A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
GABARITO CURSO DIREITO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS - FGV

Pré-visualização | Página 1 de 1

GABARITO CURSO DIREITO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS – FGV 
 
1 – Considere a seguinte proposta: Em razão do aumento do número de veículos, o 
trânsito é cada vez mais intenso. A colocação de pedágios nos centros urbanos ajudaria a 
resolver esse problema, reduzindo a circulação de veículos. Levando em conta os aspectos 
a serem observados quando da formulação de políticas públicas, é correto afirmar que a 
solução proposta: 
R: Será eficiente, pois se afasta de decisões políticas. 
 
2 – A corte constitucional colombiana reconheceu como estado de coisas inconstitucional 
o deslocamento forçado de pessoas em razão da atuação das FARC e a superlotação 
carcerária. No Brasil, o reconhecimento do estado de coisas inconstitucional exige: 
R: a necessidade de atuação concertada dos poderes públicos. 
 
3 – A opção que apresenta uma das características do estudo das políticas públicas é: 
R: transversalidade. 
 
4 – O conceito de estado de coisas inconstitucional redefine a forma como o Poder 
Judiciário vai dialogar com a Administração Pública e o Poder Legislativo quando da 
intervenção em políticas públicas. Segundo os modelos interventivos, o Judiciário pode 
intervir reconhecendo o direito a políticas públicas, EXCETO quanto à: 
R: exigência de promulgação de lei específica. 
 
5 – O conceito de políticas públicas foi definido da seguinte forma por Anderson: “curso 
de ação intencional construído por um ator ou conjunto de atores para lidar com um 
problema ou um motivo de preocupações.” Esse conceito é importante por apresentar: 
R: a noção de causa e efeito atrelada à criação de políticas públicas. 
 
6 – O fomento público ocorre quando: 
R: a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) incentiva 
a pesquisa. 
 
7 – Conceitua-se mínimo existencial como as prestações mínimas necessárias para que 
sejam preservadas a liberdade e a dignidade da pessoa humana no seu núcleo essencial e 
intangível. É correto afirmar que o mínimo existencial: 
R: abarca o direito ao teto. 
 
8 – O mínimo existencial assegura que todos tenham acesso ao mínimo para que se tenha 
dignidade humana. Considerando esse princípio, a reserva do possível: 
R: não pode afastar o mínimo existencial, devendo o Estado priorizar os recursos 
para garanti-lo. 
 
9 – O Estado social deve-se preocupar com o mínimo existencial. No entanto, o mínimo 
existencial NÃO engloba o acesso: 
R: ao ensino universitário. 
 
10 – “O fomento público(...)”. Com base no exposto, é correto afirmar que o fomento 
público é: 
R: facultativo quanto à sua adesão.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.