A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
Questões Cruzadas e Renascimento Comercial e Urbano

Pré-visualização | Página 1 de 3

EXERCÍCIOS: 
 CRUZADAS E RENASCIMENTO COMERCIAL E URBANO 
 
Questão 01 - (UNITAU SP) 
Leia o trecho do texto Annales Herbipolensis, de autor anônimo, do início do século XII: 
“E não [foram às cruzadas] apenas homens da plebe, mas também reis, duques, marqueses e outros 
poderosos deste mundo, acreditando assim que prestavam serviço a Deus. [...] Porém, as intenções destas 
várias pessoas eram diferentes. Algumas, na realidade, ávidas de novidades, iam para saber coisas novas sobre 
as terras. Outras eram levadas pela pobreza, por estarem em situação difícil em sua casa; estes homens foram 
combater não apenas os inimigos da Cruz de Cristo, mas mesmo os amigos do nome cristão, onde quer que 
vissem a oportunidade de aliviar a sua pobreza”. 
PEDRERO-SANCHEZ, M. G. Histórias da Idade Média: textos e testemunhas. São Paulo: Ed. da Unesp, p. 86. 
Sobre as cruzadas, é CORRETO afirmar: 
a) Diferentes personagens participaram do movimento das cruzadas, mas pode-se afirmar que os nobres 
iam para as batalhas em busca de riqueza e de terras no Oriente Médio. 
b) O movimento cruzadista é um exemplo das relações entre nobreza e Igreja, segundo as quais a primeira 
controlava o destino da segunda. 
c) A miséria levou diversas pessoas às cruzadas, pois o voto de pobreza e o combate ao inimigo de Cristo 
eram atos de fé. 
d) As intenções das várias pessoas que iam às cruzadas eram diversas, mas a principal era conhecer coisas 
novas, para fugir da estagnação científica imposta pela Igreja. 
e) As cruzadas compõem um movimento complexo, que articulou estruturas políticas, religiosas, sociais, 
culturais e mentais. 
 
Questão 02 - (IFGO) 
A partir do final do século XI tornou-se comum, na Europa Medieval Ocidental, que era a obrigação de todos os 
cristãos combater o Islã. Este é o contexto em que se desenvolvem as Cruzadas. Sobre esse movimento, é 
correto afirmar que: 
a) foi um movimento promovido pelos muçulmanos, que também era conhecido pelo nome de jihad. 
b) as Cruzadas tinham pouca influência religiosa, tratando-se de um movimento de caráter político e militar 
que pretendia ampliar o controle de mais terras por parte dos reinos cristãos do Ocidente. 
c) o combate ao Islã foi um movimento efêmero de forma que os europeus precisavam dedicar apenas 
poucos homens e pouco tempo em tal missão. 
d) tratou-se de um movimento de caráter religioso e militar que tinha como objetivo central a retomada da 
Terra Santa que, naquele momento, estava sob o controle dos muçulmanos. 
 
Questão 03 - (UEPG PR) 
Expedições militares ocorridas nos séculos XI e XII d.C., as cruzadas medievais foram promovidas pelas 
potências cristãs europeias, para combater o domínio muçulmano na Terra Santa. A respeito desse importante 
episódio histórico, assinale o que for correto. 
01. Mercadores emergentes aproveitaram as Cruzadas para ampliar seus negócios, abrindo novos mercados e 
aumentando seus lucros. 
02. O Concílio de Clermont marcou um dos primeiros momentos em que a Igreja Católica pediu que seus fiéis 
se levantassem contra os muçulmanos infiéis. 
04. Ao longo de cerca de dois séculos, oito expedições partiram da Europa. Todas chegaram até Jerusalém e 
foram vencidas pelos católicos. 
08. Apesar de conclamar todos os fiéis para apoiar a luta contra os muçulmanos, os batalhões católicos que se 
dirigiram para Jerusalém eram formados apenas por pessoas originárias da nobreza europeia. 
 EXERCÍCIOS: 
 CRUZADAS E RENASCIMENTO COMERCIAL E URBANO 
 
Questão 04 - (UEG GO) 
Leia o texto a seguir. 
A Cruzada foi fonte de enormes infelicidades, desde a própria época: a tomada de Jerusalém, em 1099, o 
saque de Constantinopla em 1204 são páginas vergonhosas da história do Ocidente Cristão [...]. É claro que a 
Cruzada foi muito importante para a identidade da cristandade: um tal projeto une uma comunidade, dá-lhe 
uma unidade. 
 LE GOFF, Jacques. Uma longa Idade Média. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008. p. 101–102. 
 
