A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
ANATOMIA DA COLUNA VERTEBRAL

Pré-visualização | Página 1 de 1

Coluna vertebral
ANATOMIA DA COLUNA VERTEBRAL
· Representa o eixo ósseo do corpo 
· Funciona como um pilar de sustentação
· Apesar de sua ótima resistência transfere flexibilidade ao tronco, cabeça e membros
· Protege a medula espinhal e nervos espinhais
· Suporta a maior parte do peso corporal sendo este transferido para os membros inferiores através das articulações sacro-ilíacas e quadris
· Corresponde a 25% do peso corporal
· Esta interligada ao crânio proximamente e a pelve distalmente
· Apresenta nas regiões de maior mobilidade um canal vertebral grande e triangular como na região cervical e lombar
· Nas regiões de pouca mobilidade um canal vertebral pequeno e redondo, como na região torácica
CONSTITUIÇÃO
· cervicais: 7 vértebras
· torácicas: 12 vértebras
· lombares: 5 vértebras
· sacrais: 5 vértebras (discos ossificados)
· cóccix: 3 a 5 vértebras (não apresenta discos)
· corpo vertebral é o responsável para suportar a maior quantidade do peso corporal, por isso seu volume aumenta de cranial para caudal 
· disco intervertebral apresenta constituição fibrocartilaginosa, sendo capaz de absorver aumentos súbitos de pressão e conferir mobilidade entre as vértebras
*perca da altura: desidratação dos líquidos dos discos intervertebrais 
*canal: duas ou mais vértebras, uma sobre a outra
CURVATURAS FISIOLÓGICAS DA COLUNA
· apresenta curvaturas no sentido ântero- posterior (plano sagital) importantes para a manutenção do equilíbrio (cifoses e lordoses)
· as curvaturas ao nascimento apresentam de forma suave e de concavidade anterior - cifose torácica e sacral 
· quando a criança for capaz de sustentar a cabeça começa a surgir a lordose cervical (curva de concavidade posterior)
· quando a criança começa a ficar em pé se inicia a formação da lordose lombar
· as curvas da coluna dorsal e sacral são ditas primárias, pois mantém o formato do nascimento
· as curvas da região cervical e lombar são ditas secundárias, pois se modificam
· escoliose representa uma curva patológica, sendo um desvio lateral da coluna vertebral (plano coronal)
Lordose cervical
Lordose lombar
Cifose sacro coccígena
Cifose torácica
ESTRUTURA DAS VÉRTEBRAS
· estrutura básica: forames vertebrais, corpo vertebral, arco vertebral posterior: par de pedículos, par de lâminas, processos articulares e processo espinhoso. 
· No plano de fusão das lâminas projeta-se o processo espinhoso posteriormente
· no plano de fusão dos pedículos com as lâminas projetam-se três processos adicionais (processo ântero-posterior, ântero-inferior e transverso)
*processo acessório: inconstante
· as facetas articulares e o disco intervertebral compreendem o mecanismo articular da coluna
· face superior e inferior dos pedículos apresentam uma denteação (incisura) formando o forame intervertebral para a passagem do nervo espinhal e vasos
· corpo vertebral: sustentação do peso
· forames vertebrais: contém as meninges, liquor
· arco vertebral posterior: formado pelos pedículos, lâminas e processos transversos, articulares e espinhosos
· lâminas: camada plana do osso, que se unem para formar processo espinhoso
· processo espinhoso: local para fixação de músculos e ligamentos 
· forames intervertebrais: formados por incisuras dos pedículos de vértebras adjacentes
Forame intervertebral
VÉRTEBRAS CERVICAIS
· primeira e segunda: atípicas (atlas e axis)
· atlas
· não apresenta corpo vertebral. Tem a forma de um anel circundando um grande forame vertebral
· nos ângulos laterais tem-se massas laterais interligadas pelos arcos anterior e posterior
· as massas laterais apresentam face articular (fóvea) superior que se articula com o côndilo occipital do crânio
· na parte inferior das massas laterais temos a fóvea inferior para a vértebra inferior
· processo transverso apresenta o forame transverso (só cervicais) para a artéria vertebral 
· medialmente as fóveas temos os tubérculos para a inserção do ligamento transverso do atlas
· no arco anterior temos a faceta articular para o dente do axis
· axis
· serve de eixo para a rotação do atlas, através do dente do axis, sendo essa articulação estabilizada pelo ligamento transverso e alar do atlas
· processo espinhoso bifurcado
· típicas (3º,4º,5º e 6º)
· apresenta forame vertebral triangular e forame transverso. Apresenta uma lordose
· processos espinhosos são curtos e bifurcados
· vertebra C7
· processo espinhoso longo e não bifurcado, conhecido como vertebra proeminente
· forame transverso pode não existir
Forame intervertebral
*formados pelas incisuras dos pedículos superior e inferior
VÉRTEBRAS DORSAL/TORÁCICAS
· corpo vertebral com volume intermediário
· são 12
· articulam-se com os arcos costais do tórax (arcos costais se interliga com as fóveas costais)
· apresenta forame vertebral arredondado – pouca mobilidade
· apresenta uma curvatura no perfil, chamada cifose
· processos espinhosos inclinados inferiormente
· fóveas costais
VERTEBRAS LOMBARES
· são em 5
· são as mais volumosas
· processos espinhosos são curtos e horizontais
· apresentam forame vertebral triangular
· não apresentam fóveas costais
· local frequente de processos degenerativos
· processos mamilares
* rompimento do anel fibroso, causando o extravasamento do núcleo pulposo
OSSO SACRAL
· 5 vertebras
· Apresenta uma base superior larga
· Ápice inferior menor dando um formato triangular
· Promontório sacral