dor, diminuir 
a perda por transudação, e até ajudar a reepitelização se sobrou ali um bulbo piloso. 
▪ Xenoenxerto: é um enxerto de espécie diferente. Um exemplo é o enxerto de escama do peixe tilápia. Aí 
é o mesmo processo da pele humana, serve somente como barreira mecânica e curativo biológico. A 
diferença aqui é que dura muito menos do que a pele humana (o xenoenxerto dura de 03 a 05 dias). 
▪ Curativo sintético: é uma derme sintética, feita com cartilagem de tubarão. Em queimaduras de 3º grau 
não vai acontecer reepitelização. Aí quando você faz um autoenxerto, a pele fica toda irregular e fica 
horrível. Aí esse curativo sintético se assemelha a uma derme humana, aí você coloca ele e depois 
coloca a pele, e desse jeito o resultado final fica mais bonito.