A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Sistema Esquelético

Pré-visualização | Página 1 de 1

EHF I – Paulo Ney
Sistema Esquelético
Esqueleto = arcabouço; Gr. Skeletos, seco; skeleton, múmia
É o conjunto de cartilagens, articulações e ossos, que se interligam para formar o arcabouço e é responsável por desempenhar diferentes funções;
os ossos (206) são formados por OSSEÍNA COLÁGENO (produzida pelos osteoblastos ou condroblastos) e SAIS MINERAIS
*a quantidade de ossos depende de fatores etários - pessoas mais jovens/crianças, apresentam números de ossos maior, pois ainda não se juntaram, fatores individuais e critérios de contagem*
*bebê tem osso frontal dividido em 2, para ajudar no parto, depois ele se fusiona – se não houver essa fusão na fase adulta: SUTURA METÓPICA*
*3 ossículos do ouvido: martelo, bigorna e estribo (menor osso do corpo humano)*
Funções: proteção (arcabouço torácico protege o coração e pulmão; crânio protege o encéfalo; ossos longos protegem a medula óssea); sustentação e conformação do corpo; armazenamento de íons (fosfato e cálcio – formam CRISTAIS DE HIDROXIAPATITA); sistema de alavancas (mm. se contraem, fazendo o movimento humano); produção de células sanguíneas (HEMATOPOIESE – leucócitos, eritrócitos/hemácias, plaquetas – medula vermelha); depósito de gordura (medula amarela)
Divisão do esqueleto
 
- as cinturas/cíngulos são ossos de transição que unem o esqueleto axial ao esqueleto apendicular. CINTURA ESCAPULAR: escápula e clavícula; CINTURA PÉLVICA: osso do quadril direito e esquerdo
Características ósseas
o osso é uma estrutura viva: viscoelástica e maleável (ao tentar quebrar um osso, antes disso acontecer, ele irá envergar). Além disso o osso resiste à tensão, resiste a compressão (se for muito intensa, há fratura). O osso é sensível ao desuso (imobilização), se um osso fica muito tenso em repouso, ele se desmineraliza/se decompõe, perde cálcio, fosfato, logo, fica mais vulnerável a fraturas. O osso também é sensível à sobrecarga.
MANTER SAÚDE ÓSSEA: para manter a densidade de um osso, manter ele mais resistente a fraturas, mais compacto, faz-se necessário a prática de atividade física. *em suma, movimento humano é saúde óssea*
Arquitetura óssea
Osso compacto/externo ou cortical: mais resistente; mais forte; mais denso; lamínulas ósseas mais unidas; resiste mais a cargas compressivas; é formado a partir de estímulos mecânicos
*se o corpo humano fosse todo formado por osso compacto, ia necessitar de uma energia muito grande para movimentar todo o corpo humano*
Osso esponjoso/interno ou trabecular: menos resistente; menos denso; lamínulas ósseas menos unidas; também é formado a partir de estímulos mecânicos (formado por movimento/ contração muscular, se um indivíduo deixa de se movimentar, a densidade diminui)
*a densidade óssea acompanha a muscular pelos estímulos*
DISCO EPIFISÁRIO: estrutura responsável pelo crescimento longitudinal de ossos longos
CORRELAÇÕES CLÍNICAS:
OSTEOPENIA – no osso patológico as trabéculas/lamínulas ósseas estão mais distantes, uma vez que no osso fisiológico normal, a trabeculação é mais unida. O osso também apresenta desmineralização óssea, logo, torna-se mais suscetível a fratura.
fisiológicopatológico 
OSTEOPOROSE: acomete mais pessoas idosas 
Classificação dos ossos (morfologia óssea)
. osso curto: as 3 dimensões (altura, largura e comprimento) são aproximadamente iguais
ex: ossos do tarso; ossos do carpo
. osso laminar (plano ou chato): comprimento e largura são equivalentes ex: escápula; esterno; osso do quadril
osso frontal > díploe - tecido esponjoso (estrutura delgada que serve de proteção – amortece impactos) entre duas finas camadas de tecido compacto (ossos corticais – interno e externo) que formam alguns ossos do crânio 
. osso irregular: não tem uma figura geométrica que o define
ex: vértebra lombar; esfenoide; ilíaco
. osso sesamóide: osso localizado entre partes moles (ligamentos, tendões)
ex: sesamoide do 1º metacarpo (serve para datação de maturação óssea); osso hioide
 
patela: maior osso sesamoide; está entre tendão quadricipital e ligamento patelar; é um osso importante para o mecanismo do aparelho extensor do joelho
. osso pneumático – SINUS (seio): cavidade com ar em seu interior; *inflamação do sinus, é a SINUSITE* ; ex: alguns ossos localizados na face (osso frontal; maxila; esfenóide; etmóide; temporal – varia muito de livro para livro) 
 
