A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Pteridófitas

Pré-visualização | Página 1 de 1

Pteridófitas
- grupo das pteridófitas inclui plantas que possuem vasos condutores de seiva, mas não apresentam sementes.
- surgiram a aproximadamente 425 milhões de anos atrás. 
- estão divididas em: psilophyta, artrophyta, pterophyta, lycophyta.
- foram as primeiras plantas vasculares a possuírem um sistema de condução eficientes de seivas (bruta e elaborada): xilema e floema. 
DIVERSIDADE:
DIVISÃO PSILOPHYTA:
- Caule clorofilado e ramificado com apêndices em formas de escamas.
- Apresentam rizóides (característica primitiva no reino Plantae)
- Ausência de sistema foliar desenvolvido
- Poucos representantes: Psilotum e Tmesipteris.
DIVISÃO ARTHOPHYTA (SPHENOPHYTA):
- Caule articulado e folhas pouco desenvolvidas.
- Pequeno porte
- Pouco disseminadas
- Poucos representantes: Equisetum.
DIVISÃO PTEROPHYTA:
- Folhas desenvolvidas
- Pode atingir até 20m de altura
- Encontradas em florestas tropicais
- Representantes terrestres: samambaias, avencas
- Representantes aquáticos: salvinia, azolla
- Esporângios ficam localizados na superfície inferior das folhas: soros
- Soros podem apresentar uma estrutura de proteção: indúsio.
DIVISÃO LYCOPHYTA:
- Folhas especiais: esporofilos
- Comumente encontradas em matas tropicais e regiões áridas
- São heterosporadas.
REPRODUÇÃO:
REPRODUÇÃO ASSEXUADA:
- Brotamento: gemas localizadas no rizoma formam raízes e folhas, que poderão originar plantas independentes.
REPRODUÇÃO SEXUADA: 
- Promove variabilidade genética
- Face inferior das folhas contém soros
- Esporos caem em substrato adequado e por mitoses sucessivas formam o gametófito cordiforme bissexuado
- O esporófito jovem é dependente do gametófito, mas logo o esporófito começa a realizar fotossíntese e se enraizar, tornando-se duradouro e dominante.