A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Aula 3 - Subsistemas da ARH e seus principais objetivos

Pré-visualização | Página 1 de 1

Gestão integrada de RH
Aula 3 - Subsistemas da ARH e seus principais 
objetivos
INTRODUÇÃO
Nesta aula, você navegará por uma abordagem da Administração de Recursos Humanos que apresenta aspectos 
fundamentais do comportamento humano nas organizações, da importância social dessas instituições e dos diversos 
subsistemas em que se decompõe a ARH.
Refletirá, também, sobre as bases do relacionamento interpessoal e conhecerá objetivos, conceitos e procedimentos 
relacionados aos subsistemas da ARH. 
OBJETIVOS
Reconhecer as principais características do comportamento humano nas organizações.
Identificar os subsistemas da ARH e seus principais objetivos.
Descrever a aplicabilidade dos subsistemas da ARH.
VOCÊ JÁ PAROU PARA REFLETIR SOBRE O COMPORTAMENTO HUMANO?
O HOMEM PERCEBE E AVALIA – TOMA DECISÕES BASEADO EM SUAS EXPERIÊNCIAS 
PASSADAS. 
O homem tem limitada capacidade de resposta – a capacidade de resposta é em função das aptidões e da aprendizagem. 
O HOMEM PENSA E ESCOLHE – O COMPORTAMENTO HUMANO É PROPOSITAL E 
COGNITIVAMENTE ATIVO. 
O comportamento das pessoas está orientado para a satisfação de suas necessidades pessoais e para o alcance dos seus 
objetivos e aspirações. Por isso, reagem e respondem a seu ambiente, seja no trabalho, seja fora da organização. 
O HOMEM É SOCIAL – ENVOLVE-SE COM OUTRAS PESSOAS EM GRUPOS OU EM 
ORGANIZAÇÕES 
O homem tem diferentes necessidades – o comportamento das pessoas é simultaneamente influenciado por um grande 
número de desejos que apresentam valores e quantidades distintas. 
É possível determinar os comportamentos que as pessoas 
de uma organização precisam adotar?
As pessoas devem: 
A arte de Relacionar-se
Frequentemente, queremos aprimorar a nossa comunicação, desejando melhorar os relacionamentos com as pessoas. Para 
isso fazemos cursos, lemos os mais variados livros, assistimos a filmes e ... 
...nos esquecemos de praticar. E teoria sem prática é conhecimento inútil.
Alguns fatores são fundamentais para saber relacionar-se. Veja alguns deles, a seguir:
As organizações e a necessidade de administração
Esses dois tipos de organizações são instituições que compõem a sociedade moderna. 
O homem passa a maior parte do tempo dentro de organizações, com as quais cria uma relação de dependência para suprir 
suas necessidades básicas, sociais e emocionais. 
Exemplo: receber salário para custear moradia, alimentação e educação, receber assistência médica, adquirir produtos e 
serviços que promovam o seu bem-estar.
Qualquer organização é composta de duas ou 
mais pessoas, que interagem entre si para 
atingir objetivos comuns.
A importância das organizações
Sabemos da importância das organizações para a sociedade e os indivíduos. Não deve ser difícil para você reconhecer e 
justificar esse fato.
Observe, a seguir, quatro funções que demonstram essa importância.
galeria/aula3/img/img11.png
1 - Servem à sociedade 
As organizações são instituições sociais que refletem alguns valores e necessidades culturalmente 
aceitos.
galeria/aula3/img/img12.png
2 - Realizam objetivos 
As organizações coordenam os esforços de diferentes indivíduos, nos permitindo alcançar metas que, de 
outra forma, seriam muito mais difíceis ou até mesmo impossíveis de serem atingidas.
galeria/aula3/img/img13.png
3 - Proporcionam carreiras 
As organizações proporcionam aos seus empregados uma fonte de sobrevivência.
galeria/aula3/img/img14.png
4 - Preservam o conhecimento 
As organizações, como as universidades, museus e corporações são essenciais porque guardam e 
protegem a maior parte do conhecimento que nossa civilização juntou e registrou.
Veja como alguns especialistas definiram a Administração ao longo dos anos.
Assista ao vídeo para conhecer a importância da gestão de talentos na ARH, segundo Chiavenato.
ASPECTOS FUNDAMENTAIS DA MODERNA GESTÃO DE PESSOAS 
