A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
SIMULADO DIREITO CIVIL IV

Pré-visualização | Página 1 de 2

1 
 Questão 
Acerto: 0,2 / 0,2 
 
Ano: 2019. Banca: FCC. Órgão: DPE-AM. Prova: FCC - 2019 - DPE-AM - Analista 
Jurídico de Defensoria - Ciências Jurídicas. Paulo trabalha há vinte anos como capataz 
em uma fazenda que explora a atividade agropecuária, tendo sido contratado pelo 
proprietário para cuidar da propriedade e liderar os demais empregados. Ele reside no 
próprio local de trabalho, em uma casa cedida pelo proprietário para a sua moradia e da 
sua família. Com base nessas informações, Paulo 
 
 não tem a posse nem a propriedade da fazenda, mas somente a sua 
detenção. 
 
tem a posse pro labore de toda a fazenda. 
 
é proprietário da fazenda. 
 
tem direito à usucapião apenas da casa em que reside. 
 
tem a posse precária da fazenda. 
 
 
2 
 Questão 
Acerto: 0,2 / 0,2 
 
(XV Exame Unificado OAB) Com a ajuda de homens armados, Francisco invade 
determinada fazenda e expulsa dali os funcionários de Gabriel, dono da propriedade. 
Uma vez na posse do imóvel, Francisco decide dar continuidade às atividades agrícolas 
que vinham sendo ali desenvolvidas (plantio de soja e de feijão). Três anos após a 
invasão, Gabriel consegue, pela via judicial, ser reintegrado na posse da fazenda. 
Quanto aos frutos colhidos por Francisco durante o período em que permaneceu na 
posse da fazenda, assinale a afirmativa correta. 
 
 
posse ininterrupta pelo prazo de 10 anos 
 Francisco deve restituir a Gabriel todos os frutos colhidos e percebidos, mas 
tem direito de ser ressarcido pelas despesas de produção e custeio. 
 
Francisco deve restituir a Gabriel todos os frutos colhidos e percebidos, e não 
tem direito de ser ressarcido pelas despesas de produção e custeio. 
 
Francisco tem direito aos frutos percebidos durante o período em que 
permaneceu na fazenda 
 
Francisco tem direito à metade dos frutos colhidos, devendo restituir a outra 
metade a Gabriel. 
 
 
3 
 Questão 
Acerto: 0,2 / 0,2 
 
(TJ/AP) Sobre a posse e os direitos do possuidor, é CORRETO afirmar: I. O possuidor 
turbado, ou esbulhado, poderá manterse ou restituir-se por sua própria força, contanto 
que o faça logo; os atos de defesa, ou de desforço, não podem ir além do indispensável 
à manutenção, ou restituição da posse. II. Os frutos naturais e industriais reputam-se 
colhidos e percebidos, logo que são separados; os civis reputam-se percebidos dia por 
dia. III. Ao possuidor de má-fé serão ressarcidas somente as benfeitorias necessárias; 
não lhe assiste o direito de retenção pela importância destas, nem o de levantar as 
voluptuárias. IV. As benfeitorias não se compensam com os danos e não dão direito ao 
ressarcimento mesmo quando não mais existirem ao tempo da evicção. V. Considera-se 
possuidor aquele que, achando-se em relação de dependência para com outro conserva 
a posse em nome deste e em cumprimento de suas ordens ou instruções. Está correto o 
que consta APENAS em 
 
 
III, IV e V. 
 
I, IV e V. 
 
II, III e IV. 
 I, II e III. 
 
II, III e V. 
 
 
4 
 Questão 
Acerto: 0,2 / 0,2 
 
De acordo com inferências do Código Civil, marque a única alternativa que caracteriza a 
posse justa no ordenamento jurídico: 
 
 A posse mansa e pacífica; 
 
A posse clandestina, mas que de alguma forma se tornou precária; 
 
A posse violenta; 
 
A posse obtida mediante o abuso de confiança. 
 
A posse obtida as escondidas; 
 
 
5 
 Questão 
Acerto: 0,2 / 0,2 
 
(OAB 2007) A respeito da posse e da proteção possessória, assinale a opção correta. 
 
 
A posse natural é um direito real de aquisição da propriedade de bens móveis e 
imóveis. Para a obtenção dessa posse, exige-se o exercício de poderes de fato 
sobre a coisa. 
 
A ação possessória tem natureza dúplice, mesmo que o réu não demande, na 
contestação, proteção possessória nem indenização por benfeitorias erigidas na 
coisa. Nessas ações, admite-se a conversão de uma possessória em outra, ou, 
ainda, em petitória. 
 
