A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
IDADE MÉDIA

Pré-visualização | Página 2 de 2

de Carlos V, graças a Duguesxlin, 
a fortuna das armas favoreceu a França. Porém, no reinado de Carlos VI, a 
batalha de Azincourt (1415) deu uma nova vitória aos ingleses. Quando o rei 
Carlos VII subiu ao trono, os ingleses ocupavam quase todo território francês. 
 
Surgiu, neste momento, a heroína Joana D’arc, que comandou o exército francês 
para várias vitórias, sendo a principal o cerco de Orleans. Porém, Joana D’arc 
foi capturada e queimada em 1431. Mas o impulso dado por ela fez mudar o 
caminho da guerra, dando vantagem para o exército francês. Em 1450, os 
ingleses foram derrotados em Formigny e, três anos depois, em Castilion. São 
expulsos da França, exceto em Calais, que só ocorre em 1558 
 
Corporações de Ofício 
As Corporações de Ofício eram associações, existentes no final da Idade Média, 
que reuniam trabalhadores (artesãos) de uma mesma profissão. Existiram 
corporações de ofícios de diversos tipos como, por exemplo, carpinteiros, 
ferreiros, alfaiates, sapateiros, padeiros, entre outros. Estas associações serviam 
para defender os interesses trabalhistas e econômicos dos trabalhadores. Cada 
profissional contribuía com uma taxa para manter a associação em 
funcionamento 
 
Renascimento: ruptura ou continuidade? 
Há autores que o colocam como o marco que separa a Idade Média da Época 
Moderna, como ruptura em relação a modos de pensar e atitudes perante a vida, 
que se expressaram por meio de uma esplêndida produção intelectual. Nesse 
contexto, certamente o alvo da observação são os temas e a forma como são 
abordados, contrastando com a Época Medieval. Para outros, a própria 
expressão "Renascimento" seria uma impropriedade. Não teria ocorrido de 
maneira alguma uma ruptura entre o mundo medieval e o mundo moderno. 
Haveria, sim, um longo e contínuo desenvolvimento de padrões culturais e 
modos de pensar, o qual tornaria sem sentido dizer que, em algum momento na 
história da época, teria havido verdadeiramente uma ruptura. Para estes 
autores, não houve um rompimento com a religiosidade dominante da época, já 
que os papas foram os grandes patrocinadores dos artistas. Seus temas são 
dominantemente religiosos - como poderia haver ruptura?