A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Reabilitação fisioterapêutica na covid

Pré-visualização | Página 1 de 1

Reabilitação na covid-19 
 
Os principais objetivos são minimizar e/ou cessar os sintomas de dispneia e 
melhorar função física e qualidade de vida. 
Pacientes devem ser avaliados e reavaliados durante a reabilitação. Devem receber 
educação sobre sua condição e determinadas estratégias sobre como gerenciar a 
recuperação. 
Avaliação inicial é recomendada em tempo hábil quando seguro fazê-lo 
independente do grau de disfunção. 
Deve ser considerado inicialmente exercícios de baixa intensidade, particularmente, 
para pacientes que necessitam/necessitaram de oxigenoterapia, enquanto monitora 
simultaneamente os sinais vitais (FC, oximetria de pulso e pressão arterial). -> gradual 
aumento do exercício deve ser baseado em seus sintomas. 
Sequelas cardíacas devem ser consideradas em todos os pacientes pós-covid, 
independentemente da gravidade e todos devem -> avaliar sintomas cardíacos, 
recuperação, função e possíveis deficiências. -> investigações adicionais: hemograma, 
ECG (de 24 horas), ecocardiograma, teste de esforço cardiopulmonar e/ou ressonância 
magnética cardíaca. 
Se houver patologia cardíaca: reabilitação cardíaca especifica (programas devem ser 
fornecidos sob medida para cada indivíduo com base em suas complicações cardíacas, 
comprometimentos e avaliação das necessidades de reabilitação). 
 
ATUAÇÃO DO FISIO 
 
OBJETIVOS: 
 Minimizar e/ou cessar os sintomas de dispneia; 
 Facilitar ou melhorar a recuperação a CURTO, MÉDIO e LONGO PRAZO; 
 Melhorar função física e qualidade de vida; 
 Devolver status funcional prévio (o mais próximo possível ao que era antes do covid). 
 
AVALIAÇÃO 
 Avaliar força muscular periférica ( escala MRC); 
 Avaliar força muscular respiratória; 
 Avaliar equilíbrio estático e dinâmico; 
 Avaliar amplitude de movimento; 
 Avaliar sintomas cardíacos (se necessário, investigações adicionais – ECG de 24 
horas, ecocardiograma, teste de esforço cardiopulmonar). 
 
FERRAMENTAS 
 Escala MRC 
 Escala de percepção subjetiva 
 Questionários funcionais 
 Teste de força 
 TM2, TC6, TD2, 1 RM, etc 
 Equações: FC max, FC reserva, FC alvo 
 FC max: 220 – idade 
 FC reserva: FC max – FC repouso 
 
REABILITAÇÃO 
 
O foco deve ser progredir para estratégias restaurativas: 
 
Exercícios de baixa intensidade 
Exercícios de fortalecimento 
- cargas baixas, alto volume : 30% 1 RM, 24 repetições 
- cargas altas, baixo volume: 90% 1 RM, 5 repetições 
Aeróbico + treinamento de força 
Baixa intensidade 
e alto volume 
 
Principal recomendação -> pra preservar a saúde neuromuscular = exercitar diariamente 
com variação de volume alto-lento, baixo/médio – intenso. 
 
Fortalecimento
treinamento 
intervalado 
treino de 
equilíbrio 
flexibilidade aerobico