A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Membrana plasmática- resumo

Pré-visualização | Página 1 de 1

NEUROFISIOLOGIA
Membrana plasmática
É uma estrutura celular que atua delimitando as células, separando o interior celular do ambiente externo celular e funciona como uma barreira que seleciona o que entra e o que sai. Ela é composta por uma camada dupla de fosfolipídios, na qual encontramos proteínas inseridas.
É formada principalmente por:
Lipídios: atua garantindo a estrutura da membrana.
Proteínas: estão relacionadas com as principais unções desempenhadas por essa estrutura celular.
Fosfolipídios: apresentam bicamada com uma região hidrofílica, que é voltada para as duas superfícies da membrana, e a região hidrofóbica, que é voltada para o centro da membrana.
Obs.: também são encontrados glicolipídios e colesterol
As proteínas estão incrustadas na bicamada, podendo serem inseridas totalmente ou parcialmente na bicamada sendo que algumas funcionam como canais para passagem de substâncias. 
Característica da membrana plasmática:
· Ela é constitua também pelo modelo do mosaico fluido
Mosaico: pois é constituída por uma série de proteínas inseridas ...na bicamada lipídica.
Fluido: pois seus componentes são capazes de se movimentarem pelas estruturas.
· As duas faces da membrana são diferentes:
Na parte externa da membrana, observa-se uma região mal delimitada chamada glicocálice essa camada é rica em carboidratos e está relacionada com alguns processos, como o reconhecimento e união entre células
Proteínas presentes na membrana:
Desempenham funções como: 
· Transporte de substancias;
· Comunicação entre as células vizinha:
· Atividades enzimáticas.
Proteínas Integrais: penetram na bicamada lipídica, outras atravessam completamente a membrana, as chamadas proteínas transmembrana, que pode atravessar a membrana uma ou várias vezes.
Proteínas periféricas: não penetram a membrana, estão conectadas de modo fraco.
Funções da membrana plasmática:
· Definir os limites da celula
· Garantir a proteção das estruturas da célula
· Permitir que as diferenças entre o meio externo e o meio interno sejam mantidas
· Selecionar o que entra e o que sai da célula- permeabilidade seletiva
· Conseguir captar sinais externos 
Transporte pela membrana:
Transporte passivo: quando não envolve gasto de energia
· Difusão simples: movimento de uma substância do meio mais concentrado para o menos concentrado.
· Difusão facilitada: transferência de substancia com ajuda de proteínas carregadoras.
· Osmose: difusão do solvente pela membrana permeável do meio menos concentrado para o meio mais concentrado.
Transporte ativo: quando ocorre gasto de energia
· Bomba de sódio-potássio: ocorre o bombeamento de íons contra o gradiente de concentração, o bombeamento de sódio para fora da célula e de potássio para dentro da célula.
Bomba de sódio- potássio
A concentração de sódio é maior fora da célula, enquanto a de potássio é maior dentro da célula e a manutenção dessas concentrações é feita pelas proteínas, que capturam os íons sódio (Na+) no citoplasma e bombeia-os para fora das células. Fora das células as proteínas capturam os íons potássio (K+) e os bobeiam para dentro da célula.
A bomba de sódio-potássio é responsável pelo transporte ativo e continuo de íons sódio e potássio e está diretamente ligada aos processos de concentração muscular e condução de impulsos nervosos, além de facilitar a penetração de aminoácidos e açucares. A manutenção da concentração de potássio no meio intracelular é importante para a síntese de proteínas e respiração, e o bombeamento de sódio para fora da célula permite a manutenção do equilíbrio osmótico além disso através deste transporte ocorre a estabilidade do volume celular e a concentração de água no meio intracelular.