A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Degeneração

Pré-visualização | Página 1 de 1

Degeneração
Lesao reversivel por estresse
Acumulo de substancias nas celulas (pode ser inofensivos ou toxicas)
Alterações morfologicas e funcionais
Degeneração hidrotópica ou tumefação celular
A substancia que se acumulará nas celulas é a água
Para manter as concentrações de eletrolitos constantes nas celulas,
existem bombas na membrana plasmatica
Algumas delas funcionam com ATP
Quando há utilização de ATP, há o envio de ions de sodio para fora da
celula e a concentração de potassio é mantida dentro da celula em um
certo nivel adequado
Isso faz com que a celula tenha equilibrio ionico e liquido
Se ocorre um problema no funcionamento nas bombas > há perda do
equilibrio
Retanção de sodio na celula e redução do nivel de potassio intracelular
● Isso causa um aumento da pressao osmotico, fazendo com que
entre agua no meio intracelular, com mais liquido intracelular do
que o normal
● Se o estimulo for removido a acelula se recuperara > reversivel
● Redução da fosforilação oxidativa nas mitocondrias > falha nas
bombas ionicas dependentes de ATP da membrana celular >
perda da capacidade de regular permeabilidade > diminuição de
potassio e aumento de sodio > aumento da pressão osmotica
intracelular > entrada de agua na celula
● Nem todas as bombas necessitam de ATP
● Ou seja, podem haver outros disturbios na membrana celular ou
nas moleculas que formam essa bomba causando um problema
na integridade do equilibrio eletrolítico
● Na degeneração hidropica o nucleo tende a assumir uma posição
central, o que não ocorre na degeneração gordurosa
ACUMULOS INTRACELULARES
Transtornos metabólicos levam a acúmulo intracelular de substancias
diversas
● Substancia normal da celula
● Substancia anormal
● Exogena
● Endogena (sintese ou metabolismo anormal)
● Acumulo
● Inofensivo ou toxico
● Temporario ou permanente
● No nucleo ou no citoplasma
1. Metabolismo anormal
● Substancia endogena normal
● Nivel de metabolismo insuficiente para remove-la
● Ex: esteatose do figado (degeneração gordurosa)
2. Defeito no dobramento e transporte de proteina
● Substancia endogena anormal, produto de gene mutado
● Ex: proteinas mutadas em doenças degenerativas do SNC
3. Defeito ou ausencia de enzima
● Substancia endogena normal
● Defeitos hereditarios em enzimas que a metabolizariam
● Ex: doenças de depositos, como na doença de armazenamento
lisossomal (acumulo de material endogeno)
4. Ingestão de materiais não digeriveis
● Substancia exogena anormal
● Se acumula porque a celula não possui ennzimas para degrada-la
● Ex: acumulo de particulas de carbono e silica
DEGENERAÇÃO GORDUROSA OU ESTEATOSE
● Esteatose
● Acumulo anormal de troglicerideos em celulas paraquintamosas
● Comum em figado, rins, musculos e coração
● Causas: hipóxia, substancias toxicas (etanol), estados nutricionais
(desnutrição proteica), alterações metabolicas (obesidade)
MECANISMO NORMAL
● Geralmente os acidos graxos livres do tec adiposo ou do alimento
ingerido são transportados para os hepatocitos > produção de
energia: beta oxidação nas mitocondrias
● Sintese de colesterol, triglicerideos e fosfolipideos no REL
● Formação de lipoproteinas no complexo de golgi
● Exportação de lipoproteinas por microtubulos e microfilamentos
p/ os sinusoides
● Durante o metabolismo dos acidos graxos nos hepatocitos
existem varios pontos vulneraveis que podem ser abalados
● Exemplos: aumento de radicais livres (lesão das mitocondrias,
redução da beta oxidação; lesao dos microtubulos e
microfilamentos - atrapalha o transporte)