Quando, no século XI, o papa Urbano II convocou a Primeira Grande Cruzada ao Oriente, usou como 
justificativa para tamanha movimentação de tropas e recursos o projeto de 
 
a) reafirmar a universalidade da fé católica, ameaçada pelas conversões em massa dos cristãos do Oriente 
ao islamismo. 
b) reunificar os Impérios Romano do Oriente e do Ocidente, separados desde o Édito de Tessalônica de 395. 
c) retomar a posse de reinos cristãos ibéricos ocupados por muçulmanos, num projeto militar chamado de 
Reconquista. 
d) defender os cristãos do Oriente e a retomada dos “lugares santos” que estavam em posse dos 
muçulmanos. 
e) punir os cavaleiros cristãos que desobedeciam a Paz e a Trégua de Deus, enviando-os em missão suicida 
ao Oriente. 
 
Questão 05 - (UFRR) 
As cruzadas, ocorridas durante a Idade Média, são analisadas por muitos historiadores como um evento 
“pouco glorioso e condenável”, como ilustra a citação abaixo: 
“O cristianismo, tal como era ensinado por Jesus e o Novo Testamento (o Evangelho), era uma religião pacífica. 
Entre os primeiros cristãos, muitos foram perseguidos pelos romanos porque não queriam ir à guerra. Mas à 
medida que se tornavam cristãos, os bárbaros introduziram seus costumes guerreiros no cristianismo” 
 
(LE GOFF, Jacques. A Idade Média explicada aos meus filhos. Rio de Janeiro: Agir, 2007). 
Com base nessas informações, assinale a alternativa INCORRETA: 
 
a) as Cruzadas foram grandes batalhas contra os povos não cristãos que habitavam o norte da Europa, numa 
tentativa de convertê-los ao cristianismo através da força, contradizendo todo o ensinamento bíblico que 
se pautava numa religião pacífica; 
b) o movimento das Cruzadas teve como principal objetivo a conquista de Jerusalém e do Santo Sepulcro, 
onde Jesus teria sido sepultado; 
c) as Cruzadas iniciaram-se no Concílio de Clermont, quando o papa Urbano II convocou os cristãos para 
partirem rumo a Terra Santa, em um período da Idade Média que durou quase dois séculos; 
d) entre os séculos XI e XIII partiram da Europa oito Cruzadas que envolveram milhares de pessoas, desde a 
nobreza até os mendigos; 
e) além do objetivo religioso, de tomar lugares sagrados para os cristãos, as Cruzadas serviram a outros 
interesses, como a conquista de novas terras pela nobreza feudal e a ampliação das atividades mercantis. 
 
 
 
 EXERCÍCIOS: 
 CRUZADAS E RENASCIMENTO COMERCIAL E URBANO 
 
Questão 06 - (Mackenzie SP) 
As Cruzadas, durante a Idade Média, representaram uma forma de solução para os problemas decorrentes do 
início da desestruturação do regime feudal. A expressão “Cruzada” “derivou-se do fato de seus integrantes 
considerarem-se soldados de Cristo”. Tais expedições constituíram-se em 
a) empreendimentos de caráter militar, voltadas contra os inimigos da Cristandade, sem o apoio formal da 
Igreja Católica, mas patrocinadas por nobres feudais, que garantiam privilégios materiais aos 
participantes. 
b) oportunidades oferecidas em uma sociedade fortemente religiosa, mais clerical do que civil, em que o 
pecado e o crime equivaliam a mesma coisa, ou seja, do cruzado obter a indulgência, ou perdão aos seus 
pecados. 
c) movimentos nos quais tanto a iniciativa de lutar contra os infiéis quanto a de reconquistar a Terra Santa, 
partia de muitos indivíduos não combatentes, como mercadores, artesãos, mulheres e crianças, 
motivados pela fé. 
d) iniciativas militares, cujos recursos materiais para sustentar os cruzados provinham da Igreja Católica, 
única interessada na reconquista da região. 
e) possibilidades para escapar das dívidas e dos pagamentos dos tributos à Igreja e aos senhores feudais, já 
que o cruzado, ao participar dessas expedições, conseguia uma moratória estendida para toda sua vida. 
 
Questão 07 - (UECE) 
No início do século XIV, o fim da ordem templária