A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
AV2 metodologia do ensino de matematica

Pré-visualização | Página 1 de 2

1. Pergunta 1
/0,6
Os números desempenham diferentes papéis na prática social. Podem quantificar, medir, ordenar ou apenas identificar ou rotular algo. Historicamente, a necessidade de controlar quantidades fez surgir os primeiros registros escritos e com o passar dos anos e o desenvolvimento das civilizações, foram criados diferentes sistemas de numeração. Assinale a alternativa que corresponde aos povos que tinham um sistema de numeração de base 60 (sexagesimal). Eles ainda dividiam o dia em 24 horas, com cada hora tendo 60 minutos, e cada minuto, 60 segundos, sistema que tem sobrevivido por 5 mil anos.
Ocultar opções de resposta 
1. 
Maias
2. 
Babilônios
Resposta correta
3. 
Egípicios
4. 
Romanos
5. 
Árabes
2. Pergunta 2
/0,6
Nos anos iniciais, o professor, intencionalmente, com auxílio de várias formas de registro como desenhos, esquemas, mapas, maquetes deve ampliar a capacidade das crianças identificarem as características dos objetos e do espaço que estão relacionadas a situações-problema do dia a dia e projetar as transformações na forma e na posição que forem necessárias para encontrar soluções. Assinale a alternativa que NÃO apresenta uma habilidade requerida na unidade temática de geometria referente aos anos iniciais do ensino fundamental na Base Nacional Comum Curricular.
Ocultar opções de resposta 
1. 
Associar figuras geométricas espaciais (cubo, bloco retangular, pirâmide, cone, cilindro e esfera) a objetos do mundo físico e nomear essas figuras.
2. 
Esboçar roteiros a ser seguidos ou plantas de ambientes familiares, assinalando entradas, saídas e alguns pontos de referência.
3. 
Demonstrar relações métricas do triângulo retângulo, entre elas o teorema de Pitágoras, utilizando, inclusive, a semelhança de triângulos.
Resposta correta
4. 
Reconhecer, comparar e nomear figuras planas (círculo, quadrado, retângulo e triângulo), por meio de características comuns, em desenhos apresentados em diferentes disposições ou em sólidos geométricos.
5. 
Reconhecer, nomear e comparar figuras geométricas espaciais (cubo, bloco retangular, pirâmide, cone, cilindro e esfera), relacionando-as com objetos do mundo físico.
3. Pergunta 3
/0,6
As transformações de avaliação são multidimensionais. Uma grande questão é que avaliar envolve valor, e valor envolve pessoa. Nós somos o que sabemos em múltiplas dimensões. Quando avaliamos uma pessoa, nos envolvemos por inteiro - o que sabemos, o que sentimos, o que conhecemos desta pessoa, a relação que nós temos com ela. E é esta relação que o professor acaba criando com seu aluno. Assinale a alternativa que Não diz respeito ao sentido da avaliação na disciplina de matemática.
Ocultar opções de resposta 
1. 
Avaliar em matemática é uma apreciação qualitativa sobre dados relevantes do processo de ensino e aprendizagem que auxilia o professor a tomar decisões sobre o seu trabalho.
2. 
 Avaliar é um componente do processo de ensino que visa, através da verificação e qualificação dos resultados obtidos, a determinar a correspondência destes com os objetivos propostos e, daí, orientar a tomada de decisões em relação às atividades didáticas seguintes para o aprimoramento do processo de ensino e aprendizagem da matemática.
3. 
Avaliar traz a premissa de classificar quem é o melhor estudante da sala na disciplina de matemática. 
Resposta correta
4. 
 Avaliar é muito mais que conhecer o aluno, é reconhecê-lo como uma pessoa digna de respeito e de interesse e que é capaz de evoluir na disciplina mesmo que apresente dificuldades.
5. 
Avaliar é importante para que o professor identifique quais as dificuldades dos estudantes na aprendizagem da matemática.