Ocorre acumulo de vesiculas que se juntam formando vesiculas
maiores no interior das celulas; assim, o nucleo fica localizado na
periferia
ATEROSCLEROSE
● Deposição de colesterol e seus esteres em celulas musculares
lisas e macrofagos dentro da tunica intima de arterias de medio e
grande calibre, causando o espessamento da parede e redução
da luz
● Precedentes: Hipertensao arterial e tabagismo
● Aspectos microscopicos: os vacuolos cheios de colesterol e esteres
possuem um aspecto espumoso; quando se rompem deixam os
lipideos no meio extracelular, que podem se cristalizar em
formato de agulha ou fenda
● Esse material causará espessamento da intima
DEGENERAÇÃO HIALINA
● Acumulo de proteina
● Goticulas ou emaranhados eosinofilicos no citoplasma
● Exemplos:
● Acumulo de proteinas do citoesqueleto forma inclusoes hialinas
citoplasmaticas na doença hepatica alcoolica (corpusculos de
Mallory)
● Na doença de alzheimar há emaranhados neurofibrilhares no
cerebro
PIGMENTAÇÃO
● Formação e./ou acumulo, normal ou patologico, de pigmentos
em certos locais do organismo
● Os pigmentos podem ser:
1. Exogenos: penetram no organismo por via respiratoria, digestiva
ou parenteral
2. Endogenos: sintatizados pelo proprio organismo
Pigmentação exogena:
● Particulas depositam-se nos pontos de primeiro contato com
mucosas ou pele
● Podem ser retidas no local ou transportadas p/ outro local
A) carvão
Poluente do ar da vida urbana
Granulos negros
Não é irritante - exceto em niveis cronicos: pneumoconiose do trabalhador
do carvao
B) tatuagem
Introdução de pigmentos insoluveis na derme
Gmento fagocitado por macrofagos
Uma parte vai p/ a via linfatica
Pigmentação endógena
● Acumulo de pigmentos sintetizados no proprio organismo
● Derivados de hemoglobina: bilirrubina (sem ferro) e
hemossiderina (com ferro)
● Não derivados de hemoglobina: melanina e lipofuscina
A) bilurrubina
Pigmento amarelado
Produto final do catabolismo da porção heme da hemoglobina
Aumento da produção ou defeito hepatico na remoção do pigmento da
circulação ou obstrução biliar
Hiperbilirrubinemia: sangue
Icterícia: pele, mucosas, esclera
B) hemossiderina
Pigmento resultante da degradação da hemoglobina
Contém ferro
O ferro é transportados por ferritinas e armazenado no macrofago e
hepatocito associadas a proteina apoferritina; formando micelas de
ferritina que são distribuidas no citoplasma
Se há excesso de ferro para ser armazenado, ocorre a saturação das
moleculas de ferritina, formando granulos grosseiros de hemossiderina >
visivel no microscopio
Localizada em macrofagos e hepatocitos
Granulos acastanhados ou amarelo-dourados, no citoplasma
Deposição: localizada (hemorragias) ou sistemica (hemossiderose)
C) melanina
Do grego melas = preto
Formada pelos melanocitos
Melanocitossão claros porque invjetam a melanina nos queratinocitos
vizinhos pelos seus prolongamentos dendriticos
Hiperpigmentação: sardas, nevos, melanomas
Hipopigmentação: congenita (albinismo) e adquirida (vitiligo e
queimaduras)
D) lipofuscina
Pigmento do desgaste
Marcador biologico do envelhecimento celular
Granulos delicados pardo-amarelados
Perinuclear
Degradação oxidativa de macromoleculas celulares - polimeros não
degradaveis de lipidios e proteinas
Comum no figado e coração de pessoas idosas, com cancer ou desnutridas
CALCIFICAÇÃO PATOLOGICA
Deposição de sair de calcio em locais normalmente não calcificados, sobre
substratos celulares (viaveis ou necroticos) e extracelulares (tec conjuntivo
e secreções)
Dissérica - niveis normais de calcio
Metastatica: tecidos normais por causa da hipercalcemia secundaria por
algum disturbio do metabolismo do calcio