A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Etica_A2

Pré-visualização | Página 1 de 2

· Pergunta 1
1 em 1 pontos
	
	
	
	O fisioterapeuta da Unidade de Terapia Intensiva de um hospital inicia o atendimento a um idoso de 62 anos, em ventilação mecânica invasiva, com diagnóstico de pneumocistose e HIV/AIDS. A pneumocistose é uma infecção oportunista causada pelo fungo unicelular Pneumocystis jirovecii e mais prevalente em pessoas infectadas pelo HIV/AIDS.
Qual a conduta do fisioterapeuta diante dessa situação?
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
O fisioterapeuta pode discutir o caso com a equipe de saúde, assim ele se beneficia com conhecimento multidisciplinar e o paciente com o melhor tratamento possível.
	Resposta Correta:
	 
O fisioterapeuta pode discutir o caso com a equipe de saúde, assim ele se beneficia com conhecimento multidisciplinar e o paciente com o melhor tratamento possível.
	Comentário da resposta:
	Resposta correta: a equipe multiprofissional pode interagir sobre casos clínicos, o fisioterapeuta, como parte da equipe, ao compartilhar conhecimento, se beneficia e ao próximo, em busca do melhor tratamento possível para o paciente, independente da condição ser estável ou instável.
	
	
	
· Pergunta 2
0 em 1 pontos
	
	
	
	Como profissional da saúde, para melhor informar seu paciente, um fisioterapeuta de unidade básica em saúde realizou uma acolhida aberta a todos públicos com o tema “Ter HIV não é o mesmo que ter AIDS”. Ele explica o que é o HIV, as formas de transmissão e a posição dos profissionais de saúde diante de pacientes com resultado positivo.
Sobre a orientação do fisioterapeuta e a revelação de diagnóstico de AIDS/HIV a terceiros, analise as afirmativas a seguir:
I. A revelação do diagnóstico para terceiros, como parceiros sexuais estáveis, pode ser interpretada como dever ou ser facultativa por parte do profissional de saúde.
II. É facultativo ao profissional da saúde informar o indivíduo com AIDS/ HIV sobre suas formas de transmissão, tratamento e repercussões.
III. O profissional de saúde deve agir com respeito à autonomia do indivíduo. Caso o indivíduo decida não revelar a outros profissionais de saúde, deve ser mantido sigilo.
IV. A AIDS/HIV pode ser transmitida através de banheiro, talheres e copos compartilhados.
Agora, marque a alternativa com as afirmativas corretas.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
I e III.
	Resposta Correta:
	 
I.
	Comentário da resposta:
	Resposta incorreta: o profissional de saúde tem o dever de manter o sigilo de situações que tenha conhecimento devido a sua função ou cargo. No entanto, a revelação desse tipo de diagnóstico para terceiros é cercado de interpretações, podendo ser um dever, quando considerada o risco à vida de um parceiro estável não conhecer esse diagnóstico, o que é maior que o dever de confidencialidade, ou facultativo se considerar a privacidade do indivíduo como direito, o que é maior que o risco a um terceiro.
	
	
	
· Pergunta 3
1 em 1 pontos
	
	
	
	Maria, estudante de fisioterapia, participativa em atividades extracurriculares, foi convidada pelo seu amigo João, pesquisador de iniciação científica, para acompanhá-lo em sua pesquisa no grupo de gestantes em um hospital. Uma das atividades é a apresentação do documento que o voluntário assina mostrando seu consentimento. Maria ao voltar para casa começou a estudar sobre pesquisa e a importância do consentimento do voluntário na pesquisa.  
Marque a alternativa correta sobre o consentimento voluntário dos indivíduos em pesquisas, a partir dos princípios do Código de Nuremberg, de 1947. 
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
O consentimento do voluntário é um processo, fruto da evolução da ciência, e envolve o respeito à autonomia e o diálogo entre o profissional e o voluntário.
	Resposta Correta:
	 
O consentimento do voluntário é um processo, fruto da evolução da ciência, e envolve o respeito à autonomia e o diálogo entre o profissional e o voluntário.
	Comentário da resposta:
	Resposta correta: o respeito à autonomia do voluntário de uma pesquisa foi conquistado a partir do Código de Nuremberg, Relatório de Belmont e outros documentos históricos que defendiam o voluntário e o respeito à sua dignidade durante pesquisas. Isso pode ser visto nos princípios do Código de Nuremberg.
	
