A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Questões Grécia Antiga

Pré-visualização | Página 1 de 4

EXERCÍCIOS GRÉCIA ANTIGA 
 
 
Questão 01 - (Mackenzie SP) 
A Confederação de Delos, organizada no século V a. C., que chegou a registrar cerca de 400 políeis gregas, está 
vinculada 
 
a) à derrota grega nas Guerras Púnicas e à necessidade de unir forças para enfrentarem um inimigo em 
comum. 
b) à extinção do sistema de produção escravista grego e ao caos econômico que tal fato determinou. 
c) à unificação política das cidades-estados gregas a fim de fazerem frente à invasão macedônica. 
d) à defesa por parte grega do controle comercial do Mediterrâneo ocidental diante da ascensão persa. 
e) à supremacia de Atenas diante das demais cidades gregas após a vitória sobre os macedônios. 
 
Questão 02 - (UNCISAL AL) 
A democracia na Grécia Antiga significou a chance de os homens se entenderem no ambiente público e 
resolverem suas diferenças em prol de interesses coletivos. Isso se dava em reuniões e assembleias (na ágora, 
praça pública grega) nas quais as decisões eram tomadas após uma série de debates e questionamentos. Em 
vez da força física, da violência e dos privilégios, a palavra passou a representar um instrumento poderoso 
para os cidadãos, que deveriam entre si argumentar, questionar, refutar, esclarecer, dialogar, persuadir etc., 
para, assim, chegar a um consenso sobre o que era melhor para a sociedade. 
Disponível em: http://educacao.globo.com. Acesso em: 14 nov. 2018. 
 
Na Grécia Antiga, a adoção da democracia resultou na 
 
a) escravização dos indivíduos negros. 
b) concessão do estatuto de cidadãs gregas às mulheres. 
c) garantia de representação política da população como um todo. 
d) inclusão irrestrita das camadas sociais na categoria de cidadãos. 
e) manutenção da exclusão de amplos grupos de indivíduos não aceitos como cidadãos. 
 
Questão 03 - (ACAFE SC) 
A Grécia antiga é uma das civilizações da antiguidade clássica. Na sua formação política e social, a civilização 
dos helenos passou por diversas fases. 
 
Acerca da história política, social e militar da Grécia antiga, todas as alternativas estão corretas, exceto a: 
 
a) Com encenações feitas ao ar livre, o teatro grego era dividido basicamente em tragédia e comédia, 
abordando temas humanos e mitológicos. 
b) Em Esparta, os hilotas pertenciam ao Estado e eram provenientes de populações conquistadas pelos 
espartanos e sua mão de obra era utilizada principalmente na agricultura. 
c) Na Guerras Médicas, Esparta, liderando a Liga do Peloponeso invadiu e destruiu a cidade de Atenas, 
iniciando um período de hegemonia no mundo grego. 
d) A chamada idade de ouro de Atenas está vinculada ao governo de Péricles, que caracterizou sua 
administração pelo embelezamento artístico da pólis ateniense. 
 
 
 EXERCÍCIOS GRÉCIA ANTIGA 
 
 
Questão 04 - (UEFS BA) 
Os homens espartanos eram exclusivamente soldados profissionais. Sua vida, integralmente modelada pelo 
Estado, era-lhe inteiramente dedicada. Aos sete anos o menino era entregue nas mãos do Estado; a educação 
consistia, sobretudo, em desenvolver a habilidade guerreira. Tornando-se adulto, ele passava a maior parte do 
tempo com seus companheiros de armas e devia participar da refeição comum. 
(Moses I. Finley. Os primeiros tem- 
pos da Grécia, 1980. Adaptado.) 
Na Grécia Antiga, a cidade-Estado de Esparta distinguia-se 
 
a) pela organização política e social orientada pelo objetivo preponderante de defesa da cidade. 
b) pela formação dos dirigentes políticos para o exercício das atividades agrícolas e comerciais da cidade. 
c) pela adoção de um regime político cuja participação era permitida apenas aos guerreiros das cidades 
aliadas. 
d) pela anexação de mercados externos fornecedores de equipamentos militares para a cidade. 
e) pela inexistência de relações escravistas em uma cidade de pouco desenvolvimento da atividade 
comercial. 
 
