A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
anatomia do periodonto

Pré-visualização | Página 1 de 2

-se caracteriza como um colar que circunda o colo do 
dento no nível da junção cemento-esmalte 
 
 
 
 
-face interna é a mais importante, pois é onde se 
permeia um fluido 
- face interna composto por quatro extratos: camada 
basal, espinhos, granulosa e col 
-lamina basal separa o epitélio do conjuntivo 
-na camada basal ocorrem as divisões celulares para 
que todo o arcabouço aconteça (processos de mitose 
e meiose para a proliferação de células germinativas) 
-camada espinhosa em cima da basal, onde está os 
hemidesmosomos 
-acima da camada espinhosa esta a granulosa 
importante pra gengiva pois é onde há a diferenciação 
de grânulos de querato hialina e melanina 
 -acima da granulosa, estar os epitélios 
queratinizados (camada cornea), camada da 
esfoliação celular 
- epitélio sulcular (sulco gengival): 
-o epitélio sulcular reveste uma estreita fenda entre a 
gengiva livre e o dente conhecida como sulco gengival 
- dentro dessa fenda há um liquido conhecido como 
fluido sulcular/crevicular importante para a 
renovação das células inflamatórias, anticorpos e 
células epiteliais descamadas 
-o epitélio sulcular não é queratinizado, portanto não 
tem camada córnea, fazendo com que as células se 
esfoliem na camada granulosa (células inflamatórias, 
anticorpos e células epiteliais descamadas) 
 
 
 
 
-esse sulco possui profundidade especifica de 0,5mm 
-sendo o sulco gengival histológico 0,5 mm 
-sulco gengival clinico de 2,0 mm 
-é usado a sonda periodontal milimetrada para medir 
a profundidade do sulco periodontal 
-quanto mais saudável o paciente estar menor será a 
profundidade do sulco gengival histológico 
-quando a gengiva estiver inflamada a mesma fica 
vermelho vivo, com edemas e alteração no contorno, 
fazendo com que a profundidade de sondagem seja 
alterada 
-quando maior saúde gengival menor fluido crevicular 
-o sulco gengival clinico possui a medida que deve ser 
respeitada se for feito um processo subgengival 
-o mesmo é a junção do epitélio sulcular e o juncional 
-epitelio sulcular com profundidade (0,5 mm) 
-possui origem a partir da invaginação do epitélio oral 
(erupção dentaria) 
-é um epitélio pavimentoso estratificado não 
ceratinizado (quase toda extensão) 
-por não possuir queratina é mais fácil de ser 
inflamado 
-possui uma alta permeabilidade 
-epitelio juncional: 
-possui 1,5 mm de profundidade 
-tem origem no epitélio reduzido do órgão do esmalte 
-é um epitélio pavimentoso estratificado não 
ceratinizado (delgado) 
-estrutura aderida ao dente 
Anatomia do periodonto 
 
-face externa: epitélio oral 
-face interna: epitélio sulcular 
-epitelio juncional 
 
