A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Teste

Pré-visualização | Página 1 de 1

PERGUNTA 1 
1. QUANTO AS NOVAS TENDÊNCIAS DA CRIMINOLOGIA PODE-SE AFIRMAR QUE A 
ASSERTIVA CORRESPONDENTE AO SEU AUTOR É: 
 
a. “ o criminoso é o ‘consumidor falho’, que não interessa à sociedade de consumo e 
deve ser tirado das vistas da sociedade pós-moderna” (David Garland). 
 
b. “A prisão é o substitutivo do gueto, que impede a politização das demandas diante da 
criação da miséria” (Wacquant). 
 
c. “Diante do surgimento de condutas ‘indesejáveis’, o Estado neoliberal engendra para 
neutralizar os comportamentos ‘desviantes’ (Mathiesen) 
 
d. “o direito é uma instância de manutenção da exploração e nunca será usado para 
reduzir desigualdades (vide os crimes econômicos).” (Hulsman) 
 
e. “A prisão é um depósito no qual as pessoas indesejadas são inocuizadas. O criminoso 
não é politicamente perigoso.” (Bauman). 
PERGUNTA 2 
NA CIDADE DE ITABUNA/BA, ATHOS, FOI PRESO EM FLAGRANTE POR TER FURTADO 
NUM SUPERMERCADO. O JUIZ, APÓS AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA, LHE NEGOU O DIREITO À 
LIBERDADE, TENDO SUA PENA AGRAVA, E NEGADA PENA ALTERNATIVA, TUDO ISTO POR 
SER REINCIDENTE EM CRIME DOLOSO, JÁ TENDO CUMPRIDO A PENA DO DELITO 
ANTERIOR, FURTO DE UM PERFUME NUMA FARMÁCIA. SOB A PERSPECTIVA DA 
CRIMINOLOGIA MODERNA ACERCA DO SISTEMA CRIMINAL, DA APLICAÇÃO DA PENA 
PRIVATIVA DE LIBERDADE E DA REINCIDÊNCIA: 
 
 
a. O Juiz deveria aplicar a rotulação social e aplicar uma medida de segurança, por ser o 
agente considerado inimputável. 
 
b. A medida judicial é um resquício de um direito penal do autor, pois não está se 
julgando o fato, mas "quem é" o delinquente. 
 
c. Ainda que houvesse maus antecedentes, como inquéritos policiais em curso, tais 
medidas seriam válidas e eficazes. 
 
d. A decisão judicial é um elemento do direito penal do fato, por isso influencia como o 
sujeito irá responder. 
 
e. O Juiz agiu acertadamente, pois sua medida está em sintonia com a Constituição, e 
abate a maior periculosidade do agente. 
 
PERGUNTA 3 
1. ASSINALE A TEORIA QUE DEFINE A CONCEPÇÃO A SEGUIR: 
O CRIMINOSO É SELECIONADO PELAS CARACTERÍSTICAS DO MEIO O QUAL ESTÁ INSERIDO, E 
NÃO PELA CONDUTA CRIMINOSA, PORTANTO, O SISTEMA PUNITIVO NÃO COMBATE A 
CRIMINALIDADE, MAS ATRIBUI RÓTULOS ATRAVÉS DE UMA CONVENÇÃO DISCURSIVA. 
 
 
a. Teoria da Lei e Ordem. 
 
b. Teoria do Labelling Aprouch. 
 
c. Teoria da Criminologia Radical . 
 
d. Teoria da Criminologia Crítica. 
 
e. Teoria da anomia 
 
PERGUNTA 4 
1. O MOVIMENTO DA LEI E ORDEM CORRESPONDE AO QUE SE AFIRMA NA SEGUINTE 
ALTERNATIVA: 
 
a. discute sobre os crimes que ocorrem e não chegam ao conhecimento das autoridades 
policiais ou deixam de seguirem com os trâmites necessários para que o autor, 
responsável pela prática do crime seja devidamente responsabilizado civil e 
penalmente 
 
b. busca a elaboração de todo um novo sistema geral garantista com a finalidade de 
construir os alicerces fundamentais para um Estado de Direito que estabelece a 
proteção do direito de liberdade do indivíduo contra todas as formas de exercício 
arbitrário do poder, sob um ponto de vista racional, com enfoque especializado Direito 
Penal e Processo Penal. 
 
c. é uma política criminal que tem como finalidade transformar conhecimentos empíricos 
sobre o crime, propondo alternativas e programas a partir se sua perspectiva. Defende 
que a pena é, sobretudo uma retribuição, que crimes graves devem ser punidos com 
penas altas, privativas de liberdade, e que a prisão provisória deve ser considerada 
como uma resposta imediata a práticas delitivas de maior gravidade e que causam 
inquietude na população de bem. 
 
d. defende o uso do método de controle estatal mais incisivo na vida dos indivíduos, 
devendo ser utilizado em situações extremas em que a intervenção do Estado por 
outros meios se torne insuficiente para reparar o dano e garantir a harmonia da 
sociedade. 
 
e. veio abrir novos horizontes aos estudos sobre o criminoso e a pena, atentando-se à 
figura do homem delinquente, observando-o antes mesmo de observar o crime. Parte 
da ideia básica da existência de um criminoso nato, cujas anomalias constituiriam um 
tipo antropológico específico. 
PERGUNTA 5 
1. SOBRE AS TEORIAS DO CONFLITO É CORRETO AFIRMAR QUE É EXEMPLO DESSA 
TEORIA: 
 
a. Teoria da Criminologia Radical examina a pessoa do infrator deve receber todoas as 
garabtias fundamentais, pois não se trata de um preso político, mas alguém excluído do 
processo humanista. 
 
b. Para a Teoria da Anomia o comportamento desviado pode ser considerado, no plano 
sociológico, um sintoma de dissociação entre as aspirações socioculturais e os meios 
desenvolvidos para alcançar tais aspirações. 
 
c. A Teoria da Sub cultura delinquente, em que a criminalidade não é uma propriedade 
inerente a um sujeito, mas uma “etiqueta” atribuída a certos indivíduos que a 
sociedade entende como delinquentes. 
 
d. A Teoria rotulação social sustentada na ideia de que a criminalidade da classe pobre é 
investigada, no entanto, na classe alta isso não aconteceria. Parte da ideia de que exista 
uma certa seletividade por parte do controle social para com os crimes cometidos e 
seus autores, os quais são rotulados por uma reação social. 
 
e. A Teoria da Desorganização Social, rejeita à perturbação da cultura existente por uma 
mudança social e nega as confusões de papel, códigos morais conflitantes e confiança 
em declínio nas instituições.