	
	
· Pergunta 4
1 em 1 pontos
	
	
	
	Um fisioterapeuta do Programa de Saúde da Família inicia o atendimento de um homem de 42 anos, casado, etilista, tabagista, hipertenso e com queixa de lombalgia. Ele relata que na última semana recebeu o resultado de teste positivo para HIV e gostaria que isso não fosse compartilhado com o restante da equipe de saúde. No geral, o paciente está em boa condição física, porém mostra-se abalado pelo resultado.
Qual a conduta do fisioterapeuta diante dessa situação?
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
O fisioterapeuta pode contar à equipe de saúde, com base no benefício pessoal do paciente e da sociedade, pela comunicação compulsória realizada pela equipe de saúde da família.
	Resposta Correta:
	 
O fisioterapeuta pode contar à equipe de saúde, com base no benefício pessoal do paciente e da sociedade, pela comunicação compulsória realizada pela equipe de saúde da família.
	Comentário da resposta:
	Resposta correta:  o profissional de saúde que presta assistência tem obrigação de realizar a notificação compulsória de doenças ou seus agravos. Não se deve discriminar nem tratar com estigmas essa situação, e não se deve confundir o dever de confidencialidade do profissional com a exposição da equipe de saúde a riscos e omissão de notificação de doenças.
	
	
	
· Pergunta 5
1 em 1 pontos
	
	
	
	Os comitês de ética em pesquisa são resultados da evolução da ciência, por meio de códigos e legislações ao longo dos anos. Esses órgãos têm caráter consultivo, deliberativo e educativos e dentre seus objetivos está defender o voluntário da pesquisa e fornecer possibilidades éticas às equipes de pesquisa, aos voluntários e à sociedade. Há duas formas de deliberação usadas nesses órgãos, como a clínica, que trata do atendimento diário do paciente por um profissional, e a ética, que é a sua principal forma de deliberação relacionada com a equipe multidisciplinar.
Sobre as formas de deliberação em pesquisa apresentadas, marque a alternativa correta.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
Os comitês de ética em pesquisa praticam a deliberação ética como forma de auxiliar na tomada de decisão da equipe multiprofissional envolvida em um projeto de pesquisa.
	Resposta Correta:
	 
Os comitês de ética em pesquisa praticam a deliberação ética como forma de auxiliar na tomada de decisão da equipe multiprofissional envolvida em um projeto de pesquisa.
	Comentário da resposta:
	Resposta correta: os comitês de ética em pesquisa são órgãos com caráter deliberativo que atuam em projetos de pesquisa com seres humanos, como forma de auxiliar na tomada de decisão e soluções para questões éticas e bioéticas da equipe multiprofissional envolvida. Essa deliberação ética tem objetivo de obter condutas éticas em saúde baseadas principalmente nos princípios da bioética e nas legislações vigentes em saúde.
	
	
	
· Pergunta 6
1 em 1 pontos
	
	
	
	Em uma entrevista à BBC Escócia, o cientista Wilmut, que criou a ovelha Dolly, chave no estudo do mal de Parkinson, decidiu revelar seu diagnóstico porque acreditava que isso pudesse ser útil no contexto da pesquisa.
"O diagnóstico trouxe um senso de clareza, pelo menos ficamos sabendo, e podíamos começar a trabalhar quanto a isso. [...] Além, claro, da decepção com a possibilidade de que a doença encurte um pouco a minha vida, ou, mais especialmente, altere minha qualidade de vida [...]” (YEGINSUN, 2018).  
YEGINSU, C. Cientista que criou ovelha Dolly, chave no estudo de parkinson, tem a doença. Folha de S. Paulo , 12 abr. 2018, Ciência. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/ciencia/2018/04/cientista-que-criou-ovelha-dolly-chave-no-estudo-de-parkinson-tem-a-doenca.shtml. Acesso em: 2 jun. 2020.
 
 A ética em pesquisa é um tema em constante progressão. Sobre a utilidade que o cientista cita, marque

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.