A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Neoplasias benignas do epitélio e conjuntivo

Pré-visualização | Página 2 de 2

comunicação persistente direta entre a 
artéria e a veia. Os sintomas apresentados 
podem incluir dor, sangramento, e 
ulceração da pele 
Máculas 
 Coloração do rosa ao roxo 
Malformações vasculares intraósseas: 
Diagnóstico durante as 3 primeiras décadas 
de vida 
Mulheres -Mandíbula 3:1 -Assintomática 
Dor e inchaço - Mobilidade - Sangramento 
através do sulco gengival 
Defeitos radiolúcidos multiloculares: “favos 
de mel”, “bolhas de sabão” e “raios de sol 
CARACTERÍSTICAS HISTOPATOLÓGICAS: 
Hemangiomas: 
Proliferação de células endoteliais 
formando lúmens vasculares indistintos 
(hemangiomas celulares) 
Lesões em involução: espaços capilares 
mais evidentes e as células endotelias se 
tornam achatadas 
Malformações vasculares: 
Não apresentam proliferação e os vasos 
lembram os de origem. Desse modo, as 
malformações capilares podem ser 
similares ao estágio capilar do 
hemangioma. 
TRATAMENTO E PROGNÓSTICO: 
Hemangiomas da infância: 
Orientação aos pais 
Para hemangiomas problemáticos ou para 
os que representam ameaças à vida, a 
terapia farmacológica pode ser indicada. 
Conservador: escleroterapia - oleato de 
monoetanolamina a 5% 
Radical: excisão cirurgica 
Malformações vasculares: 
Escleroterapia e excisão cirúrgica 
 Nevo melanocítico 
Adquiridos e congênitos 
Os nevos adquiridos: neoplasia 
Nevos congênitos: hamartomas 
Etiologia pouco compreendida 
Células provenientes da crista neural 
Lesões intraorais: incomuns 
35 anos de idade – Mulheres 
Estágios clínicos coincidem com o 
histopatológico: 
Nevo juncional: mácula marrom a negra, 
bem delimitada e de até 6 mm de diâmetro 
Nevo composto: pápula levemente 
elevada, de consistência macia e superfície 
lisa 
Nevo intramucoso: maior perda de 
pigmentação 
CARACTERÍSTICAS HISTOPATOLÓGICAS: 
Proliferação benigna e encapsulada de 
células névicas 
Capacidade de produzir melanina é variável 
Células névicas superficiais: citoplasma 
abundante, limites indistintos, maior 
capacidade de produzir melanina e 
agrupadas em tecas 
Células névicas profundas: alongadas e 
fusiformes, semelhantes a células de 
Schwann ou fibroblastos 
Nos estágios iniciais, as tecas de células 
névicas são encontradas somente ao longo 
da camada de células basais do epitélio, 
especialmente nas pontas das cristas 
epiteliais. 
Por serem as células lesionais encontradas 
na junção entre o epitélio e o tecido 
conjuntivo, esse estágio é conhecido como 
nevo juncional. 
À medida que as células névicas 
proliferam, grupos de células começam a 
descer perpendicularmente para o interior 
da derme ou lâmina própria subjacente. 
Células estarem agora presentes ao longo 
da área juncional e no interior do tecido 
conjuntivo subjacente, a lesão é então 
denominada nevo composto 
Nos estágios finais, ninhos de células 
névicas não são mais encontrados no 
interior do epitélio, porém apenas no 
interior do tecido conjuntivo subjacente. 
Pela localização das células lesionais no 
tecido conjuntivo, na pele esse estágio é 
denominado nevo intradérmico. A 
contraparte intraoral é denominada nevo 
intramucoso 
TRATAMENTO E PROGNÓSTICO: Excisão 
cirúrgica 
 Linfangioma 
Tumores hamartomatosos benignos dos 
vasos linfáticos 
Etiologia: mal formação congênita 
originária de sequestros de tecido linfático 
Linfangioma capilar: pequenos vasos;- 
Cavidade oral 
Linfangioma cavernoso: grandes vasos 
dilatados - Maior morbidade 
Linfangioma cístico: grandes espaços 
císticos macroscópicos - Região cervical 
Região de cabeça e pescoço: 50% a 75% 
dos casos 
50% ao nascimento / 90% até 2 anos 
Linfangiomas orais: 2/3 anteriores da 
língua - Vesículas translúcidas e 
avermelhadas 
Usualmente, o tumor é localizado 
superficialmente e demonstra uma 
superfície pedregosa que se assemelha a 
um grupo de vesículas translucentes. A 
superfície se assemelha a ovos de rã 
CARACTERÍSTICAS HISTOPATOLÓGICAS: 
Vasos linfáticos dispostos logo abaixo do 
tecido epitelial 
Endotélio fino com cavidade contendo 
fluido proteináceo e ocasionalmente 
linfócitos 
Linfangiomas cavernosos e capilares 
Ocorrência simultânea entre linfangioma e 
hemangioma 
TRATAMENTO E PROGNÓSTICO: 
Excisão cirúrgica - Recidiva comum 
especialmente para os linfangiomas 
cavernosos da cavidade oral, devido à sua 
natureza infiltrativa.