4. Pergunta 4
/0,6
Quando falamos em pensamento geométrico (ou raciocínio geométrico) nos referimos aos modos e estratégias de pensar que têm como características essenciais as competências/capacidades de analisar objetos no espaço (e no plano). Em relação as competências geométricas é correto afirmar:
I- reconhecer e detalhar as características gerais (tipos) e específicas das formas (composição), bem como descrever os procedimentos/processos para construção/obtenção destas; 
II- realizar e reconhecer os resultados de transformações na forma e na posição de objetos, bem como descrever os procedimentos/processos para efetuá-las e revertê-las; 
III- comparar as formas e posições dos objetos, a fim de estabelecer as relações necessárias para compreensão/explicação de fenômenos e resolução de problemas. 
IV- Comparar e ordenar números naturais (até a ordem de centenas) pela compreensão de características do sistema de numeração decimal (valor posicional e função do zero).
Assinale a alternativa correta.
Escolha uma opção:
Ocultar opções de resposta 
1. 
Todas as alternativas são falsas.
2. Incorreta: 
Apenas II e III são verdadeiras.
3. 
Todas as alternativas são verdadeiras.
4. 
Apenas a III é verdadeira.
5. 
 Apenas I, II e III são verdadeiras.
Resposta correta
5. Pergunta 5
/0,6
Um sistema de numeração é um conjunto de símbolos e regras que permitem representar qualquer número. Os sistemas de numeração, por definição, surgem junto aos símbolos que representam os números. Ao longo da história da humanidade, diferentes povos usaram sistemas de numeração distintos. Nem todos sofreram influência externa. Alguns surgiram dentro de determinada cultura e despareceram junto a ela. Já outros sofreram influência externa de diferentes culturas e sistemas. Assim, se adaptaram ou evoluíram de acordo com a necessidade. Assinale a alternativa que corresponde aos povos que criaram o sistema de numeração mais utilizado em nosso cotidiano.
Ocultar opções de resposta 
1. 
Maia
2. 
Egípcio 
3. 
Hindus
Resposta correta
4. 
Babilônios
5. 
Romano
6. Pergunta 6
/0,6
Considerando que, na Educação Infantil, as aprendizagens e o desenvolvimento das crianças têm como eixos estruturantes as interações e a brincadeira, assegurando-lhes os direitos de conviver, brincar, participar, explorar, expressar-se e conhecer-se, a organização curricular da Educação Infantil na BNCC está estruturada em cinco campos de experiências, no âmbito dos quais são definidos os objetivos de aprendizagem e desenvolvimento. Os campos de experiências constituem um arranjo curricular que acolhe as situações e as experiências concretas da vida cotidiana das crianças e seus saberes, entrelaçando-os aos conhecimentos que fazem parte do patrimônio cultural. Assinale a alternativa com o campo que diz respeito a seguinte experiência:
As crianças vivem inseridas em espaços e tempos de diferentes dimensões, em um mundo constituído de fenômenos naturais e socioculturais. Desde muito pequenas, elas procuram se situar em diversos espaços (rua, bairro, cidade etc.) e tempos (dia e noite; hoje, ontem e amanhã etc.). Demonstram também curiosidade sobre o mundo físico (seu próprio corpo, os fenômenos atmosféricos, os animais, as plantas, as transformações da natureza, os diferentes tipos de materiais e as possibilidades de sua manipulação etc.) e o mundo sociocultural (as relações de parentesco e sociais entre as pessoas que conhece; como vivem e em que trabalham essas pessoas; quais suas tradições e seus costumes; a diversidade entre elas etc.). Além disso, nessas experiências e em muitas outras, as crianças também se deparam, frequentemente, com conhecimentos matemáticos (contagem, ordenação, relações entre quantidades, dimensões, medidas, comparação de pesos e de comprimentos, avaliação de distâncias, reconhecimento de formas geométricas, conhecimento e reconhecimento de numerais cardinais e ordinais etc.) que igualmente aguçam a curiosidade. Portanto, a Educação Infantil precisa promover experiências nas quais as crianças possam fazer observações, manipular objetos, investigar e explorar seu entorno, levantar hipóteses e consultar fontes de informação para buscar respostas às suas curiosidades e indagações. Assim, a instituição escolar está criando oportunidades para que as crianças ampliem seus conhecimentos do mundo físico e sociocultural e possam utilizá-los em seu cotidiano.
Ocultar