A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Vascularização do Membro Superior

Pré-visualização | Página 1 de 1

VASCULARIZAÇÃO DO MEMBRO SUPERIOR
EVEN E. MOL
DISCIPLINA DE ANATOMIA
PONTA GROSSA 2012
Ramos originados da A. SUBCLÁVIA
A. AXILAR
A. BRAQUIAL
A. RADIAL
A. ULNAR
ARCO PALMAR SUPERFICIAL
ARCO PALMAR PROFUNDO
REDE DORSAL
VASCULARIZAÇÃO ARTERIAL
ARTÉRIA SUBCLÁVIA
ARTÉRIA AXILAR
ARTÉRIA AXILAR
Ramos: 
 - A. Torácica sup.
 - A. Toracoacromial 
 - A. Torácica Lateral
 - A. Subescapular
 - A. Circunflexa ant. do 
 Úmero
 - A. Circunflexa post. do
 Úmero
1ª parte
2ª parte
3ª parte 
1ª parte
A.Torácica superior
Inferior ao M. subclávio
Supre: M. subclávio, Mm. Peitorais, alças superiores do M. serrátil anterior e Mm. No 1º e 2° espaços intercostais
Anastomosa-se com Aa. Intercostais e/ou torácica interna
2ª parte
Toracoacromial
Curta
Penetra a fáscia clavipeitoral
Ramos: - clavicular
 - acromial
 - deltóide
 - peitoral
Torácica lateral
Origem variável
Margem lat. Do M. peitoral menor até a parede torácica
Supre: Mm. Peitorais, serrátil anterior e intercostal, linfonodos axilares e face lateral da mama
3ª parte
A. Subescapular
Maior ramo
Principal suprimento p/ parede post. da axila
Segue a margem inf. Do M. subescapular
Ramos: - A. toracodorsal
 - A. circunflexa da escápula
A. Circunflexa ant. do úmero
A. Circunflexa post. do úmero
Curva-se sobre a margem lateral da escápula, passando p/ a região posterior. Participa de anastomoses ao redor da escápula com a ramos da artéria supra-escapular e da dorsal da escáupa. A artéria circunflexa anterior do úmero é menor e tbm participa de anastomoses. A artéria circunflexa posterior do úmero é maior e tbm faz anastomoses. 
9
A artérica toracodorsal segue até o ângulo inf. Da escápula e supre os músculos adjacentes, principalmente o latíssimo do dorso.
10
ARTÉRIA BRAQUIAL
ARTÉRIA BRAQUIAL
*nervo mediano
Ramos:
A. braquial profunda
A. colateral ulnar superior
A. colateral ulnar inferior
Ramos musculares
A. nutrícia para o úmero
ARTÉRIA BRAQUIAL
Maior ramo
Acompanha Nervo radial
Ramos: - A. colateral média
 - A. colateral radial
Artéria braquial profunda
ARTÉRIAL RADIAL
Relações:
 - sob o M. Braquiorradial
 - M. FCSD
 - M. FLP
 - tendão do M. FRC (pulso radial)
 - Ramo Superficial do N. Radial
Ramos no Antebraço:
 - A. Recorrente radial (ramo prof. N. radial)
 - Ramo palmar superficial
 - Ramo carpal palmar
 
ARTÉRIAL RADIAL
Na Mão:
 - curva dorsalmente ao redor do escafóide
 - cruza o assoalho da tabaqueira anatômica
 - ramo carpal dorsal
 - passa p/ palma da mão
 - anastomose com ramo profundo da A. ulnarARCO PALMAR PROFUNDO
 
ARTÉRIA ULNAR
Mais calibrosa
Relações: 
 -Sob FRC, PL, FCSD 
 - Sobre FCPD 
 - N. Ulnar; osso pisiforme; FUC
Ramos no Antebraço:
 -Recorrente Ulnar Ant.
 -Recorrente Ulnar Post.
 - A. Interóssea Comum
 - Ramos Musculares
Rec. Ulnar anterior
Rec. Ulnar posterior
A. Interóssea comum
Interósse ant.
A. Interóssea post
A. Interóssea ant.
18
ARTÉRIA ULNAR
Na MÃO:
 - passa anteriormente ao retináculo dos Mm. Flexores
 - entre pisiforme e hâmulo do hamato-ramo profundo(túnel ulnar ou loja de Guyon)
 - 2 ramos terminais
Ramo palmar profundo
Arco palmar superficial
20
REDE ARTERIAL DO COTOVELO
Arco Periepicondilar Medial:
 - A. Colateral Ulnar Sup. (B.)
 - A. Recorrente Ulnar Post. (U.)
 -A. Colateral Ulnar Inf.(B)
 -A. Recorrente Ulnar Ant. (U)
 
