A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Guia prático para o diagnóstico de Tuberculose

Pré-visualização | Página 1 de 1

Tuberculose - diagnóstico
Para o diagnóstico indireto da tuberculose, são utilizados testes alergicos de
tuberculinização intradérmica em bovinos e bubalinos identificados
individualmente, com idade igual ou superior a seis semanas. O diagnóstico
inicial é feito por meio de testes de triagem, como o Prega Caudal e Cervical
Simples. Com base no resultado obtido nos testes de triagem, o animal será
submetido a um Teste de Cervical Comparativo, tido como teste confirmatório
para o diagnóstico de Tuberculose em bovinos e bubalinos.
Prega caudal
- É realizada a inoculação intradérmica de tuberculina PPD bovina a 0,1ml, 6 a
10cm da base da cauda;
- A leitura dos resultados é feita após 72h, comparando-se a prega inoculada
com a prega oposta;
- Qualquer aumento de espessura na prega inoculada classificará o animal
como reagente;
- Animais reagentes podem ser submetidos ao Teste Cervical Comparativo em
um intervalo de 60 a 90 dias.
Cervical simples
- É realizada a inoculação intradérmica de tuberculina PPD bovina a 0,1ml;
- A inoculação é feita na região cervical ou região escapular, na pele é
realizada a tricotomia e medição antes da inoculação;
- Após 72h é realizada uma nova medição no local de inoculação;
- Realiza-se um cálculo matemático para identificar se houve aumento da
espessura da pele, onde:
∆B = B72 - B0
- Os resultados serão obtidos de acordo com a tabela abaixo:
Tabela de interpretação do teste cervical simples em bovinos
∆B Sensibilidade Consistência Outras
alterações
Interpretação
0 a 1,9 - - - negativo
2,0 a 3,9 pouca dor endurecida delimitada inconclusivo
2,0 a 3,9 muita dor macia exsudato,
necrose
positivo
≥4,0 - - - positivo
- Animais inconclusivos e positivos podem ser submetidos ao Teste Cervical
Comparativo em um intervalo de 60 a 90 dias.
@karen.alexaandra
Cervical Comparativo
- É realizada a inoculação de 0,1ml de PPD aviária e PPD bovina por via
intradérmica na região cervical e escapular, a uma distância de 15 a 20 cm;
- Sendo a PPD aviária inoculada sempre cranialmente e a PPD bovina
caudalmente;
- A inoculação deve ser realizada no mesmo lado em todos os animais,
padronizando os testes;
- No local da pele é realizada a tricotomia e medição da pele antes da
inoculação;
- Após 72h é realizada uma nova medição nos locais de inoculação;
- Realiza-se um cálculo matemático para identificar se houve aumento da
espessura da pele, onde:
∆B = B72 - B0
∆A = A72 - A0
∆B - ∆A
- Os resultados serão obtidos de acordo com a tabela abaixo:
Tabela de interpretação do teste cervical simples em bovinos
∆B - ∆A Interpretação
≤ 1,9 negativo
2,0 A 3,9 inconclusivo
≥4,0 positivo
- Animais inconclusivos ao teste podem ser submetidos a um segundo teste
cervical comparativo em um intervalo de 60 a 90 dias;
- Animais que apresentarem dois resultados inconclusivos serão classificados
como positivos.
@karen.alexaandra
Referências:
PNCEBT. Instrução Normativa SDA n°10, de 3 de Março de 2017. Ministério da Agricultura, Pecuária e
Abastecimento. Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e da Tuberculose Animal - PNCEBT.
Disponível em:
<https://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/19124587/do1-2017%E2%80%9306-20-i
nstrucao-normativa-n-10-de-3-de-marco-de-2017%E2%80%9319124353>. Acesso em: 27 mai. 2021.