-turnover celular: processo de renovação celular que 
começa na camada basal 
-responsável pela aderência epitelial 
(hemidesmossomos e fibras gengivais agarram e 
puxam o decido para ficar aderido ao dente) 
-quando ocorre um processo infeccioso há uma 
desorganização bacteriana fazendo com que a 
renovação celular fique incapacitada de acontecer. 
Fazendo com que haja uma renovação das células 
bacterianas, prejudicando a aderência 
-aderência epitelial: mecanismo de adesão do epitélio 
juncional ao dente 
-se adere ao esmalte (+ comum), cemento radicular, 
dentina radicular e material restaurador 
-a sondagem clinica não compromete a aderência 
epitelial 
-feixes espessos de fibras colágenas (fibras principais 
da gengiva): 
-estão localizadas no periodonto de proteção, 
protegenndo o dente da injurias facilitando o 
processo de aderencia gengival dividida em seis 
grupos: 
-grupo de fibras dentogengivais: liga o dente a gengiva 
-grupo de fibras dentoperiosteais: ligam o dente ao 
periosteo 
-grupo de fibras alveologengivais (da crista alveolar): 
ligam o alvéolo a gengiva 
-grupo de fibras circulares: circulam o dente 
-grupo de fibras interpapilares: ligam o dente de uma 
papila a outra 
-grupo de fibras transeptais (interdentárias ou dento 
dentárias): ligam o cemento ao inicio do periosteo, no 
caso a crista óssea 
-essas fibras junto com o epitélio juncional formam a 
união dentojuncional 
Papila interdentaria: 
-porção da gengiva livre localizada entre dois dentes 
vizinhos 
-possui formato piramidal que depende de dois 
aspectos, sendo ele a crista alveolar e presença de 
ponto de contato 
-área de “col”: concavidade abaixo da superfície de 
contato (papilas Vestibular e Lingual) dos pré-molares 
e molares 
-revestida por um epitélio delgado, espongiótico e 
não ceratinizado (epitelio juncional) 
-é facilmente machucavel e contaminada por 
bactérias 
-essa área é proporcional ao tamanho do ponto de 
contato 
-é composto pelo ligamento periodontal, cemento 
radicular e osso alveolar 
-tem função de sustentação do dente 
-possui origem no folículo dentário e são formadas a 
partir da formação da dentina radicular e a presença 
da bainha epitelial de hertwig 
-ligamento periodontal: 
-tecido conjuntivo frouxo, não mineralizado, 
altamentamente vascularizado e inervado 
-composto feixes espessos de fibras colágenas (fibras 
principais do ligamento periodontal) 
-ligamento periodontal estar entre o osso alveolar e 
cemento radicular 
-é constituído por: 
-células: fibroblastos, células ectomesenquimais 
indiferenciadas, restos epiteliais de malassez, 
cementoblastos, odontoblastos, osteoblastos e 
osteoclastos 
-grupo de celular que ajuda a repovoar a camada do 
epitélio juncional que fica repleta de células 
inflamatórias 
-as células se diferenciam de acordo com a sua 
demanda funcional 
-o periodonto cicatriza por reparação 
-também é constituído por matriz extracelular 
composta por fibras principais do ligamento 
periodontal, fibras secundárias do ligamento 
periodontal (fibras oxitalânicas) e substância 
fundamental amorfa 
-vasos e nervos 
-morfologia das células: 
-fibroblastos: é alongada e fusiforme, disposta em 
longo eixo paralelo aos feixes das fibras colágenas 
-tem função de formação e destruição das fibras 
colágenas, capacidade contratil e migratória 
(desenvolvimento, movimento e reparação do 
ligamento periodontal) 
-restos epiteliais de malassez: grupos de celulas 
epiteliais: desintegração da banha epitelia de hertwig 
-localizado próximo ao cemento 
-possui origem em cisto periodontal lateral (terço 
médio ou cervical) 
-cisto radicular (terço apical) 
-matriz extracelular: 
Fibras principais do ligamento periodontal: 
responsável pela sustentação do dente no alvéolo 
 -composta pelos grupos de fibras da crista alveolar, 
grupo de fibras horizontais, grupo de fibras obliquas, 
grupo de fibras apicais, grupo de fibras inter-
radiculares 
-associada a essas fibras está as fibras de sharpey, que 
são porções mineralizadas localizadas na extremidade 
do ligamento periodontal 
-possui a mesma função do ligamento periodontal 
-fibras secundarias do ligamento periodontal: 
-fibras oxitalanicas 
-são fibras de estrutura elástica 
-distribuidas entre as fibrilas e fibras colágenas 
-tem como função principal a regulação do fluxo 
sanguíneo em relação aos vasos sanguineos 
-substância fundamental amorfa: 
-composta por proteoglicanos, glicosaminoglicanos, 
glicoproteinas, alguns lipídios e grande quantidade de 
água 
-tem função de amortecimento das forças 
mastigatórias 
-dentro das funções do ligamento há as funções 
físicas, formadora, sensorial e nutritiva 
-fisicas: promover articulação entre o dente e o 
alveolo, amortecer as forças mastigatórias 
-formadora: síntese de tecido osseo e cemento 
-sensorial: receptores proprioceptivos 
-nutritiva: irrigação sanguinea (cemento e osso 
alveolar) 
-estuturação final do ligamento após o termino da 
erupção dentaria 
-tecido conjuntivo mineralizado especializado 
(recobre a dentina radicular e pequenas porções do 
esmalte) 
-possui função de inserção das fibras do ligamento 
periodontal