A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
MODELOS EXPERIMENTAIS PARA ESTUDO EM BIOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO E EMBRIOLOGIA

Pré-visualização | Página 1 de 1

20/05
MO����S E���R��E�T��� �AR� ���UD� �� �I�L��I�
DO ����N�O�V����TO � ���RI����I�.
Por que utilizar modelos
experimentais?
-Restrições no uso de material
embrionário humano para fins didáticos
(limites éticos)
-Normas restritas para utilização de
material embrionário humano na
pesquisa, para fins didáticos é ainda mais
rigoroso
Modelos animais são utilizados por
apresentarem:
-Semelhança em mecanismo/etapas do
desenvolvimento humano
-fácil manutenção
-Fácil obtenção de amostras
-Rápido desenvolvimento
Qual espécie utilizar?
Objetivo do estudo:
-Segmentação
-Desenvolvimento embrionário
-Desenvolvimento fetal
-Anexos embrionários
Desenvolvimento embrionário de
vertebrados: muito semelhantes no início
do desenvolvimento; conservação da
estrutura dos genes
Alguns modelos animais:
Dro���h��a�: Utilizadas em estudos de
genética e desenvolvimento, genoma 60%
igual ao humano. Identificação das vias
de sinalização e dos genes responsáveis
pelo estabelecimento do eixo antero
posterior do corpo
Rã: conserva os mec moleculares e celular
de morfológensege e diferenciação cel
utilizados em pesquisas de mapas
celulares
Ver�� ��ma����e: mecanismo de linhagem
celular, morfogênese e apoptose
Cam����n�o: apresenta fácil manipulação
gênica (transgênicos)
Knockout- deleção de um gene
knockdown-omissão da expressão de um
det gene
Knockin- adição de um gene
Pe�x� �e�r�: fec externa e embrião
transparente possibilitando ver o
desenvolvimento. Para toxologia,
Biomarcador, Homologia genética de 70%
com genoma humano
O�R�ÇO D� ���
Fácil obtenção e em grande quantidade
de gametas e embriões
-Triblásticos
-Estágios iniciais do desenvolvimento
parecido com humanos
GA���H�
-Desenvolvimento rápido
-Semelhante a de humanos
-Embrião de 48h
RA��
-Organogênese: desenvolvimento dos
órgãos no período fetal
As semelhanças no desenvolvimento não
são necessariamente sequências