A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Fatores Intrínsecos e Extrínsecos

Pré-visualização | Página 1 de 1

MICROBIOLOGIA DO ALIMENTO 
 FATORES INTRÍNSECOS E EXTRÍNSECOS 
 O Que São?
Fatores Intrínsecos: São fatores inerentes aos alimentos, ocorrem independentemente de fatores externos, pois é a capacidade de multiplicação de microrganismos através das próprias características dos alimentos. Alguns exemplos são: ATIVIDADE DE ÁGUA; PH; POTENCIAL REDOX ( PERCA OU GANHO DE OXIGÊNIO); FATORES ATIMICROBIANOS.
Fatores Extrínsecos: São desenvolvidos de acordo com a capacidade de multiplicação de microrganismos através de fatores externos como a TEMPERATURA, UMIDADE, ATMOSFERA CIRCUNDANTE, MICROBIOTA COMPETITIVA. 
 Objetivo da Pesquisa
Foi elaborada uma análise em alguns estabelecimentos como supermercados e padarias, com o objetivo de avaliar as condições de armazenagem dos alimentos, bem como identificar quais fatores de infecção microbiológica estão presentes.
 Fatores de Riscos Alimentares 
Fatores Intrínsecos: Observamos aqui uma falta de organização no armazenamento das carnes, misturando carnes de diferentes tipos de animais, favorecendo o crescimento de microrganismos e proliferação de uma carne para outra, onde a atividade de água ajuda bastante nessa proliferação, mesmo numa leve tentativa de refrigeração. Ao lado podemos observar um acondicionamento correto da carne num ambiente a vácuo, diminuindo a contaminação por microrganismos aeróbios como bactérias, bolores e bacillus. 
Fatores Extrínsecos: A alta temperatura favorece a umidade, deve-se tomar bastante cuidado no armazenamento de produtos refrigerados, pois favorece ao crescimento de microrganismos. 
Queijo em processo de degradação por microrganismos.
Linguiças em baixa refrigeração e aberta ao ambiente externo, favorecendo a proliferação de moscas e microrganismos infectantes.
Frutas Armazenadas em um estrado sujo e no chão
Linguiça que deveria ser armazenada num ambiente refrigerado.
Peixes expostos ao sol e ambiente sem refrigeração, favorecendo e muito ao acúmulo de microrganismos. Principalmente os termotolerantes( fecais).
Balança de pesagem completamente contaminada e imprópria para uso, favorecendo a contaminação cruzada em diferentes tipos de alimentos. Álcool em gel no cantinho pra assustar a covid, mas não as moscas.
Mosca
 Conclusão da Pesquisa
Em virtude dos fatos expostos, podemos observar a falta do controle e cuidado que comerciantes e estabelecimentos comercias têm no processo de armazenagem dos alimentos. Muitas vezes é pelo despreparo e conhecimento na armazenagem dos mesmo, favorecendo ao agravamento da saúde dos seus respectivos consumidores. Observa-se também uma tentativa frustrada de armazenagem dos alimentos refrigerados, onde foi observado uma baixa refrigeração em que não podemos concluir se por economia de energia do estabelecimento ou por falta de conhecimento na temperatura ideal de armazenagem. De fato o que podemos concluir é o aumento da proliferação de microrganismos através de fatores intrínsecos e extrínsecos já mencionados. 
 Referências Bibliográficas 
https://siteantigo.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/nutricao/potencial-de-oxidacao-reducao-eh-o-r/31222
https://www.cpt.com.br/cursos-gastronomia-segurancaalimentar/artigos/fatores-que-interferem-na-conservacao-dos-alimentos 
 Faculdade Frassinetti do Recife
Nutrição 3° Período 
Orientador: Flavia Araújo 
Discentes: Bruno Morais; Zuleica Rosa; Maria Martins.