A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Introdução a prótese parcial removivel

Pré-visualização | Página 1 de 1

Introdução a PPR 
-Vantagens da prótese parcial removível: mínimo 
preparo dos dentes, higienização, rapidez na execução 
e baixo custo 
-desvantagens: estética 
-pode ser dentosuportada e dentomucosuportada 
-dentosuportada: quando é suportada apenas em 
dentes, é transmitida ao osso alveolar apenas através 
dos dentes remanescentes. A mucosa não recebe 
força alguma 
-os dentes que seguram a prótese são conhecidos 
como dente pilar 
-quando há pilar anterior e pilar posterior a prótese 
vai ser dentosuportada 
-protese dentomucosuportada: transmitida ao 
osso alveolar através dos dentes remanescentes e 
mucosa de revestimento. É tanto suportada por dente 
quanto por mucosa 
-normalmente não tem pilar posterior 
-quando a força é transmitida pelo dente as fibras do 
ligamento periodontal geram força de tração fazendo 
com que o osso se mantenha na posição 
-quando a força é transmitida pela mucosa de 
revestimento gera a força compressiva. Podendo 
acelerar o processo de reabsorção biológica 
 
Elementos constituintes da prótese parcial removível 
-retentores 
-são elementos mecânicos relacionados aos dentes 
pilares, executadas para conferir suporte, retenção e 
estabilidade 
-os retentores evitam que a prótese se mova nos 
sentidos oclusogengival (suporte) e gengivoclusal 
(retenção) 
-os retentores podem ser diretos ou indiretos: 
Diretos: normalmente está vizinho a área edentula, 
tem como função principal a retenção e suporte 
-retentores indiretos: geralmente está longe do 
espaço protético e tem como função principal a 
estabilidade. Sua função secundária está relacionada a 
estabilidade 
-retentores extracoronários: abraça a coroa do 
dente externamente 
-retentores intracoronários: feitos em dentes 
sem vitalidade, se localizando dentro da coroa 
-pode ser através de encaixes fresados (semi 
precisão) ou attachment (encaixes de precisão) 
 -retentores extracoronários (grampos): 
-situam-se externamente ao dente pilar 
-utilizam grampos relacionados as superficies 
vestibular e lingual 
-partes do grampo: 
 
 
 
 
 
-apoio: determina o suporte dentário da PPR 
-evita o esmagamento dos tecidos gengivais 
-localização: cristas marginais da superfície oclusal 
(dentes posteriores); área lingual ou palatina (dentes 
anteriores) 
-nichos: preparos dentários em forma de caixa para 
alojar o apoio (1,5mm de profundidade) 
-grampo de retenção e grampo de oposição: 
-eles neutralizam suas forças, conferindo retenção e 
estabilidade 
-os grampos não devem exercer forças laterais sobre 
os dentes pilares 
-grampo de retenção (vestibular) 
-apoio 
-grampo de oposição (lingual/ palatina) 
-corpo retentor 
-corpo do retentor: une o apoio oclusal e os 
grampos entre si, e estes com o conector menor 
-sela: uni os dentes artificiais entre si e á grade 
retentiva da armação metálica 
-preenche os espaços protéticos na prótese 
dentusuportada 
-na prótese dentumucosuportada alem de preencher 
os espaços protéticos ela vai permitir a transmissão da 
força mastigatória ao rebordo residual 
-conector: são barras metálicas rígidas que unem 
bilateralmente os retentores e a sela entre si 
-função: retenção, estabilidade e suporte 
-classificação dos conectores: 
-conector menor: são pequenas barras metálicas e 
rígidas 
-possui função de unir o corpo do retentor a grade 
retentiva da sela e/ou ao conector maior 
-conector maior: barra metálica rígida 
-une os retentores e a sela bilateralmente 
-dentes artificiais: são elementos da PPR 
desenvolvidos para substituir a estética e 
funcionalidade dos dentes naturais ausentes 
Biomecânica da PPR 
-Suporte 
-retenção 
-estabilidade 
-o suporte é uma propriedade da PPR de resistir ao 
deslocamento no sentido oclusogengival 
-as estruturas responsáveis pelo suporte são os 
apoios, superfície basal da sela e conectores maiores 
da maxila 
-na prótese dentosuportada o apoio deve estar 
adjacente ao espaço protético 
-na prótese dentomucosuportada há um desequilíbrio 
biomecânico de suporte fazendo com que a prótese 
tenha mais tendência a rotacionar 
Principalmente na mastigação de alimentos 
consistentes 
-o movimento é de aproximação ou rotação distal 
-mastigação de alimentos pegajosos a prótese tende a 
fazer o movimento de afastamento ou rotação 
mesial 
-dentomucosuportada: 
-fulcro: ponto físico que faz a estrutura rodar em 
torno dela 
-o mesmo possui duas forças, uma que joga para 
baixo conhecida como braço de potência e outra que 
joga para cima conhecida como braço de resistência. 
Isto é conhecido como alavanca de 1º gênero 
-no caso da prótese seu ponto físico (fulcro) é o apoio 
-parte posterior se configura como o braço de 
potência 
-a parte anterior se configura como o braço de 
resistência 
-normalmente a linha de fulcro passa por trás dos dois 
últimos apoios 
-uma alavanca de primeiro gênero não é bom para a 
prótese 
-o ideal é a alavanca de 2º gênero, quando o braço de 
potencia e resistência estão do mesmo lado 
-e o apoio deve estar distante do espaço protético 
-retenção: propriedade da PPR de resistir ao 
deslocamento no sentido gengivooclusal 
-em prótese dentomucosuportada o apoio deve ficar 
distante do espaço protético