A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Agravo Interno

Pré-visualização | Página 1 de 1

@dicasjuridicas.val 
Agravo interno. 
Será o recurso cabível para a parte discordar de uma decisão proferida de forma 
monocrática pelo relator. O objetivo dessa demanda é levar o recurso para o colegiado. 
Quem profere essas decisões são dos desembargadores ou ministros. 
Quando será possível um julgamento monocrático em um recurso? 
Art. 932 IV e V CPC. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Vou dirigir meu recurso para: 
 
 
 
 
 
 
Aspectos processuais. 
Art. 1003 §5 CPC + 212/219 CPC: prazo 
Não tem preparo, porque o recurso não sai do tribunal. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Poderá de forma monocrática quando o relator: 
 
Negar o provimento. 
 
Quando o recurso for contrario as 
súmulas do STF ou STJ. 
 
Poderá de forma monocrática quando o relator: 
 
Der o provimento. 
 
Quando a decisão do recurso for 
contraria as súmulas do STF ou 
STJ. 
 
Folha de rosto 
Irá para o Relator 
Art. 1021 §2 CPC 
 
Folha das razões 
Irá para o Colegiado 
(câmara ou turma) 
Onde esta vinculado o Relator. 
 
@dicasjuridicas.val 
 
 
Estrutura. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Peças Processuais 
Folha de rosto (não escreve isso) 
Endereçamento: 
Artigo. 1021 CPC 
Relator. 
Autos do processo nº .... 
Qualificação do Agravante. 319 II CPC 
Fundamento da Peça 
Art, 1021 CPC 
Nome da Peça . 
Interpor >Agravo interno. 
 
Em face da decisão proferida nos autor do processo nº ... em que litiga contra o 
Qualificação do agravado (ente competente) Art. 319 I, CPC neste ato 
representado por seu representante legal Art. 75 CPC. 
 
Pedidos. 
Local ... Data ... 
Advogado... OAB .... 
 
Razões Recursais. 
Egrégio tribunal de Justiça do Estado ... ou Tribunal Federal da ... Região. 
(STF/STJ) 
Douto desembargadores 
Ilustre Relator 
 
Cabimento e tempestividade . 
Art. 1021 CPC 
Art. 1003 §5 CPC, 212/219 CPC 
Fatos 
Razões de reforma (porque não pode julgar de forma monocrática.) 
 
Pedidos 
Local ... Data ... 
Advogado... OAB .... 
 
A) Admissibilidade do recurso visto que é 
tempestivo. 
B) Caso não haja retratação que o recurso 
seja enviado ao colegiado para dar 
provimento. 
C) custas + honorários 
 
A) Retratação do Relator. Art. 1021 §2 CPC 
B) intimação da parte contraria para contrarrazoar. Art. 
1021 §1 CPC 212/219 CPC 
 
@dicasjuridicas.val 
Exame XVIII 2016 
O Município Beta instituiu por meio de lei complementar, publicada em 28 de dezembro de 
2012, Taxa de Iluminação Pública (TIP). A lei complementar previa que os proprietários de 
imóveis em áreas do Município Beta, que contassem com iluminação pública, seriam os 
contribuintes do tributo. O novo tributo incidiria uma única vez ao ano, em janeiro, à alíquota de 
0,5%, e a base de cálculo seria o valor venal do imóvel, utilizado para o cálculo do Imposto 
sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) lançado no exercício anterior. Fulano 
de Tal, proprietário de imóvel servido por iluminação pública no Município Beta, recebeu em 
sua residência, no início de janeiro de 2013, o boleto de cobrança da TIP relativo àquele 
exercício (2013), no valor de 0,5% do valor venal do imóvel, utilizado como base de cálculo do 
IPTU lançado no exercício de 2012 – tudo em conformidade com o previsto na lei 
complementar municipal instituidora da TIP. O tributo não foi recolhido e Fulano de Tal 
contratou advogado para ajuizar ação anulatória do débito fiscal. A despeito dos bons 
fundamentos em favor de Fulano de Tal, sua ação anulatória foi julgada improcedente. A 
apelação interposta foi admitida na primeira instância e regularmente processada, sendo os 
autos encaminhados ao Tribunal de Justiça após a apresentação da resposta ao apelo por 
parte da Procuradoria Municipal. No Tribunal, os autos foram distribuídos ao Desembargador 
Relator, que negou seguimento à apelação sob o equivocado fundamento de que o recurso era 
manifestamente improcedente. Não há, na decisão monocrática do Desembargador Relator, 
qualquer obscuridade, contradição ou omissão que justifique a interposição de Embargos de 
Declaração. Elabore a peça processual adequada ao reexame da matéria no âmbito do próprio 
Tribunal de Justiça, indicando o prazo legal para a interposição do recurso e os fundamentos 
que revelam a(s) inconstitucionalidade(s) da TIP. (Valor: 5,00) Obs.: A peça deve abranger 
todos os fundamentos de Direito que possam ser utilizados para dar respaldo à pretensão. A 
simples menção ou transcrição do dispositivo legal não pontua. 
Endereçamento: Douto Desembargador 
Relator . 
Autos do processo nº .... 
Qualificação do Agravante. Fulano de tal 
Fundamento da Peça Art, 1021 CPC 
Interpor >Agravo Interno. 
 
Em face da decisão proferida nos autor do 
processo nº ... em que litiga contra o 
Município Beta Art. 319 I, CPC neste ato 
representado por seu representante legal 
Art. 75 CPC. 
 
Pedidos. 
A) Retratação do Relator. Art. 1021 §2 CPC 
B) intimação da parte contraria para 
contrarrazoar. Art. 1021 §1 CPC 212/219 CPC 
 
Local ... Data ... 
Advogado... OAB .... 
 
Razões Recursais. 
Egrégio tribunal de Justiça do Estado ... ou Tribunal 
Federal da ... Região. 
Douto desembargadores 
Ilustre Relator 
 
Cabimento e tempestividade . Art. 1021 CPC Art. 1003 
§5 CPC, 212/219 CPC 
Fatos 
Razões de reforma 
A inconstitucionalidade da TIP está pacificada pelo STF , 
conforme Súmula nº 670 (e/ou Súmula Vinculante nº 41). OU O 
serviço de iluminação pública não é específico e/ou divisível , 
violando, assim, o Art. 
Taxa não pode ter base de cálculo própria de imposto (e, no caso 
concreto, a base de cálculo da TIP é o valor venal utilizado para 
lançamento do próprio IPTU) – Art. 145, § 2º, da CRFB/88. 
A exigência da TIP, já em janeiro de 2013, viola o princípio da 
anterioridade nonagesimal (ou noventena, também chamada de 
anterioridade mitigada e espera nonagesimal) – Art. 150, III, c, da 
CRFB/88. 
Pedidos 
 
Local ... Data ...Advogado... OAB .... 
A) Admissibilidade do recurso visto que é tempestivo. 
B) Caso não haja retratação que o recurso seja enviado ao colegiado para dar provimento. 
C) custas + honorários