Os conceitos de Administração que você acabou de estudar deram maior consistência à nossa análise do universo das 
organizações. No entanto, já temos claro que a existência e o funcionamento das organizações vincula-se, essencialmente, 
às pessoas que dela participam e, por esse motivo, precisamos incluir nesse contexto a reflexão acerca de questões 
fundamentais da Gestão de Pessoas.
São três tópicos que sustentam essa gestão:
Conheça alguns conceitos e definições que o 
ajudarão a entender mais facilmente as 
implicações da Gestão de Pessoas.
Termos para definir as pessoas que trabalham nas organizações:
DEPOIS DE CONHECER CONCEITOS E VER EXEMPLOS SOBRE A ARH, 
VOCÊ É CAPAZ DE DEFINIR A GESTÃO DE PESSOAS?
Resposta Correta
E QUAL É O PAPEL DA GESTÃO DE PESSOAS/ARH?
Resposta Correta
Objetivos da Gestão de Pessoas/ARH
Serviços básicos prestados pela ARH:
Clique aqui (galeria/aula3/docs/pdf01_aula03.pdf) para ler o 
texto O Gestor de Recursos Humanos para conhecer mais 
sobre a função e o perfil de competências desse profissional.
Os Subsistemas da ARH e seus principais objetivos
Em função da racionalidade, da filosofia e cultura organizacional surgem as políticas, ou seja, as regras estabelecidas para 
governar funções e assegurar que estas sejam desempenhadas de acordo com os objetivos desejados.
Os Subsistemas da ARH, também conhecidos como políticas de recursos humanos, referem-se às maneiras pelas quais a 
organização pretende lidar com seus membros e por intermédio deles atingir os objetivos organizacionais, permitindo 
condições para o alcance de objetivos individuais.
São estas as Políticas de RH existentes nas organizações. Conheça os objetivos de cada uma delas.
Políticas de  Provisão de Recursos Humanos
• Onde recrutar, em que condições e como recrutar os recursos humanos necessários à 
organização. 
• Critérios de seleção de recursos humanos e padrões de qualidade para admissão, quanto às 
aptidões físicas e intelectuais, experiência e potencial de desenvolvimento, tendo em vista o 
universo de cargos dentro da organização. 
• Como integrar os novos participantes ao ambiente interno da organização com rapidez e 
eficácia.
Políticas de  Aplicação de Recursos Humanos
• Como determinar os requisitos básicos da força de trabalho para o desempenho das tarefas e 
atribuições do universo de cargos da organização.  
• Critérios de planejamento, alocação e movimentação interna de recursos humanos, 
considerando o posicionamento inicial e o plano de carreira.
• Critérios de avaliação da qualidade e da adequação dos recursos humanos por meio da 
avaliação de desempenho.
Políticas de  Manutenção de Recursos Humanos
• Critérios de remuneração direta dos participantes (avaliação de cargo e salário no mercado de 
trabalho). 
• Critérios de remuneração indireta dos participantes (benefícios sociais e práticas do mercado 
de trabalho). 
• Como manter uma força de trabalho motivada. 
• Critérios relativos às condições físicas ambientais de higiene e segurança que envolvem o 
desempenho das tarefas. 
• Relacionamento de bom nível com sindicatos e representações de pessoal.
Políticas de  Desenvolvimento de Recursos Humanos
• Critérios de diagnóstico e programação de preparação e reciclagem. 
• Critérios de desenvolvimento de recursos humanos a médio e longo prazos, visando à contínua 
realização do potencial humano. 
• Criação  e desenvolvimento de condições capazes de garantir a saúde e excelência 
organizacional, por meio da mudança do comportamento do participante.
Políticas de  Controle de Recursos Humanos
• Como manter um banco de dados capaz de fornecer as informações necessárias para as 
análises quantitativa e qualitativa da força de trabalho disponível na organização.  
• Critérios para auditoria permanente da aplicação e adequação das políticas e dos 
procedimentos relacionados com os recursos humanos organizacionais.
Glossário

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.