A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Articulações

Pré-visualização | Página 1 de 3

Anatomia do sistema articular 
União/conexão de dois ou mais ossos entre si ou entre osso e cartilagem, aproximando e/ou afastando, c/ a finalidade de 
promover locomoção/ mobilidade. 
Classificação quanto à constituição tecidual: 
1. Articulações fibrosas (sinartroses) - ossos se unem por meio de TC fibroso + praticamente imóvel 
• Suturas – linhas presentes apenas no crânio 
A) planas – margens de contato ósseo planas -> suturas internasal, palatinas mediana e tranversa e maxilar 
B) serrátil ou serreada (denteadas) - suturas coronal, sagital e lambdoidea 
C) escamosas – sobreposição parcial dos ossos -> sutura escamosa (temporal sobreposto ao parietal) 
D) esquindilese – entre osso em formato de crista e osso em formato de fenda -> ocorre entre o vômer e esfenoide na vista 
inferior do crânio 
Obs.: Fontículos 
I) em crânios de recém-nascidos, há fontículos - espaços membranosos que permitem maior mobilidade (necessário no parto) e 
crescimento. existem porque a desenvolvimento do crânio é intramembranoso (no restante do corpo, o crescimento é 
endocondral) 
idade do fechamento dos fontículos = anterior -> 12/18/24 meses; posterior -> 3/6 meses; anterolateral -> 3/24 meses; 
posterolateral -> 6/24 meses. 
II) em um crânio senil, é normal que haja a fusão total dos ossos da calvária (sinostose). 
III) sutura metópica é a persistência da sutura frontal (denominada assim a partir dos 8 anos); 
escafocefalia/crâniosinostose – fechamento precoce da sutura sagital, por alterações congênitas/hereditárias -> acarreta 
deformidades, podendo evoluir p/ lesões neurológicas -> + crescimento ântero-posterior; 
braquicefalia – fechamento precoce da sutura coronal -> + crescimento látero-lateral; 
trígonocefalia - fechamento precoce da sutura frontal. 
• Sindesmoses – duas peças ósseas que se articulam à distância presentes nos esqueletos axial e apendicular -> 
membranas interósseas tibiofibular e radioulnar (funcionam como ponto de fixação de múscs). 
• Gonfoses (sindesmose dentoalveolar - periodonto) – une o dente ao alvéolo dentário, presente na maxila e na 
mandíbula. 
 
2. Articulações cartilagíneas (anfiartroses) - ossos unidos por tec cartilaginoso (hialina ou fibrocartilagem) + pouca 
mobilidade 
• Sincondroses (cartilagem hialina) - se calcificam, pois é uma cartilagem de crescimento -> sincondrose esfenoccipital e 
da 1ª costela + lâmina ou disco epifisial (depois que há a calcificação, há a linha epifisial) 
primárias ou temporárias 
• Sínfises (fibrocartilagem) - não calcifica (secundária ou permanente) -> disco intervertebral + sínfise púbica 
 
3. Articulações sinoviais (diartroses) - ossos justapostos (espaços entre ossos - cavidade/fenda articular - unidos por 
cápsula articular) + presente no esqueleto apendicular + permitem maior mobilidade 
Características comuns (constantes): 
1. Cápsula articular 
a) membrana fibrosa (mais externa, de TC denso fibroso c/ colágeno) - envolve, isola, fixa e protege a articulação 
b) membrana sinovial (interna, constituída por sinoviócitos, que produzem líq sinovial) - nutre e lubrifica as articulações (diminui 
atrito) 
2. Líquido sinovial (preenche cavidade articular, fornece nutrição da cavidade articular) 
3. Cartilagem articular (redução de atrito/impacto + revestimento da extrem. dos ossos) 
4. Cavidade articular (espaço avascular entre os ossos) 
5. Ligamentos* (podem ser ou não considerados constantes) 
a) capsulares - espessamentos na parede da cápsula p/ reforçar a articulação -> ligamento gleno-umeral 
b) intra-capsulares – localizados dentro da articulação -> ligamentos cruzados anterior (evita deslizamento anterior da tíbia) e 
posterior do joelho 
c) extra-capsulares – localizados fora da articulação -> ligamentos colaterais 
Elementos inconstantes (presentes apenas em articulações específicos): 
1. discos articulares – absorve choques das forças, presente na ATM e na articulação esternoclavicular; 
2. meniscos – de tecido fibrocartilaginoso internamente e de TC denso não modelado; em formato de C, atua na absorção de 
impacto/atrito e ajuda na congruência/encaixe da articulação -> região central avascular x região periférica vascularizada 
(reconstrução cirúrgica melhor); 
3. lábios articulares – presente nos lábios glenoidal e do acetábulo e no ombro; ajuda na congruência da articulação; de tec 
fibrocartilaginoso. 
Obs.: líq sinovial tende a se tornar mais espesso em indivíduos sedentários -> artrose/artrite leva ao desgaste da cartilagem 
articular. 
Tipos de movimentos 
 
