A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
ABORDAGEM - HEMORRAGIA DIGESTIVA

Pré-visualização | Página 1 de 1

Gabriela Reis Viol 
hemorragia 
digestiva
Gabriela Reis Viol
• Sangue aumenta a peristalse no intestino: sangue não é digerido e eu consigo 
liberá-lo = sangue vivo nas fezes 
• Os pontos mais comuns de sangramento colônico é à direita. 
cond!a 
• Independente do tipo de hemorragia = fazer estabilização hemodinâmica 
(volume). 
• HD alta = endoscopia digestiva alta (EDA). 
• HD baixa = afastar a possibilidade de hemorragia digestiva baixa com EDA e 
de hemorroida (sangue em excesso). 
abordagem HD baixa 
• SANGRAMENTO LEVE A MODERADO = COLONOSCOPIA diagnóstica 
e terapêutica. 
Gabriela Reis Viol 
HD ALTA HD BAIXA
Ângulo de Treitz (duodeno-
jejunal)
Acima Abaixo
Clínica
1. Hematêmese (vômito com 
sangue); 
2. Hematoquezia (evacuar 
sangue); 
3. Melena (sangue digerido)
Hematoquezia (evacuar 
sangue) = enterorragia
Frequência
80% dos casos (mais grave e 
que mais mata)
20% dos casos (a maioria 
chega assintomático na 
emergência)
Causas
1. Úlceras 
2. Varizes esofagianas 
1. Divertículo (principal 
causa de HD baixa no 
adulto) e o que mais 
sangra está à direita; 
2. Angiodisplasia; 
3. CA.
• Se a lesão não for visualizada pode partir para ANGIOGRAFIA na persistência 
do sangramento. 
• Ou se possível, realizar a CINTILOGRAFIA (pega sangramento de 0,1ml/min) 
pela alta sensibilidade, mas não trata e é imprecisa. 
• SANGRAMENTO MACIÇO = ANGIOGRAFIA/ARTERIOGRAFIA 
MESENTÉRICA diagnóstico e terapêutico. 
• Se nada resolver, fazer COLECTOMIA. 
Gabriela Reis Viol