Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Questões de Bioquímica Clínica com gabarito III

Pré-visualização | Página 1 de 1

1
Questões de Bioquímica Clínica com gabarito
1 - (Instituto Consulplan - FSERJ - Farmacêutico Bioquímico) Pacientes
soropositivos para AIDS irão apresentar, principalmente, deficiências de células:
A - Basófilos.
B - Eosinófilos.
C - Macrócitos.
D - Linfócitos T.
2 - (Instituto Consulplan - FSERJ - Farmacêutico Bioquímico) Certos
micro-organismos possuem na sua parede substâncias que conferem
impermeabilidade ao cristal violeta a outros corantes básicos. Calor ou
detergentes são utilizados para permitir a entrada de corantes nesses
organismos. Após a sua entrada, estes corantes não são eliminados mesmo com
solvente álcool-ácido. Que substâncias são estas?
A - Glicolipídios.
B - Peptidoglicanos.
C - Ácidos micólicos.
D - Lipopolissacarídeos.
3 - (Instituto Consulplan - FSERJ - Farmacêutico Bioquímico) No laboratório de
análises clínicas, a principal técnica empregada é a fotometria, que se refere à
medida da luz. A luz pode ser absorvida, emitida, refletida ou dispersa, sendo
medida através de equipamentos específicos. Qual destes analitos possui a
turbidimetria (que mede a luz dispersa) como metodologia comumente
empregada?
A - Glicose.
B - Cálcio livre.
C - Transferrina.
D - Ferro sérico.
4 - (FUNDEP - Farmacêutico) Analise as afirmativas a seguir sobre a correlação
clínico-laboratorial na disfunção hepática, e assinale com V as verdadeiras e com
F as falsas.
2
( ) Nas hepatites agudas induzidas por medicamentos, há aumento da
permeabilidade de hepatócitos com predomínio de alanina aminotransferase em
relação à aspartato aminotransferase.
( ) Nas hepatopatias que evoluem com predomínio de colestase, a fosfatase
alcalina e a gamaglutaril transferase estão diminuídas.
( ) Nas hepatopatias com padrão misto, as enzimas marcadoras de colestase e
as bilirrubinas estão muito aumentadas.
Assinale a sequência correta.
A - F F F
B - V F V
C - F V V
D - V V F
5 - (IADES - SES - Residência em Terapia Intensiva - Área: Enfermagem) Um
paciente de 75 anos é internado na unidade de terapia intensiva (UTI) com
hipotensão e dispneia. Ele apresenta histórico de dor no peito queteve início após
estresse emocional (falecimento do filho), é hipertenso há 18 anos, tabagista há
32 anos, nunca havia sentido dor no peito antes desse período e era bastante
ativo, diminuindo a respectiva capacidade funcional ao longo dos últimos anos.
Tem doença arterial coronariana há 14 anos. Usa atenolol 25 mg, clopidogrel 75
mg e sinvastatina 40 mg, que não toma regularmente. Na UTI, o paciente estava
em ventilação não invasiva (VNI) no modo CPAP e foi intubado após um infarto
agudo do miocárdio com supradesnivelamento do segmento ST e uma
subsequente parada cardíaca com retorno após dois minutos. No momento,
apresenta PA = 165 mmHg x 95 mmHg, FC = 122 bpm e SatO2 = 91%. Na
necessidade de troca do acesso venoso periférico, optou-se pela inserção de
cateter venoso central.
Acerca desse caso clínico e com base nos conhecimentos correlatos, julgue os
itens a seguir.
A creatina quinase é um marcador adequado na monitorização de sinais de
reinfarto.
A - Certo
B - Errado
3
6 - (IADES - SES - Residência em Oncologia Clínica) Um paciente de 55 anos
agenda consulta médica, queixando-se de emagrecimento. Seu peso atual é 90
kg e sua estatura é 1,70 m (IMC = 31,1 kg/m²). Além da perda de peso, nota muita
sede. Ao exame físico constatam-se PA = 150 mmHg x 95 mmHg, FR = 16 ipm,
SatO2 em torno de 96%. Nos membros inferiores, observam-se pulsos palpáveis,
cacifo negativo, e o fundo de olho está normal. Exames laboratoriais apresentam
glicemia em jejum = 230 mg/dL; HbA1c = 7,5%; creatinina = 0,7 mg/dL;
triglicerídeos = 300 mg/dL; colesterol total = 270 mg/dL; e LDL = 240 mg/dL. O
médico que realiza o atendimento opta por um tratamento inicial não
medicamentoso e, após 90 dias, o paciente retorna com exame de HbA1c = 8%.
O médico assistente decide, então, iniciar o tratamento medicamentoso com
metformina, além de manter o tratamento não medicamentoso (dieta e exercício
físico). O paciente evolui com melhora do lipidograma, perde peso e alcança a
meta terapêutica estipulada. Durante seis anos, usa continuamente a metformina
e faz acompanhamento médico regular. Porém, no final do sexto ano de
tratamento, retornou com os seguintes resultados: glicemia de jejum = 250 mg/dL
e HbA1c = 8,8%. Nesse momento, seu médico assistente teve que aumentar a
dose da metformina para a posologia máxima permitida.
Acerca desse caso clínico e considerando os conhecimentos médicos correlatos,
julgue os itens a seguir.
Pode-se afirmar que esse paciente tem diagnóstico de diabetes tipo 2, obesidade
e possivelmente hipertensão arterial sistêmica (HAS).
A - Certo
B - Errado
7 - (IADES - SMS SP - Residência em Endocrinologia e Metabologia) Com
relação às provas de função renal, assinale a alternativa correta.
A - A dosagem sérica de ureia não é um bom marcador da taxa de filtração
glomerular (TGF), pois somente se altera quando a TGF se encontra abaixo de 50
mg/dL.
B - A determinação da TGF por meio do clearence de creatinina não é um bom
método, já que a creatinina é secretada pelos túbulos renais de maneira a
superestimar significativamente a TGF.
C - O melhor meio para se determinar a TGF é por meio da depuração de inulina,
4
uma vez que não é secretada ou reabsorvida pelos rins, além de ser uma
substância endógena com concentração estável no sangue.
D - A depuração de uma substância pelo paciente independe da respectiva
superfície corporal.
E - Para a determinação do clearance de creatinina, é desnecessário saber o
volume urinário de 24 horas.
8 - (Instituto Consulplan - FSERJ - Farmacêutico Bioquímico) Para o exame
comum de urina, alguns critérios de aceitação da amostra devem ser respeitados.
Assinale a alternativa que mostra em qual situação o critério foi atendido.
A - Urina coletada com menos de 10 mL.
B - Urina com 5 h de retenção na bexiga.
C - Urina contaminada com sangue menstrual.
D - Urina entregue 3 h após a coleta em temperatura ambiente.
9 - (EEAR - EAGS - Sargento da Aeronáutica - Especialidade: Laboratório) A
sedimentoscopia é a última etapa da fase analítica do exame de urina. Quais dos
elementos abaixo não são observados nessa fase da análise?
A - Cristais
B - Células
C - Cetonas
D - Bactérias
10 - (SELECON - SES - Farmacêutico Bioquímico) Apesar da limitação clínica do
exame realizado na urina conhecido como elementos anormais de
sedimentoscopia (EAS), verifica-se a presença de cristais de uratos de potássio e
cristais de fosfato de cálcio, respectivamente, em amostras de urina:
A - ácida e básica
B - básica e ácida
C - ambas ácidas
D - ambas básicas
5
GABARITO
1 - D
2 - C
3 - C
4 - B
5 - A
6 - A
7 - A
8 - B
9 - C
10 - A