A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
GABARITO CURSO DIREITO ELEITORAL - FGV

Pré-visualização | Página 1 de 1

GABARITO CURSO DIREITO ELEITORAL – FGV 
 
1 – Segundo o §7º do art. 14 da CF: (...) 
O dispositivo constitucional apresentado trata da inelegibilidade: 
R: reflexa. 
 
2 – Homem é preso em flagrante por compra de votos no Grande Recife (...) 
O caso em comento configura-se como: 
R: abuso de poder econômico. 
 
3 – Um cidadão de 20 anos, que tem domicílio eleitoral em GRU, cidade da região 
metropolitana de SP, cursou apenas até o segundo ano do ensino fundamental. Além 
disso, quando tinha 18 anos, foi condenado por crime de menor potencial ofensivo, e a 
decisão já transitou em julgado. Esse cidadão decide candidatar-se a vereador na capital 
de seu estado. No caso apresentado, o cidadão descrito é inelegível porque: 
R: não tem domicílio eleitoral na circunscrição. 
 
4 – Um partido político destina 30% das suas vagas a mulheres, garantindo-lhes 20% dos 
seus recursos, os demais 80% são isonomicamente distribuídos entre os candidatos mais 
fortes. 90% dos candidatos mais fortes são homens, os quais ficam com 72% dos recursos. 
Os 8% restantes são direcionados às mulheres, que recebem, portanto, 28% dos recursos 
totais. No caso apresentado: 
R: o percentual legal foi violado, já que se devem destinar, no mínimo, 30% dos 
recursos a um dos sexos. 
 
5 – De forma inadvertida, um candidato financia um programa social que acaba por 
conceder-lhe benefícios políticos. No caso apresentado: 
R: configurou-se a “filantropia eleitoral”. 
 
6 – Os partidos políticos realizam a intermediação da representação popular e o exercício 
do poder. Isso significa que os partidos: 
R: detêm o monopólio do sistema eleitoral. 
 
7 – Analise, a seguir, o disposto no caput e no inciso II do art. 73 da Lei 9.504/97. (...) No 
caso de ocorrência do disposto, caberá pena de: 
R: cassação. 
 
8 – Durante o período eleitoral, dois meses antes das eleições, um prefeito que está 
concorrendo à reeleição comparece à inauguração de obras públicas. No caso 
apresentado: 
R: o prefeito praticou conduta vedada aos agentes públicos em campanhas eleitorais. 
 
9 – TSE confirma a cassação do prefeito do ceará mirim (RN) e determina realização de 
novas eleições. (...) No caso apresentado: 
R: configurou-se abuso do poder econômico e captação ilícita de sufrágio. 
 
10 – Segundo o art. 41-A da Lei 9.504/97 (...) Para que se caracterizem como ilícitas, as 
práticas apresentadas no art. 41-A devem ocorrer: 
R: do registro da candidatura até o dia da eleição.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.