*asa maior do esfenoide em amarelo*
Osso longo: grande comprimento em relação a largura 
Componentes ósseos
ENDÓSTEO: membrana que envolve as trabéculas/cavidade medular do osso e canais ósseos/canais harversianos
PERIÓSTEO: membrana de tecido conectivo/conjuntivo que se encontra ao redor do osso, tornando-o mais espesso (crescimento circunferencial), mais resistente a fraturas 
- A função dessas membranas no tecido ósseo é a de promover a nutrição e fornecimento de células osteogênicas (capazes de se diferenciar em osteoblastos) que contribuem para as propriedades de desenvolvimento e regeneração dos ossos em caso de fraturas. Além disso, colaboram para a oxigenação das células provenientes do tecido ósseo.
MEDULA ÓSSEA VERMELHA: localiza-se nas epífises; contém células que fabricam glóbulos vermelhos e brancos (hemácias; leucócitos; plaquetas) 
MEDULA ÓSSEA AMARELA: encontrada dentro da diáfise, no canal medular; contém células gordurosas (reversa energética)
*com o crescimento, a medula óssea vermelha vai sendo substituída pela amarela*
Vascularização do osso
FORAME NUTRÍCIO: abertura que existe nos ossos, por onde as artérias adentram, permitindo a vascularização interna do osso
*mais fácil de observar dos ossos longos*
Elasticidade, plasticidade e fratura
FRATURA DO COLO DO FÊMUR: muito comum em idosos, no triângulo de Ward, as trabéculas são normalmente menos unidas;
 
Tecido ósseo
. um tipo de tecido conjuntivo, originado a partir do mesênquima, que é formado pelo mesoderma, este, por sua vez, é formado pelo embrioblasto, que é uma célula encontrada no blastocisto
. principal constituinte do esqueleto
Tipos de ossificação
. intramembranosa: ocorre no interior de um conjuntivo; osteoblastos ex: osso parietal, crescimento em espessura
. endocondral: condroblastos; a partir de um molde de cartilagem hialina ex: crescimento em altura (longitudinal)
hipertrofia dos condrócitos (células cartilaginosas) no colar ósseo (tecido ósseo que recobre a parte média – diáfise) > morte dos condrócitos (apoptose) > mineralização da matriz > vasos sanguíneos penetram a matriz > os vasos trazem células osteoprogenitoras > saem dos vasos e se diferenciam em osteoblastos
*cartilagem serve apenas de molde para tecido ósseo*
centro de ossificação primário
 centro de ossificação secundário (ocorre nas epífises)
Coluna Vertebral
- vértebras
áxis (C2): sustenta o crânio; tem PROCESSO ONDOTOIDE OU DENTE DO AXIS, sua articulação com o atlas permite a rotação/o giro da cabeça
*última cervical (C7) é a vértebra proeminente, visto que o processo espinhoso é facilmente perceptível na superfície inferior da nuca*
. diferenças entre as vértebras têm forame no processo transverso – vértebras cervicais
vértebra lombar – por ser mais inferior, seu corpo é maior, cujo objetivo é suportar todo o peso acima do seu nível;
 
imagem esquerda: articulação com o sacro - SINOVIAL; imagem direita: PELVE ÓSSEA: estrutura óssea protetora de vísceras
 pernas estão separadas por deficiência de vitamina D
- curvaturas
Hipercifose
 
Escoliose (não é um fisiológico normal, são causas múltiplas) 
*mais comuns nas vértebras L4 e L5*
ESPONDILOLISTESE (espôndilo refere-se a vértebra e “listese” a “escorregamento”) é o deslizamento de uma vértebra sobre a outra. Pode ocorrer para frente, para trás ou para o lado, provocando um grave desalinhamento na coluna vertebral