 
Eixos de movimento: 
1. Látero-lateral (sagital) 
- Flexão/extensão (plano sagital) 
2. Ântero-posterior (frontal ou coronal) 
- Adução/ abdução (plano frontal) 
3. Longitudinal 
- Rotação (plano transverso) 
Classificação quanto à função: 
1. Monoaxial -> art. interfalângica 
- 1 eixo de mov. (flexão/extensão). 
2. Biaxial -> art. radiocarpal 
- 2 eixos de mov. (flexão/extensão + adução/abdução). 
3. Triaxial (multiaxial) -> art. ombro + quadril 
- 3 eixos de mov. (flexão/extensão + adução/abdução + rotação). 
5. Não-axial (deslizamento) -> art. planas 
- Não apresenta eixo. 
Classificação quanto à forma das superfícies articulares (morfológica): 
- Esferóidea - 
superfície esférica c/ concavidade; 
triaxial; 
ex.: artics. do ombro (glenoumeral) e do quadril. 
- Trocóidea (pivô) - 
monoaxial/uniaxial; 
ex.: artics. radioulnar proximal e atlantoaxial mediana (proc ósseo + anel ósseo). 
- Gínglimo (dobradiça) - 
osso em formato redondo sobre outro em formato de “C”; 
formato de carretel; 
monoaxial/uniaxial; 
ex.: artics. do cotovelo + interfalângicas. 
- Elipsóidea (condilar) - 
superfície côncava e outra convexa se articulando; 
biaxial; 
ex.: artics. radiocarpal (princ. escafoide e semilunar) e metacarpofalângica. 
- Selar - 
2 superfícies côncavas se articulando; 
biaxial; 
ex.: artic carpometacarpal do polegar. 
- Plana - 
margens de contato planas; 
não axial; 
ex.: artics. acromioclavicular, sacroilíaca, intercárpica e carpometacarpal. 
Classificação qto ao número de ossos articulados: 
- Simples – apenas 2 ossos -> artics. interfalângicas e metacarpofalângicas; 
- Composta – 3 ou mais ossos -> artics. joelho. 
 
Principais articulações e aspectos funcionais - 
☺ Crânio 
Articulações fibrosas do crânio: 
sutura coronal; sutura sagital; sutura lambdóidea; sutura escamosa; sutura internasal; sutura palatina mediana; sutura 
intermaxilar. 
Articulações cartilagíneas do crânio: 
sincondrose esfenoccipital (na base do crânio). 
Articulações sinoviais do crânio: 
articulação temporomandibular (elipsóidea/bicondilar) - cabeça do proc condilar da mandíbula + fossa mandibular do temporal 
(revestim. por cartilagem hialina) 
delimitada pelo tubérculo articular anteriormente e pelo meato acústico externo posteriormente; 
c/ cápsula articular (a partir do temporal em direção ao proc condilar) + ligs intrínseco (lateral/emporomandibular – entende-se 
do arco zigomático p/ trás e p/ baixo em direção ao colo da mandíbula; mais importante -> reforça articulação lateralmente ao 
limitar deslocamento e luxação posterior - juntamente c/ o tubérculo pós-glenoidal) anteriormente e extrínsecos da ATM, os 
ligg esfenomandibular (espinha do esfenóide + forame da mandíbula) e estilomandibular (proc estilóide + ângulo da mandíbula) 
-> estes últimos limitam a abertura máxima da boca; 
 presença de disco articular (absorve choque), que divide a artic em 
- cavidade superior: protusão (desliz anterior da mandíbula) e retrusão (desliz posterior); 
- cavidade inferior: elevação (flexão) e depressão (extensão) + desvio lateral. 
Articulações craniovertebrais: 
articulação atlantooccipital (elipsóidea) - face articular superior do atlas + côndilos occipitais 
c/ cápsulas articulares + membranas atlantooccipitais anterior (contínua c/ lig longitudinal anterior – se estende até a lateral) - 
restringe extensão e posterior - limita hiperflexão; 
movs