O possuidor de má-fé tem direito à retenção da coisa alheia até ser indenizado 
pelas benfeitorias necessárias e melhorias implementadas, tais como plantações 
ou construções. 
 
anulável, dispondo o interessado do prazo decadencial de seis meses para 
pleitear a anulação. 
 Na ação de reintegração de posse, a procedência do pedido fica condicionada à 
efetiva comprovação da posse, do esbulho praticado pelo réu e da perda da 
posse. Exige-se, ainda, a demonstração da data do esbulho, para que seja 
definido o rito pelo qual deverá tramitar o processo. 
 
 
6 
 Questão 
Acerto: 0,2 / 0,2 
 
(TRF-2ª Região ¿ CESPE ¿ Juiz Federal ¿ 2011) Assinale a opção correta, considerando a 
função social da propriedade e seus consectários. 
 
 
Nos casos de desatendimento da função social da propriedade em áreas urbanas 
com mais de vinte mil habitantes, a imposição de imposto sobre a propriedade 
territorial urbana progressivo independe da existência de plano diretor, ao 
contrário do que ocorre com a edificação compulsória e a desapropriação-
sanção. 
 Uma das diretrizes do plano diretor, instrumento necessário ao cumprimento da 
função social da propriedade urbana, consiste em impedir a inadequada 
utilização do imóvel e a retenção especulativa que interfiram nos projetos de 
desenvolvimento urbano. 
 
A edificação compulsória da propriedade urbana que não cumpria sua função 
social não se transfere ao novo adquirente do imóvel. 
 
De acordo com entendimento do STJ, é impossível a revogação de cláusulas de 
inalienabilidade, impenhorabilidade e incomunicabilidade impostas por 
testamento em imóvel, com base no princípio da função social da propriedade. 
 
A desapropriação-sanção, aplicada à propriedade urbana que não cumpra sua 
função social, tem por finalidade transferir permanentemente o imóvel ao Poder 
Público. 
 
 
7 
 Questão 
Acerto: 0,2 / 0,2 
 
(CONSULPLAN - TJ-MG - Titular de Serviços de Notas e de Registros - 2016 - Adaptada) 
Segundo a Lei n.º 10.406/2002, são direitos reais, exceto: 
 
 
Uso 
 
Anticrese 
 Enfiteuse 
 
Superfície 
 
Laje 
 
 
8 
 Questão 
Acerto: 0,2 / 0,2 
 
Fernanda é proprietária da Chácara da Titia, com área de 5 hectares. Fernanda reside 
na chácara desde 1998. Ela cultiva hortaliças destinados a prover o sustento próprio e 
de familiares. No dia 10 de outubro de 2012, Gustavo apareceu na chácara e informou 
que era proprietário do bem e concedeu-lhe prazo de dez dias para que ela procedesse 
à sua desocupação, sob pena da adoção das medidas judiciais pertinentes, sem prejuízo 
do desforço pessoal. Ainda, Gustavo acrescentou que logo iniciaria o cercamento da 
parte leste da propriedade, o que, de fato, fez. Sobre essa situação, qual a medida 
judicial que pode ser utilizada por Fernanda para resguardar a sua posse: 
 
 
Ação de reintegração de pose 
 
Ação de interdito proibitório 
 
II, III e IV. 
 
Ação reivindicatória 
 Ação de manutenção de posso 
 
 
9 
 Questão 
Acerto: 0,2 / 0,2 
 
(Magistratura Federal TRF 02 ¿ CESPE ¿ 2013) Com relação a direitos reais, obrigações 
e contratos, assinale a opção correta de acordo com o Código Civil. 
 
 
No seguro de pessoas, a apólice ou o bilhete podem ser ao portador. 
 O atual Código Civil consagra a positivação do princípio de que os direitos reais 
são numerus clausus, somente podendo ser criados por lei. 
 
O Código Civil vigente prevê tanto a mora simultânea quanto a mora alternativa. 
 
Pode-se estipular a fiança ainda que sem consentimento do devedor, mas não 
contra a sua vontade. 
 
A nulidade de qualquer das cláusulas da transação não implica, por si só, a 
nulidade da transação. 
 
 
10 
 Questão 
Acerto: 0,2 / 0,2 
 
Com a ajuda de homens armados, Francisco invade determinada fazenda e expulsa dali 
os funcionários de Gabriel, dono da propriedade. Uma vez na posse do imóvel, 
Francisco decide dar continuidade às atividades agrícolas que vinham