 
Post.
Ant.
Ant.
Post.
Arco Periepicondilar Lateral
 - A. Colateral Média (B.P.)
 - A. Recorrente Interóssea (IP)
 -A. Colateral Radial (B.P.) 
 -A. Recorrente Radial (R) 
VASCULARIZAÇÃO ARTERIAL DA MÃO
-A. radial, A. ulnar e seus ramos (muitas ramificações e anastomoses)
ARCO PALMAR PROFUNDO
ARCO PALMAR SUPERFICIAL
REDE DORSAL
ARCO PALMAR PROFUNDO
 A. RADIAL
 +
 RAMO PALMAR PROFUNDO 
 DA A. ULNAR
3 Aa. METACARPAIS 
 PALMARES
e A. PRINCIPAL DO POLEGAR
*A. radial do indicador
O arco palmar profundo está em contato com as bases dos metacarpos
23
ARCO PALMAR SUPERFICIAL
 A. ULNAR
 +
 RAMO PALMAR SUPERFICIAL DA 
A. RADIAL
ARTÉRIAS DIGITAIS PALMARES PRÓPRIAS
3 Aa. DIGITAIS PALMARES COMUNS
REDE DORSAL
RAMO CARPAL DORSAL DA A. ULNAR
+
RAMO CARPAL DORSAL DA A. RADIAL
Aa. METACARPAIS DORSAIS
DRENAGEM VENOSA
TIPOS:
SUPERFICIAL
PROFUNDA
HÁ MAIS VALVULAS NAS PROFUNDAS Q NAS SUPERFICIAIS .
As veias são divididas em dois sistemas, um superficial e um profundo. Comunicando esses dois sistemas encontramos as veias perfurantes.
As veias superficiais localizam-se sob o tecido conjuntivo subcutâneo . Tratam-se de veias solitárias.
As veias profundas normalmente são compostas por duas veias satélites anastomosando-se por entre as artérias. Segue a mesma ramificação arterial. 
No membro superior, podemos encontrar as veias satélites na mão, antebraço e braço, existindo portanto 2 veias para cada artéria na mão, 2 veias radiais, 2 veias ulnares e 2 veias braquiais, mas há somente 1 veia axilar, que é formada pela união das veias braquiais unem-se para formar a veia axilar, que vai receber parte da drenagem venosa superficial através das veias cefálica e basílica.
26
VEIA CEFÁLICA
Origem: face lateral do dorso da mão
No cotovelo: comunica-se com a veia intermédia do cotovelo
Entre Mm. Deltóide e peitoral maior (sulco deltopeitoral)
Termina na V. axilar
DRENAGEM VENOSA SUPERFICIAL
27
VEIA BASÍLICA
Origem: face medial do dorso da mão
No cotovelo: comunica-se com a V. intermédia do cotovelo
Perfura fáscia do braço no 1/3 médio
Une-se com as veias braquiais p/ formar a veia axilar
DRENAGEM VENOSA SUPERFICIAL
28
Origem: rede venosa palmar
Ascende no meio da face anterior do antebraço
Comunica –se com as veias cefálica e basílica a nível da fosse cubital
DRENAGEM VENOSA SUPERFICIAL
VEIA INTERMÉDIA DO COTOVELO
30
V. AXILAR
Vv. BRAQUIAIS
Vv. RADIAIS
Vv. ULNARES
DRENAGEM VENOSA PROFUNDA
VARIAÇÕES ANATÔMICAS
Artéria Braquial originando a A. Interóssea Comum e A. Radial
 Origem alta da A. Radial como um 
 ramo colateral da A. Axilar
A. axilar
A. braquial
n. mediano
A. radial
GRAY, H. Anatomia. 29 ed. Rio de Janeiro; Guanabara Koogan, 1988.
MOORE, K-L.; DALEY, A. F. Anatomia: orientada para a clínica 4ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001.
NETTER, F. Atlas de Anatomia Humana. Porto Alegre: Artmed, 1998. 
REFERÊNCIAS