Questão 05 - (UDESC SC) 
“Mas, já que estamos a examinar qual é a constituição política perfeita, sendo essa constituição a que mais 
contribui para a felicidade da cidade... os cidadãos não devem exercer as artes mecânicas nem as profissões 
mercantis; porque este gênero de vida tem qualquer coisa de vil, e é contrário à virtude. É preciso mesmo, 
para que sejam verdadeiros cidadãos, que eles não se façam lavradores; porque o descanso lhes é necessário 
para fazer nascer a virtude em sua alma, e para executar os deveres civis. (Aristóteles. A política. Livro IV, cap. 
VIII) 
 
A partir da citação acima e de seus conhecimentos sobre a estrutura político-social da Grécia Antiga, assinale a 
alternativa correta. 
 
a) A ideia de democracia grega está ligada ao fato de que todos aqueles que habitavam uma cidade-estado 
dispunham dos mesmos direitos e deveres, uma vez que todos os trabalhos e profissões eram igualmente 
valorizados. 
b) A cidadania era uma forma de distinção social porque nem todos os habitantes de uma cidade eram 
considerados cidadãos. Estrangeiros e mulheres, por exemplo, não dispunham dos direitos de cidadania e 
não tinham direito a voto nas assembleias. 
c) As profissões mercantis eram desencorajadas devido à supremacia da Igreja Católica na administração 
política grega, durante o Período Clássico. Neste período, a usura e o exercício do lucro eram vivamente 
condenados por ferirem os princípios cristãos. 
d) Todos os homens que habitavam uma cidade eram considerados cidadãos. A cidadania, na Grécia 
Clássica, era qualificada em ordens, sendo que os proprietários de terras eram cidadãos de primeira 
ordem e os trabalhadores braçais de segunda ordem. Todos, porém, tinham direito de voz e voto nas 
assembleias. 
e) A ideia de cidadania, descrita por Aristóteles, é considerada ainda hoje um ideal, uma vez que é 
plenamente inclusiva e qualifica de forma igualitária todos os trabalhos e profissões. 
 
 EXERCÍCIOS GRÉCIA ANTIGA 
 
 
 
 
Questão 06 - (UFSC) 
A pólis e o cidadão 
 
[Para] um grego da época clássica a pólis não designava um lugar geográfico, mas uma prática política exercida 
pela comunidade de seus cidadãos. Da mesma forma se referiam os romanos à civitas, a cidade no sentido da 
participação dos cidadãos na vida pública. Se no caso da pólis ou da civitas o conceito de cidade não se referia 
à dimensão espacial da cidade, e sim à sua dimensão política, o conceito de cidadão não se refere ao morador 
da cidade, mas ao indivíduo que, por direito, pode participar da vida política. 
ROLNIK, Raquel. O que é a cidade. São Paulo: Brasiliense, 2004, p. 21. 
 
Sobre aspectos políticos que caracterizaram a emergência da civilização ocidental, é correto afirmar que: 
 
01. como partilhavam o mesmo espaço público, todos os homens de uma cidade-Estado na Grécia Antiga 
eram considerados cidadãos. 
02. o estabelecimento da democracia ateniense ampliou substancialmente a igualdade de direitos, como a 
participação das mulheres na vida pública e nas decisões políticas da principal pólis grega. 
04. a democracia ateniense sustentou-se por meio da mão de obra escrava, à qual poderia ser atribuído o 
papel de mero instrumento de trabalho. 
08. enquanto a democracia ateniense era direta, a democracia política contemporânea é representativa, isto 
é, os cargos de poder são atribuídos, em eleição, a alguns atores políticos que representam os demais 
cidadãos. 
16. o termo república recebeu, ao longo da história, vários significados, conforme os sentidos que os povos 
organizados dessa maneira lhe imprimiam. Na aristocrática república romana, apenas os plebeus tinham 
todos os direitos políticos. 
32. a lei das Doze Tábuas e o Código Jurídico Civil, organizado no reinado de Justiniano, estão entre os 
principais legados do Direito Romano. 
 
Questão 07 - (FGV) 
(...) a partir do século V a.C., a guerra tornou-se endêmica no Mediterrâneo. Foram séculos de guerra contínua, 
com maior ou menor intensidade, ao redor