A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
biofilme dental

Pré-visualização | Página 1 de 1

-fator etiológico primário das doenças periodontais 
-a microbiota periodontal é extremamente complexa. 
Uma vez que esta afeta o hospedeiro, o ambiente oral 
e o tratamento periodontal, torna-se necessário um 
profundo conhecimento sobre a microbiologia 
periodontal 
-o biofilme cariogenico tem bactérias principalmente 
gram positivas (streptococcus, actinomyces) 
-a medida que o biofilme periopatogenico vai 
amadurecendo a microbiota vai ser tornando gram 
negativa 
-as bolsas periodontais possui pouco suporte de 
oxigênio sendo colonizadas por bactérias gram 
negativas (estritas e facultativas) 
-dentro do biofilme as bactérias aderem aos tecidos 
moles e duros 
-se aderindo em: 
 
 
 
 
 
 
-quanto mais fatores de retenção maior possibilidade 
de proliferação na cavidade bucal 
-placa bacteriana: é um deposito firmemente aderido aos 
dentes não podendo ser removido por jato de ar ou 
água. Apenas através de força mecânica 
-biofilme bacteriano: comunidades bacterianas que se 
estabelecem em ambientes úmidos e se formam a 
partir de um mútuo benefício possivelmente 
decorrente de uma adaptação evolutiva na sua 
 
 
 
 
relação com o meio circundante: no caso do biofilme 
dental, a cavidade oral e o hospedeiro 
-calculo: depósitos amarelados formados a partir da 
mineralização da placa bacteriana 
-placa mineralizada se configura como calculo dental, 
podendo ser supragengival, subgengival (mais 
inegrecido) 
-a coloração do calculo ta relacionada ao sangue, 
fluido crevicular, exudato purulento, justificando as 
nuances de cor 
-o biofilme é composto por células microbianas 
encaixadas dentro de uma matriz de substâncias 
poliméricas extracelulares como polissacarídeos, 
proteínas e ácidos nucléicos 
-a matriz advém de restos alimentares, salivação, 
pequenas partículas que se formam na região 
iniciando a formação do biofilme 
-costituição: 
-o biofilme é constituído por constituintes orgânicos e 
inorgânicos 
-sendo os orgânicos: polissacarídeos, glicoproteínas, 
proteínas, lipídios 
-inorgânicos: cálcio, fósforo, sódio, potássio, flúor 
-caracteristicas do biofilme: 
-heterogeneidade de espécies 
-sistema de comunicação (quorum sensing)= 
comunicação entre as bactérias 
-resistente ao controle antimicrobiano 
-formação do biofilme: 
-através de fases, sendo a primeira o substrato limpo, 
seguida da adsorção molecular, microrganismos 
Biofilme dental 
 
áreas intraorais, supragegivais, em 
superfícies duras 
-bolsas periodontais e periimplatares 
-epitélio bucal, palatino e assoalho bucal 
-dorso da língua 
-amígdalas 
-saliva 
 
isolados, multiplicação e adsorção seqüencial de 
microrganismos 
-fase 1: ligação: 
-adesão de um pequeno número de células a uma 
superfície sólida apropriada 
-fase 2 e 3: colonização: 
-(comunicação intercelular, crescimento e síntese de 
polissacarídeos) 
-fase 4: desenvolvimento: (aumento do crescimento e 
de polissacarídeos) 
-placa dental- localização: 
-pode ser supragengival ou placa subgengival 
-placas- classificação: 
-pode ser inespecífica e especifica 
-inespecifica: grande quantidade de biofilme com 
bactérias pouco ofensivas a estrutura dental 
-especifica: pouca quantidade de biofilme com bactérias 
altamente ofensivas 
-formação da película adquirida começando o 
processo de adesão aderência e fixação, as adesinas 
como recptor na película adquirida 
-colonizadores primários: 
 
 
 
 
 
 
-a maturação da placa dental ocorre com o aumento 
do numero das gram – 
-na colonização inicial há um amontoado de bactérias 
com grande variedade 
-após a colonização inicial outras bactérias vão 
chegando para se aderir ao biofilme conhecidas como 
colonizadores tardios ou secundários 
-virulencia bacteriana (inicio de um processo 
inflamatorio): 
-o biofilme supragengival induz o processo 
inflamatório a partir da formação de um edema 
gengival aglomerando mais biofilme causando uma 
mudança no microambiente gengival com 
predominância de bactérias gram- 
-a partir da maior predominância de bactérias gram – 
há a maior produção de mediadores inflamatórios 
-invasão de células endoteliais 
-ativação de monócitos e macrófagos 
-coagregação bacteriana 
-piramide bacteriana de socransky (1999): dividiu as bactérias em 
extratos dispostos em um pirâmide, onde a base da 
pirâmide são os o colonizadores iniciais 
 
 
-quando pior o estagio de doença periodontal, mas 
diferente e maduro vai ficando o biofilme (mais 
patogênico), com mais bactérias gram negativas 
-quanto maior a profundidade de sondagem, mais 
maduro está o biofilme 
-streptococcus 
-haemophilus 
-neisseria 
-actinomyces 
-veillonella 
-quanto menos oxigênio, mais rápido as bactérias 
chegam e se aderem ao biofilme 
-o extrato vermelho da pirâmide é composto por três 
bactérias, consideradas as mais patogênicas 
-aggregatibacter actinomycetemcomitans: 
bastonete pequeno, imóvel, sacarolítico, gram- que 
forma pequenas colônias 
-leucotoxinas (toxina patogênica capaz de destruir 
tecido conjuntivo) 
-invasão de células endoteliais 
-induz a morte por apoptose 
-porphyromonas gingivalis: 
-principal bactéria associada a endocardite bacteriana 
por conseguir ficar aderidas as paredes epiteliais 
através das fimbrias 
-são bastonetes anaeróbio, imóvel, assacarolítico, 
gram- que forma pigmentos negros (BPPN); 
-invasão de células endoteliais-fímbrias 
-tannerella forsythia e treponema denticola: 
-bastonete pleomórfico, anaeróbio, fusiforme, gram- 
-induz a morte por apoptose 
-aumenta a expressão de citocinas pró-inflamatorias, 
PGE2, MMP